O GOSTO DA OPOSIÇÃO: Flávio Dino manda pra casa aliada de Vinícius Louro

Raimundo Louro, Ceiça, Dr. Humberto e Vínicius Louro em evento político em agosto

Na última terça-feira (19), horas depois da entrevista do deputado estadual Vinícius Louro (PL) ao Bom Dia Mirante, anunciando seu rompimento com o atual Governo do Estado, em apoio ao colega de partido, o deputado federal, Josimar de Maranhãozinho (PL), o governador Flávio Dino, mandou o secretário Carlos Lula exonerar a enfermeira Ceiça Feitosa, do cargo de Gestora Regional de Saúde de Pedreiras. A exoneração foi publicada no dia 19 de outubro no Diário Oficial, mesmo dia da entrevista a Clóvis Cabalau.

Comenta-se nos bastidores da política local, que os diretores da AGERP e da AGED de Pedreiras, também indicados pelos Louro, vão perder os cargos, assim como os demais aliados do Clã espalhados em diversos setores do governo do estado na região do Médio Mearim.

Foto Reprodução

O titular da Seinc, Simplício Araújo, passar a ser o principal representante de Flávio Dino em Pedreiras e em toda região do Médio Mearim.

O titular da Seinc, Simplício Araújo, passar a ser o principal representante de Flávio Dino em Pedreiras e em toda região do Médio Mearim.

Entenda

Ceiça foi indicada ao cargo pelo ex-prefeito de Pedreiras, Raimundo Louro e pelo deputado estadual Vinicius Louro, que é o vice-presidente do PL no Maranhão e líder da bancada do partido na Assembleia Legislativa estadual.

A mudança na relação política entre o deputado federal Josimar de Maranhãozinho, líder do PL no Maranhão, e o governador Flávio Dino, causaram instabilidade na relação entre a bancada estadual do PL e o governo do estado. Na terça-feira, em entrevista transmitida na TV Mirante, Vinicius Louro explicou que houve uma reunião da cúpula estadual do PL, onde se considerou inviável que o partido continuasse na base do governo estadual.

“Não foi o PL que saiu do governo, mas a forma com que o governo tratou seus deputados que os colocou na oposição”, disse o deputado.

Segundo ele, o estopim do rompimento foi a operação da busca e apreensão que o Ministério Público do MA que surpreendeu o casal Josimar de Maranhãozinho e sua esposa Detinha, que é deputada estadual, coincidentemente após os eventos de Josimar pelo estado afora, junto ao povo maranhense em Bacabal e São Luís, para se lançar pré-candidato a governo do Maranhão.

Trabalho exemplar

Ceiça Feitosa

Ceiça, enfermeira e ex-vereadora, estava desempenhando um papel exemplar na Regional de Saúde, mesmo sob a crise e caos gerados pela pandemia do coronavírus, e seu trabalho no combate à doença e demais designações do cargo foi reconhecido pelas lideranças políticas regionais e pela população do Médio Mearim.

Sua atuação foi intensa inclusive na distribuição das vacinas contra a Covid-19, quando o trabalho não parou, mesmo em sábados, domingos e feriados para atender a população das cidades da região. Independente deste contexto, o excelente trabalho que estava sendo realizado na Regional de Saúde de Pedreiras não significou nada para o governador Flávio Dino (PSB), pois ao exonerar a gestora, mostrou que suas decisões não dependem da competência dos seus funcionários, mas são motivadas por circunstâncias meramente políticas.

Comunicado de Ceiça Feitosa nas redes sociais

Quero comunicar a todos, que hoje recebi uma ligação para me avisar que fui exonerada do cargo de Gestora Regional de Saúde de Pedreiras.

Quero agradecer a Deus pelos quase 08 meses que passei à frente da Regional e pude mostrar o meu trabalho como profissional, o qual me dediquei com respeito à instituição levando um trabalho sério e justo aos Municípios que fazem a nossa Região.

Agradeço à todos da Regional, que juntos comigo durante esse período, se empenharam fortemente para dá resolutividade às ações e serviços pertinentes à Saúde.

Agradeço a todos da SES (Secretaria de Estado da Saúde) que trabalharam conosco nessa missão.

Agradeço a todos os 13 Secretários Municipais de Saúde e aos prefeitos, juntamente com suas equipes, pela receptividade e parceria.

Agradeço aos amigos e amigas pelo apoio e companheirismo de sempre.

Agradeço à minha família, pela torcida e amparo diante das barreiras enfrentadas, como sempre fizeram em toda minha vida, e em especial ao meu irmão Dr Humberto, um grande líder político.

Agradeço ao ex Deputado e líder político Raimundo louro e ao Deputado atuante da Região Vinícius louro, que sempre esteve nos apoiando e lutando para que pudéssemos realizar as demandas existentes, inclusive, ontem estive no seu gabinete solicitando demandas para a saúde de todos da região.

Um forte abraços a todos!

Fonte: Blog do Carlinhos Filho

Hildo desafia Flávio e defende Belezinha: ‘ela falou a verdade, insinuação é leviana’

Deputado Hildo Rocha na tribuna da Câmara Federal

Em pronunciamento na tribuna da Câmara Federal, ontem, o deputado Hildo Rocha defendeu a prefeita de Chapadinha, Belezinha, em relação ao episódio no qual o governador submeteu a gestora a constrangimento, durante ato público ocorrido na última sexta-feira, quando Flávio Dino insinuou que a prefeita seria mentirosa.

O caso, segundo explicou Hildo Rocha, foi originado a partir de um vídeo postado nas redes sociais, pela prefeita Belezinha, cujo conteúdo desagradou ao comunista. Na gravação, a gestora disse que o funcionamento da UPA de Chapadinha só está sendo possível graças às emendas parlamentares de Deputados.

Ela reclamou que, nesses 10 meses da gestão dela, o Governo do Estado, não fez nenhum repasse para ajudar na manutenção da UPA. Isso é verdade. Onde está a mentira? A Prefeita reclamou com toda razão”, afirmou Hildo Rocha.

Desafio ao governador

O parlamentar desafiou o governador Flávio Dino a provar que a prefeita mentiu. “Quando queremos chamar alguém de mentiroso, nós devemos provar a mentira. Então, eu lanço um desafio: Governador Flávio Dino, prove que você mandou algum centavo para o Município de Chapadinha, para manter em funcionamento a Unidade de Pronto Atendimento daquela cidade”, anunciou Hildo Rocha.

Governo estadual desprezou o município

O parlamentar ressaltou que a prefeita também reclamou que durante o pico da pandemia o Governo do Estado não ajudou a combater a COVID-19. “Durante todo o período crítico da pandemia, a prefeitura trabalhou apenas com dinheiro do Governo Federal e com recursos próprios do município. Houve mês em que a prefeita Belezinha gastou na UPA 1 milhão de reais, e ela recebe apenas 75 mil reais por mês do Governo Federal. Ou seja, é o Município que está bancando o funcionamento da UPA”, argumentou o deputado.

Confira o discurso de Hildo a seguir.

“O governador deveria ser mais claro quando fala que passa 16 milhões para a saúde de Imperatriz”, disse Assis Ramos

ASSIS “PUTO” DE RAIVA COM O GOVERNADOR COMUNISTA NO EVENTO DE ENTREGA DO HOSPITAL DO AMOR

Essas foram as palavras do Prefeito de Imperatriz quando questionado a respeito da visita do Governador Comunista Flávio Dino, que disse que repassa todo mês à saúde do município.

As pessoas ficaram me perguntando onde está esse dinheiro, porque há anos que o repasse fundo a fundo nunca mais aconteceu”, falou também Assis, totalmente indignado com a atitude de Flávio querer botar a população da cidade contra o gestor daquele município.

Flávio esqueceu, ou fez de proposito, de explicar que esse dinheiro é repassado diretamente para a UPA e para o hospital macro-regional, que é administrado por gestores aliados e indicados pelo próprio Secretario de Saúde do Estado, ou seja, zero interferência do Prefeito Assis Ramos.

Todos sabem que Flávio está em plena campanha pelo Estado, e a cidade de Imperatriz tem demonstrado nas pesquisas que o comunista irá sofrer uma grande derrota nas urnas em 2022.

Depois dessas declarações dúbias do governador, só servirão para aumentar ainda mais o buraco que separa a segunda maior cidade do nosso Estado com o Palácio dos Leões.

SIMPLES ASSIM

Flávio pede a Felipe Camarão o mesmo que pediu a Waldir Maranhão, em 2016

Felipe Camarão, Flávio Dino e Waldir Maranhão (abaixo)

Na tarde de ontem, o Secretário de Estado de Educação, Felipe Camarão, nos surpreendeu com um pedido de apreciação do seu nome à cúpula do PT, para poder concorrer ao cargo de Governador do Maranhão.

Quem conhece Felipe sabe que seu desejo era disputar uma vaga para o Legislativo Federal com a possibilidade de uma votação histórica. Mas, como Felipe é soldado do Palácio, teve que atender ao pedido do seu chefe maior e aceitou entrar nessa “armadilha” de se lançar candidato ao Governo.

Quem não se lembra do fatídico dia 9 de maio de 2016, quando o então Presidente da Câmara Federal Waldir Maranhão, após passar um final de semana tomando cachaça no Palácio dos Leões, chegou em Brasília e, do nada, claro, atendendo a um pedido do Comunista Governador Flávio Dino, aliado de primeira hora de Lula, cancelou o IMPEACHMENT da folclórica Presidenta Dilma Roussef, que teria sido caçada dias antes.

A partir dessa data, o inferno astral de Waldir só teria começado, caindo em desgraça, que até hoje não consegue nem se eleger vereador na Raposa.

Mais uma vez, Flávio, demostrando total perda do controle do seu grupo, lança o promissor Secretário de Educação ao maior sacrifício politico de sua inicial carreira politica.

Uma das maiores loucuras já vista no atual momento politico do nosso Estado, principalmente faltando apenas alguns dias para que o próprio Flávio declare quem será seu escolhido a fazer sua sucessão.

Como Felipe faria para, em poucos dias, conseguir preencher os critérios escritos pelo próprio Palácio, para que ele pudesse contar com o apoio do grupo?

Se já será um problema para Flávio dizer não ao Weverton, imaginem vocês ele dizendo não ao Weverton e ao Brandão porque agora seu escolhido seria Felipe Camarão.

É claro para todos que Flávio apenas quer segurar o apoio do partido de Felipe, após Weverton aparecer ao lado do ex-presidente Lula nessa semana lá em Brasília, enganando com uma candidatura que não tem sentido.

Tomara que sobre pelo menos a vaga de vice para Felipe, pois se ele voltar a ideia de querer se lançar a deputado federal, já terá perdido metade de sua base.

Aliás, a campanha de Felipe só tem sentido e só terá continuidade com a única possibilidade de Flávio Dino permanecer na cadeira  de Governador, segurar uma vaga do TCE para Brandão, rezar para Lula se eleger Presidente e dizer para Weverton que se ele não apoiar o projeto, ele devolve o Senador para o São Cristóvão.

Portando, meus amigos, parece que o inferno astral de Camarão está apenas começando…

Seguiremos acompanhando. SIMPLES ASSIM!

Dino anuncia ex-prefeito Sebastião Madeira como novo presidente da GASMAR

Sebastião Madeira e Flávio Dino

“O ex-deputado federal e ex-prefeito de Imperatriz Sebastião Madeira, líder com grande experiência política e administrativa, passará a integrar o nosso governo, na condição de Presidente da GASMAR“. Foi o que anunciou nesta quarta-feira (6) o governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB), pelas redes sociais.

A Companhia Maranhense de Gás Natural, empresa de economia mista, é composta pela Termogás S.A., pela Gaspetro – Petrobras Gás S.A. e pelo Governo do Estado do Maranhão. A empresa detém a concessão, com exclusividade, para os serviços de distribuição e comercialização de Gás Natural canalizado em todo o território do Estado do Maranhão, no Brasil.

Othelino garante novas obras para Mirador durante reunião com Flávio Dino

Reunião entre Othelino Neto, o governador Flávio Dino e a prefeita Domingas Cabral

Atendendo à indicação do presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), o município de Mirador será contemplado com mais uma etapa do programa ‘Mais Asfalto’, realizada pelo Governo do Estado em ruas da cidade. O anúncio foi feito pelo governador Flávio Dino, nesta segunda-feira (4), durante reunião com o parlamentar, a prefeita Domingas Cabral e sua comitiva, no Palácio dos Leões.

No encontro, também foram anunciadas outras obras de infraestrutura para Mirador, como a construção da Praça de Eventos, a urbanização da Beira Rio, a reforma do Mercado Municipal e a instalação de um Restaurante Popular.

Othelino Neto afirmou que as novas intervenções vão beneficiar a população em diversas áreas. “Um momento importante para o município de Mirador, que já tem diversas obras realizadas pelo Governo do Estado. Agora, atendendo às demandas apresentadas pela prefeita Domingas, o governador Flávio Dino, a quem agradeço, fará mais uma série de obras que, com certeza, mudarão para melhor a vida da população”, disse.

O governador Flávio Dino reforçou o compromisso com a Prefeitura de Mirador para levar, cada vez mais, benefícios à população. “Todas as demandas serão atendidas e entregues nos próximos meses. O trabalho conjunto entre o Governo, a Prefeitura e o apoio da Assembleia Legislativa têm garantido ótimos resultados a Mirador, que terá agora novas obras nas áreas da infraestrutura urbana e segurança alimentar”, ressaltou.

A prefeita Domingas Cabral agradeceu ao deputado Othelino Neto, que tem se empenhado para viabilizar obras e serviços importantes junto ao Governo do Estado.

“Mantemos um diálogo permanente com o deputado Othelino, que acompanha os nossos pedidos com muita atenção. Ele sabe das necessidades de Mirador e nós só temos a agradecer por essa intermediação que o deputado faz com o governador Flávio Dino, pois todas as obras conquistadas aqui são de grande importância para a nossa população”, disse a gestora.

Alô prefeitos! Vai começar o festival de asfalto novo…

Governador Flávio Dino

Através do decreto Nº 37.000 de 10 de setembro, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PSB) abriu um crédito suplementar no valor estratosférico de R$ 200.000.000,00 para a Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra).

Segundo o governo, valor será empregado na implantação e melhoramento de prédios e logradouros públicos, pavimentação de vias urbanas, implantação e melhoramento de pontes, implantação e pavimentação de rodovias e a conservação e manutenção de rodovias.

Para conseguir o crédito suplementar, Dino teve que reduzir o orçamento de outras secretárias, a exemplo da Secretaria de Estado da Educação, que teve seu orçamento reduzido em R$ 25,6 milhões.

Outra secretária que entrou no corte orçamentário, foi a Secretaria de Estado da Fazenda, no qual teve seu orçamento reduzido em R$ 10 milhões.

Flávio Dino também utilizará valor de R$ 70 milhões do dispositivo de indenização judicial por requisição de pequeno valor – RPV e R$ 30 milhões das sentenças judiciais.

Por outro lado, o governo utilizará cerca de R$ 6,9 milhões para implantação e melhoramento de logradouros públicos na Região dos Lençóis Maranhenses, Região do Mearim, Região dos Timbiras e do Tocantins Maranhense.

Nas rodovias, o governo promete fazer a pavimentação de 29km na MA-211 – Trecho: Bequimão / Central do Maranhão, outro trecho de 50km na MA-007 – Trecho: Entr. MA-140 (Povoado Ouro), Na Rodovia MA-MA-006 – Trecho: Grajaú / km 40 e do Trecho: Km 40 / Formosa da Serra Negra.

O decreto foi publicado na edição da última sexta-feira (10) do Diário Oficial do Maranhão.

Foto Divulgação

FOLHA DO MARANHÃO

Fim da Era Flávio Dino: Maranhão mais pobre, sem água e saneamento básico

O Maranhão na gestão Flávio Dino (PSB), que termina daqui há 6 meses, deixa mais um legado desastroso para os maranhenses, que além do aumento da fome e miséria no estado, fica também sem as mínimas condições básicas de saneamento ambiental. Apenas 11% da população maranhense tem tratamento de esgotamento sanitário.

Estudo do Instituto Trata Brasil neste ano de 2021, em parceria com entidades do setor, autoridades, empresas operadoras e ONGs para aperfeiçoar a metodologia do Ranking. Desta vez, foram consultadas mais de 20 entidades em três meses de reuniões e consultas. Entre os consultados, se ouviu técnicos da Agência Nacional de Águas – ANA, Ministério do Desenvolvimento Regional e até do Ministério da Saúde. No final, não deu outra, o estado do Maranhão tem o pior saneamento básico do Brasil.

E sem saneamento, mais maranhenses adoecem e morrem por causa de falta do básico, e a prioridade do governo Flávio Dino, nestes quase oito anos de gestão foi jogar asfalto eleitoreiro e construir praças para o povo ver – o saneamento básico, que ninguém ver e é extremamente necessário não foi feito nada.

A Companhia de Saneamento Ambiental – CAEMA tem uma gestão sucateada e seu ex-diretor, investigado por corrupção teve que deixar o órgão. No lugar dele assumiu um servidor de carreira do órgão e não mudou a triste realidade no estado.

Mais asfalto, menos saneamento

A conta é simples, a gestão Flávio Dino priorizou jogar asfalto em várias localidades do estado, e à medida em que se jogava mais asfalto, menos saneamento básico para os municípios.

Não é falta de dinheiro

Os maranhenses pagam além do consumo do líquido precioso, nas contas de água ainda vem o mesmo valor na Taxa de Esgoto, além do ICMS e demais impostos, portanto, falta de dinheiro não é, o que faltou mesmo foi gestão do dinheiro público.

Triste final de gestão

Sem muito para mostrar, o governo Flávio Dino termina como uma gestão pífia e falida que aumentou impostos, endividou o estado com empréstimos, aumento a pobreza dos maranhenses e para fechar a conta este triste relatório do Instituto Trata Brasil.

Observatório da Blogosfera

Flávio Dino tenta abrir espaço fiscal para realizar novo empréstimo

Governador Flávio Dino

O governo do estado no Maranhão por meio do secretário adjunto do Tesouro e Contabilidade, Marcello Apolonio Duailibe Barros, pediu arquivamento de três operações de crédito realizadas pelo governo do Maranhão com garantias da União. A medida visa adquirir Espaço Fiscal para realizar novas operações de crédito sem garantias da União.

De acordo com documentos exclusivos obtidas pela Folha do Maranhão, a primeira operação foi junto ao banco New Development Bank – NDB, destinado ao Programa Corredor de Transporte e Integração Sul-Norte do Maranhão – primeira etapa, no valor de US$ 70.800.000,00.

Destinado ao mesmo programa, o governo mandou arquivar a operação de crédito junto a Corporação Andina de Fomento – CAF no US$77.652.000,00.

Por último, arquivou a operação de crédito junto ao Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola – FIDA, destinada ao financiamento parcial do Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável dos Territórios do Baixo Parnaíba, Cocais, Campos e Lagos, Lençóis Maranhenses, Média Mearim e Vale do Itapecuru, do programa Mais Sustentabilidade, no valor de SDR 14.313.000,00.

Com essa manobra, o governo tentar abrir margem fiscal para o Maranhão adquirir novos empréstimos, uma vez que margem fiscal do estado está em R$ 20.887.504,29, se tornando antepenúltimo colocado em relação aos demais Estados.

FOLHA DO MARANHÃO

Uma luz se ascende, Flávio Dino: ICMS pode sim ser negociado

Posto de combustível em São Luís

O Estado do Rio de Janeiro aceita negociar uma redução da alíquota de ICMS para ajudar na diminuição do preço dos combustíveis, mas quer que outros setores que influenciam na formação do valor na bomba também deem a sua contribuição, disse o governador Cláudio Castro (PL).

O Rio tem o maior ICMS do país, de cerca de 34%, e no Estado a gasolina já é vendida a 7 reais o litro em alguns postos.

Todo mundo que abastece vê que está caro. Vamos reduzir imposto? Vamos reduzir, mas desde que seja proporcionalmente igual para todo mundo. Eu tiro dois, três por cento, as prefeituras também, o governo federal também. O que quero é garantir que vai chegar na ponta para consumidor”, disse Castro a jornalistas, durante evento no Rio.

Ele lembrou ainda que o tributo é importante para as contas do Estado.

O ICMS é 15 por cento da minha arrecadação. Não posso abrir mão de tudo, temos que conversar. Não dá para dizer que só os Estados têm que reduzir, tem que tirar imposto local, federal. Vamos ter que negociar”, adicionou ele.

Na sexta-feira passada, a Petrobras iniciou uma campanha de esclarecimento sobre a composição dos preços finais nas bombas e apontou o ICMS como um dos principais responsáveis pelo valor final, em linha com discurso do presidente Jair Bolsonaro.

Mais cedo, em uma cerimônia com o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, e o presidente da Petrobras, Joaquim Silva Luna, Castro foi ainda mais contundente.

Não é hora de dizer que a culpa é da Petrobras, do governo, de um ou outro. A gente tem que sentar junto e ver como cada um abre mão um pouco e ver como diminui o preço, porque quem tem que ganhar é a população, sociedade e cadeia produtiva”, afirmou.

Ninguém tem que fazer narrativa por imprensa para jogar culpa de um para o outro, a culpa é de todos nós. Não são só os 34 por cento que vão fazer o preço chegar a 7 reais, mas também não é só o preço que sai da Petrobras. Temos que fazer uma reanálise para que a gente chegue a uma fórmula mais justa”.

CODÓ NOTÍCIAS