Laska Campos está de volta na Difusora FM

Foto Divulgação

Está de volta a Difusora FM, o locutor apresentador das multidões Silveny Campos, popularmente conhecido como ‘Laska Campos’.

O comunicador estreia na próxima segunda-feira (20) às 09h da manhã na 94,3 FM.

TJMA é o 1º do país a aceitar pagamento de débitos judicais via cartão e ainda parcela

Desembargador Joaquim Figueiredo, presidente do TJMA

O Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) disponibilizou, a partir desta quinta-feira (16), o pagamento de débitos judiciais via cartão de crédito ou débito, com possibilidade de parcelamento dos valores. O sistema de pagamento é regulamentado pela Resolução GP nº 41/2019, de 30 de julho de 2019.

A iniciativa da gestão do desembargador Joaquim Figueiredo, presidente do TJMA, é uma inovação no Judiciário brasileiro, sendo o Tribunal de Justiça do Maranhão o primeiro tribunal do país a dispor dessa modalidade de pagamento. O projeto, disponibilizado agora a todos os advogados e jurisdicionados e coordenado pela Diretoria de Informática e pelo Fundo Especial de Reaparelhamento do Judiciário (FERJ), é uma das práticas que concorrerá ao Prêmio Innovare.

O sistema de pagamento de débitos judiciais enquadra-se na atual política de gestão que visa a implementação de melhorias substanciais para a modernização dos serviços jurisdicionais, trazendo soluções e inovações para garantir que a Justiça esteja adequada aos novos tempos” assinalou o presidente do TJMA, desembargador Joaquim Figueiredo.

A prática do Tribunal do Maranhão foi aprovada pela Corregedoria Nacional de Justiça e também apresentada no Conselho de Presidentes dos Tribunais de Justiça, com a disponibilização da Resolução e do edital de credenciamento de operadoras aos demais Tribunais.

Sistema 

O credenciamento de operadoras de cartão de crédito e débito foi necessário para operacionalizar os pagamentos e serviu como forma de concorrência para propostas com as menores taxas e juros para o cidadão. Cinco operadoras se credenciaram e três foram aprovadas. Hoje, duas já estão habilitadas para prestação do serviço: JGV Meios Eletrônicos de Pagamento e Vamos Parcelar.

A partir desta quinta-feira (16), na página de emissão da da Guia de Arrecadação, é disponibilizado um botão verde no canto superior direito da página “Pagar com Cartão de Crédito”. Ao clicar nele, a página de pagamento com a opção das duas empresas operadoras é aberto e o usuário deve clicar em “Prosseguir” abaixo da operadora escolhida, que redirecionará o usuário à plataforma da empresa para o pagamento, onde estarão dispostas as condições de pagamento e parcelamento, seguindo o determinando na Resolução nº 41/2019.

Ampliação

Com a implantação e ativação do pagamento e parcelamento das custas judiciais via cartão de crédito nesta quinta-feira (16), o Tribunal de Justiça já está trabalhando no para ampliar o sistema para o pagamento de acordos homologados pelos Núcleos de Conciliação e qualquer outro tipo de pagamento em juízo, sejam acordos ou condenações.

CAXIAS: a única cidade que antecipa 20 dias o salário do servidor municipal

Foto Divulgação

Os salários dos servidores públicos municipais de Caxias já estão em conta.

O prefeito Fábio Gentil é o único que antecipa o vencimento dos funcionários em 20 dias.

Lideranças comunitárias e culturais apresentam sugestões a Carlos Madeira

Representantes da cultura apresentam sugestões para o setor

Logo após declarar-se pré-candidato a prefeito de São Luís pelo partido Solidariedade em uma coletiva de imprensa, Carlos Madeira começou a ser convidado por lideranças comunitárias e culturais para discutir sugestões e propostas para as respetivas áreas.

O primeiro convite recebido foi de representantes da cultural para participar de uma reunião com lideranças do seguimento, na Casa Barrica, no bairro da Madre Deus.

Além do presidente da Companhia Barrica, José Pereira Godão, estavam também presentes à reunião, representantes de diversos grupos de Bumba Meu Boi, dentre os quais, Boi da Pindoba, Boi da Maioba, Boi de Axixá, Boi Brilho da Ilha, Boi de Leonardo e Boi de Apolônio.

Na ocasião, as lideranças demostraram entusiasmo com a pré-candidatura de Dr. Madeira, destacando seu envolvimento com as manifestações culturais, sobretudo o Bumba Meu Boi. Em meio às discussões acerca de melhorias para o setor da cultura na capital, as lideranças apontaram algumas questões como forma de sugestão para a secretaria municipal de cultura. Entre as diversas ideias apresentadas pelos representantes da cultura que estavam na reunião, as principais dizem respeito, á criação de um calendário de eventos culturais permanente para a cidade; formulação de políticas públicas para a cultura e valorização das manifestações culturais existentes na capital.

O presidente da Cia. Barrica, Godão, ainda apresentou a sugestão de continuidade nas discussões, com a realização de reuniões com os demais setores da cultura, e ainda destacou que como sugestão, a possível reativação dos pontos de cultura existentes à época em que o cantor Gilberto Gil estava à frente do Ministério da Cultura.

Por sua vez, Dr. Madeira agradeceu o reconhecimento e incentivo por parte dos representantes culturais e se comprometeu a estruturar seu plano de campanha com as sugestões apresentadas durante a reunião.

VILA EMBRATEL

Na Vila Embratel, Carlos Madeira foi recebido por lideranças comunitárias de vários bairros da área Itaqui Bacanga. Na reunião foi feita uma exposição acerca dos principais problemas enfrentados pelos moradores da região. De forma unânime, as lideranças enfatizaram a necessidade de atenção do poder público voltadas para áreas como a
infraestrutura, saúde, educação e transporte na região.

A região Itaqui Bacanga nunca teve a atenção devida, nós somos praticamente esquecidos”, reclamou o jornalista Mauro Garcia. O pré-candidato disse que reconhece a importância econômica e estratégica da região, e frisou que pretende resgatar a dignidade e o respeito da população da área Itaqui Bacanga.

‘Quero fazer de Ribamar uma cidade empreendedora’, diz Jota Pinto

Jota Pinto

Fazer de São José de Ribamar uma cidade empreendedora, principalmente para os jovens. Esta foi uma das principais mensagens passadas pelo pré-candidato a prefeito da cidade balneária, Jota Pinto, durante entrevista ao programa Ponto Continuando, da Rádio Mais FM, no início da noite desta quinta-feira, 16.

Durante cerca de 25 minutos, o pré-candidato respondeu a perguntas dos entrevistadores Jeisael Marx, Jorge Vieira, Clodoaldo Corrêa e Leandro Miranda. Logo no início da entrevista ele informou que deixou o Patriotas e disputará a Prefeitura de Ribamar pelo seu antigo partido, o PDT. A assinatura de filiação ocorrerá no próximo dia 1° de fevereiro.

Ao informar por que decidiu se candidatar a prefeito de Ribamar, Jota Pinto informou que tem uma longa história afetiva com o município, desde criança, quando sua mãe o consagrou ao santo padroeiro para que ficasse curado de um problema de saúde. Ele ficou curado e desde então virou um devoto fervoroso de São José de Ribamar, junto com sua família.

Anos mais tarde, foi o segundo deputado estadual mais votado da cidade e o parlamentar que mais destinou emendas para o Município, entre elas a que cria o Distrito Industrial de Ribamar.

Jota Pinto informou que a vontade de ser prefeito veio de forma natural e ele se juntou a uma grande equipe de trabalho para traçar um plano de desenvolvimento para o município.

“Antes de me tornar político, já era empresário. Sou empreendedor. Quero que Ribamar deixe de ser uma cidade dormitório e passe a ser uma cidade empreendedora, atrativa para novas empresas. Só assim vamos gerar emprego e renda para a população. Este é o principal desejo do ribamarense hoje: emprego”, afirmou Jota Pinto.

O pré-candidato respondeu à pergunta de uma ouvinte que reclamou da falta de vagas nas escolas de educação infantil e nas creches do Município. “Sabemos que os moradores das vilas não conseguem vagas para seus filhos perto de casa. A ideia é implantarmos creches de tempo integral em cada vila onde a demanda por vagas for maior”.

Ao falar de Saúde, Jota Pinto disse que pretende trabalhar a metropolização, e colocou a possibilidade de uma gestão compartilhada do hospital maternidade que o Governo do Estado está construindo em Paço do Lumiar, com 52 leitos. Também citou como ideia a construção de uma unidade de saúde dentro de Ribamar, próximo às vilas, que funcionaria semelhante ao Pan-Diamante de São Luís.

Fui secretário de Articulação Metropolitana na gestão do prefeito Tadeu Palácio e apresentei a proposta da metropolização da Grande São Luís, motivado principalmente pela Refinaria da Petrobras que viria para Bacabeira. Depois que o Governo do Estado assumiu o processo, ele avançou. Todos os prefeitos hoje concordam com a sua importância, pois todos perdem cerca de R$ 120 milhões com a falta do conselho de metropolização. Uma ideia é reunir todos os prefeitos e tentarmos caminhar juntos e solucionar problemas como o transporte, destinação do lixo, saúde e educação”, ressaltou Jota Pinto.

BRK

Com relação à BRK, Jota Pinto criticou o fato de as pessoas não estarem tendo condições de pagar as contas de água. “Hoje o nome da BRK está limpo e o dos consumidores está sujo. Vamos pedir auditoria do contrato para podermos cobrar da BRK tudo o que ela se comprometeu a fazer, principalmente com relação à rede de esgoto e à prestação de serviço de qualidade”, afirmou.

Sobre a infraestrutura, Jota Pinto disse que a ideia é fazer a drenagem profunda nas principais vias de transporte pesado para que o asfaltamento seja de qualidade. Ele também planeja incentivar a fabricação de bloquetes para revestir as ruas, o que vai garantir emprego e renda para pedreiros, ajudantes e mestres de obras da cidade.

Nossa ideia é investir na economia criativa para garantir emprego, renda e uma melhor qualidade vida à população ribamarense”, resumiu Jota Pinto.

Violência contra jornalistas cresce 54%; relatório mostra que 58,17% dos ataques é de Bolsonaro

Presidente Jair Bolsonaro

Um relatório da Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) aponta que o número de casos de violência contra veículos de comunicação e jornalistas subiu 54,07% de 2018 para 2019. Foram registrados 208 casos contra 135 no período de comparação. Entre os 208 registros, 114 foram de “descredibilização” da imprensa e 94 de agressões diretas a profissionais.

O documento, ‘Relatório da Violência contra Jornalistas e liberdade de imprensa’, é anual e foi divulgado nesta quinta-feira (16), no Sindicato dos Jornalistas, no Rio de Janeiro. Segundo o levantamento, o presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) foi responsável – sozinho – por 121 desses ataques (58,17%).

O relatório diz que cinco dos ataques dos presidente foram agressões verbais diretas a jornalistas durante entrevistas que não foram reproduzidas no site do Palácio do Planalto.

O levantamento incluiu, este ano, a descredibilização da imprensa, que é uma tentativa de questionar a credibilidade da informação. O item foi criado por causa dos ataques sistemáticos à imprensa e aos jornalistas feitos por Bolsonaro – foram 114 casos.

O relatório anual teve como base discursos e entrevistas oficiais do presidente entre janeiro e dezembro de 2019. A Fenaj também monitorou as postagens de Jair Bolsonaro nas redes sociais.

A produção do Jornal Hoje procurou o Palácio do Planalto para comentar o relatório, mas não obteve retorno.

Mortes de jornalistas

O relatório traz ainda um balanço do número de assassinatos contra jornalistas. Em 2019, foram dois registros: os jornalistas Robson Giorno e Romário da Silva Barros, que atuavam em Maricá (RJ), foram mortos. Em 2018, houve apenas uma morte e, em 2017, nenhuma.

O número de injúrias raciais envolvendo jornalistas também cresceu: foram dois casos de racismo em 2019, contra nenhum em 2018. Já os casos de ameças/intimações e de censuras mantiveram-se iguais nos dois anos de comparação: foram, respectivamente, 28 e 10 registros.

Já os demais tipos de violência direta contra jornalistas caíram: as agressões físicas, que eram as mais comuns, diminuíram, passando a 15 casos, que vitimaram 20 profissionais, contra 33 em 2018.

No mesmo sentido, houve redução em outros tipos de ataque: em 2019, foram 20 agressões verbais, 10 casos de impedimentos ao exercício profissional, 5 episódios de cerceamento à liberdade de imprensa por meio de ações judiciais e 2 casos de violência contra a organização sindical dos jornalistas. Em 2018, foram, respectivamente, 27, 19, 10 e 3 casos.

Para a presidente da Fenaj, Maria José Braga, a situação é grave. “Há, de fato, uma permanente ameaça à liberdade de imprensa no Brasil e à integridade física e moral dos jornalistas. É preciso urgentemente frear o arbítrio instalado no país”, diz.

Sudeste lidera casos de violência
Por região, Sudeste é, pelo sexto ano, a que tem mais casos de violência direta contra jornalistas. Em 2019, foram registrados 44 casos na região, representando 46,81% do total de 94 agressões. A segunda mais violenta é o Centro-Oeste (19,15%), seguida do Sul (15,96%), Nordeste (11,70%) e Norte (6,38%).

Já entre os Estados, São Paulo continua sendo o mais violento, com 19 casos ou 20,21% do total. O Distrito Federal, com 13 ocorrências (13,83%), passou ao posto de segundo estado mais violento, ultrapassando o Rio de Janeiro, que mantinha a posição nos últimos anos. Neste, foram 12 casos, o que representa 12,77% do total.

Profissionais de TV são os mais agredidos

O relatório indica também que jornalistas que trabalham em televisão são as principais vítimas de agressões. Em 2019, foram 35 casos (28,23% do total). Profissionais que atuam em jornal impresso ocupam a segunda posição: 33 casos ou 26,61% do total. Em terceiro lugar, estão os jornalistas de mídia digital (portais, sites e blogs), com 23 casos (18,55%).

Políticos são os principais agressores, diz o relatório

O documento conclui também que os políticos são os principais autores de ataques à imprensa. Eles foram responsáveis por 144 ocorrências (69,23% do total) em 2019, a maioria delas tentativas de “descredibilização” da imprensa (114), mas há também 30 casos de agressões diretas.

Fonte: G1

Ônibus de turismo pega fogo na BR-226

Foto Reprodução

Um ônibus de turismo que vinha sentido Barra do Corda a Grajaú, pegou fogo na BR-226 na manhã desta quinta-feira (16), dentro da reserva indígena Cana Brava.

O motorista e os passageiros saíram do ônibus e não há registro de feridos. As bagagens também foram retiradas do veículo que foi consumido pelo fogo.

As causas do incêndio estão sendo apuradas, mas, ao que tudo indica, o fogo começou nos pneus traseiros do ônibus.

Fonte: De Olho em Grajaú

Pânico! Dupla armada invade escola em Fortaleza e atira em três adolescentes

Foto Reprodução

Dois homens armados invadiram o Centro Educacional Doris Johnson, em Fortaleza (CE), na noite desta quarta-feira (15) e deixaram três adolescentes feridos. Por volta das 19h30, durante uma partida de futsal promovida por um projeto social realizado na instituição, a dupla entrou na quadra vestindo capacetes de motociclistas e atirou contra as pessoas que estavam no local.

Por meio de nota oficial, o Centro Educacional informou que, entre os feridos, dois são alunos matriculados na instituição e a outra é uma jovem que assistia ao jogo. A instituição ainda afirmou que ninguém foi ferido gravemente e que os jovens já foram submetidos a procedimentos médicos e aguardam alta hospitalar.

O colégio trata o ocorrido como “caso isolado” e diz que as investigações sobre a autoria do tiroteio e a motivação estão com a Polícia Civil do estado. O Centro Educacional pediu a intensificação da segurança dentro da comunidade que está inserido, no Bairro José Walter, nos limites de Fortaleza com Maracanaú.

Procurada pela reportagem de VEJA, a Secretaria de Segurança Pública do Ceará ainda não se pronunciou sobre o tiroteio.

Fonte: VEJA

Novo canal de denúncias via WhatsApp contribui para mais de 250 prisões em Slz

Delegado Carlos Alessandro Rodrigues

A Segurança Pública passa a contar com mais um canal de denúncias que pode ser acessado pelo cidadão de forma anônima e segura. Trata-se de contato via WhatsApp para receber informações de suspeitos, situações de risco e demais ocorrências de crimes. Coordenada pela Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC), órgão da Polícia Civil, a ferramenta já possibilitou a identificação e prisão de mais de 250 suspeitos.

“Este canal de comunicação foi criado pela necessidade que identificamos de o cidadão fazer denúncias e ter a certeza de sua segurança e anonimato. Esse apoio tem nos auxiliado nas investigações e promovido a maior interação entre a Polícia Civil e comunidade”, pontua o titular da SPCC, delegado Carlos Alessandro Rodrigues.

O número para as denúncias é o (98) 98418-5661 que funciona 24h por dia. Uma vez denunciada, a informação é encaminhada ao setor de competência com a garantia do sigilo absoluto. “Agradecemos às pessoas que vêm denunciando e fortalecendo esse laço com a Polícia Civil no combate à criminalidade”, enfatizou o delegado.

O apoio do canal de comunicação fez crescer o volume de prisões e contribuiu com solução de casos diversos. Nos últimos três meses totalizaram 255 prisões, sendo preventivas (151), flagrante (48), por sentença condenatória (38) e prisões temporárias (18). Parte das prisões foi consolidada com a ajuda de informações obtidas via canal WhatsApp.

Outra parte, fruto de operações da SPCC, como a ‘Demolição’, realizada no bairro São Raimundo, que resultou na prisão de 16 integrantes de grupos criminosos. Na Cidade Olímpica e adjacências, outros 45 suspeitos foram detidos na operação ‘Derrama’; com a operação ‘Persecuti’, a superintendência conseguiu prender 15 elementos de facção criminosa; e vários suspeitos de assaltos na região da Vila Maranhão e Estiva, com os trabalhos durante a operação ‘Desmonte’.

No período, a SPCC atingiu a marca de 16,2% de redução em ocorrências de roubos e furtos de veículos. “É importante que a população saiba e colabore com a polícia e assim teremos ainda mais condições de deter e controlar o crime”, reforça o delegado Carlos Alessandro Rodrigues.

Vídeo: Lula diz que apoia Flávio Dino para Presidente do Brasil em 2022

Governador Flávio Dino e o ex-presidente Lula

Em entrevista à TVT nesta quarta-feira (15), o ex-presidente Lula (PT) admitiu que pode apoiar o governador do Maranhão, Flávio Dino, a Presidente da República em 2022. Lula, no entanto, acha que Dino deve sair do PCdoB e se candidatar por outro partido.

“Admito, como não? O PCdoB já me apoiou quatro vezes. A dificuldade que não tenho de responder uma pergunta dessas e eu não tenho mais é que se você tiver um jornalista em um jornal qualquer que vá assistir o programa, vai dizer: ‘Lula vai apoiar Flávio Dino’. Eu gosto do Flávio Dino, acho ele uma figura competente, um companheiro da maior lealdade comigo em todo os meus processos, eu tenho por ele um apreço extraordinário. Agora veja, o PT é um partido muito grande comparado ao PCdoB”, afirmou Lula ao jornalista Juca Kfouri .

Questionado se Dino teria dificuldades de se eleger pelo PCdoB, Lula respondeu: “É difícil, e o Flávio Dino sabe disso”.

Confira no vídeo a seguir.

Do Blog do John Cutrim