Banco Santander aciona a justiça para cobrar dívida de R$ 5 mi da Prefeitura de Santa Luzia

Prefeita França do Macaquinho

Afastada do cargo desde o dia 22 de fevereiro por desvio de R$ 63 milhões no município de Santa Luzia (veja aqui), a prefeita França do Macaquinho é acionada na justiça pelo Banco Santander.

A instituição financeira tomou medidas legais para recuperar uma dívida no montante de R$ 5.007.733,38 (cinco milhões, sete mil, setecentos e trinta e três reais e trinta e oito centavos).

De acordo com informações, essa dívida está relacionada ao não repasse dos valores de empréstimos consignados pelo município de Santa Luzia.

A prefeitura recorreu da sentença que determinou a devolução de mais de 5 milhões de reais ao banco autor de uma ação reipersecutória. O relator do caso concedeu o efeito suspensivo até o julgamento do recurso de apelação.

Parece que esse problema é recorrente na gestão de França do Macaquinho, que recentemente foi condenada pelo Tribunal de Justiça do Maranhão. Segundo a sentença, a prefeita deixou de repassar as contribuições previdenciárias ao Instituto de Previdência Social dos Servidores Públicos de Santa Luzia (IPRESAL), tanto da parcela “patronal” quanto a dos servidores e aposentados, no período de janeiro de 2017 a dezembro de 2021. O valor total não repassado foi de R$ 64.081.039,86 (sessenta e quatro milhões, oitenta, trinta e nove reais e oitenta e seis centavos). A gestora também foi condenada a pagar uma multa equivalente ao valor desviado e ficou proibida de se candidatar a cargos públicos por oito anos.

Após mal-estar na prisão, Alessandro Martins é levado para UPA do Vinhais

Alessandro Martins

O ex-empresário Alessandro Martins teve um mal-estar na cadeia “Manelão”, onde está preso desde quarta-feira (21). Ele foi encaminhado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Vinhais na tarde de sexta-feira (23).

Segundo informações, Alessandro Martins chegou no hospital com pressão elevada. Ele foi encaminhado para a ala vermelha, que tem cuidados intensivos, e realizará uma tomografia de crânio no hospital Carlos Macieira, conforme solicitação médica.

Ainda hoje, o ex-empresário pode voltar para a prisão.  Ele está sob custódia do Comando-Geral da Polícia Militar do Maranhão, no bairro do Calhau, em São Luís.

Prisão

A Justiça do Maranhão decretou a prisão preventiva de Alessandro Martins, que foi preso em flagrante na quarta-feira (21), após ter ameaçado policiais que realizavam um mandado de busca e apreensão na sua residência em São Luís.

“QUEBRANDO A BANCA”: PC prende líderes de jogo do tigre em hotel de luxo no Ceará

Foto Reprodução

Uma ação conjunta da Polícia Civil do Maranhão e do Ceará desarticulou uma quadrilha envolvida em jogos de azar, conhecidos como “jogo do tigre”. A operação, batizada de Quebrando a Banca, foi deflagrada na manhã desta sexta-feira (15) e resultou na prisão de cinco pessoas, entre elas os líderes do grupo, que foram surpreendidos em um hotel de luxo em Fortaleza, onde planejavam uma festa de lançamento de uma nova plataforma de jogos.

Além dos mandados de prisão, a polícia também cumpriu 10 mandados de busca e apreensão e um mandado de monitoramento eletrônico, que obrigou um dos investigados a usar tornozeleira. Em São Luís, um dos alvos da operação foi detido em sua residência.

Segundo o delegado Thiago Dantas, que coordenou a operação, os presos não são apenas responsáveis pelos jogos ilegais, mas também por outros crimes graves, como homicídio, tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e organização criminosa. A operação contou com o apoio de outras unidades da Polícia Civil e do Ministério da Justiça e Segurança Pública, por meio do Projeto IMPULSE, que faz parte do Programa de Enfrentamento a Organizações Criminosas (Enfoc).

Esta foi a segunda fase da operação Quebrando a Banca, que teve início em setembro, quando a Polícia Civil do Maranhão desmantelou um esquema de pirâmide financeira que usava o jogo Fortune Tiger, uma plataforma digital muito popular no Brasil como “Joguinho do Tigre”. Na ocasião, foram realizadas buscas em endereços residenciais e comerciais, incluindo uma oficina mecânica, em São Luís. A principal suspeita era uma influenciadora digital que divulgava o jogo nas redes sociais. Com ela, foram apreendidos três carros, sendo dois de luxo, três motos e um jet-ski.

Um porsche foi apreendido

O deputado Yglesio Moyses (PSB) celebrou a ação conjunta da Polícia Civil do MA e do CE, veja: