Vídeo: São Luís recebe 12 pacientes com Covid-19 de Manaus

Pacientes de Manaus chegam em São Luís

Doze pessoas que estavam internadas com Covid-19 em Manaus foram tranferidas para São Luís. O transporte foi feito por uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) na noite de sexta para sábado (16).

A informação é do Ministério da Defesa.

CONCEIÇÃO ANDRADE NA SUBPREFEITURA E MARCO D’EÇA NA COMUNICAÇÃO DA CÂMARA

Conceição Andrade e Marco D’eça

Prefeito Eduardo Braide deve anunciar a ex-prefeita Conceição Andrade como subprefeita; Marco D’éça vai assumir a Comunicação da Câmara Municipal de São Luís.

Segundo informações bem posicionadas ao titular deste Blog, a ex-prefeita Conceição Andrade deve ser mesmo nomeada pelo prefeito Eduardo Braide, como titular da recém criada subprefeitura da Zona Rural de São Luís.

O cargo cai bem na ex-prefeita, uma vez, que quando foi prefeita da Capital, ela potencializou o cinturão verde da Zona Rural, fortaleceu a agricultura familiar e criou as famosas “Feirinhas Livres”, que até hoje atendem a população de São Luís e garantem a geração de renda a centenas de famílias da Zona Rural que vendem seus produtos.

Superintendência da Câmara Municipal de São Luís

Quem está assumindo a Superintendência de Comunicação da Câmara Municipal de São Luís é o jornalista, escritor e roteirista de cinema, Marco Aurélio D’éça. O presidente da Câmara, Osmar Filho (PDT), deve nomear D’éça para comandar a importante comunicação daquela Casa Legislativa.

O nome do jornalista é grande, compatível com o cargo e da própria Câmara Municipal de São Luís. O atual superintendente, jornalista e ex-secretário de São José de Ribamar, deve comandar outra missão, também no Legislativo Ludovicense.

BLOG VEJA AGORA

OAB-MA homenageia advogados e presidentes de seccionais em inauguração de novos espaços

Foto Divulgação: OAB-MA

Em ação de valorização da atual gestão da Seccional Maranhense da Ordem com a advocacia e com a preservação da história da instituição, além da representatividade junto à sociedade, a OAB Maranhão inaugurou na manhã desta sexta-feira, 15 de janeiro, três novos ambientes em sua sede.

São eles: a Área de Convivência da Advocacia Pedro Leonel Pinto de Carvalho, o Escritório Compartilhado Pompílio de Albuquerque e as salas de atendimento Nerval Lebre Santiago Filho. Na oportunidade, também houve a readequação da galeria de presidentes. Cada espaço recebe o nome de importantes advogados maranhenses, homenagem póstuma ao trabalho exercido por eles.

A partir destas inaugurações, advogadas e advogados contam agora com um espaço readequado, com identificação visual e confortável para auxiliar no desempenho de suas funções e atendimentos a fim de exercer o seu mister com mais estrutura, conforto e comodidade.

Para o evento, foram convidados os familiares dos homenageados. Além deles, 7 presidentes vitalícios da OAB Maranhão marcaram presença e também receberam placas com suas fotos em registro em miniatura por terem feito parte dos 88 anos de história da Ordem Maranhense. Toda a atual Diretoria da OAB esteve presente, além de advogadas, advogados, conselheiros seccionais e membros da CAAMA.

Ao longo da solenidade, o presidente da Ordem Maranhense, Thiago Diaz, destacou as principais ações feitas por cada homenageado, citando reformas, ampliação de subseções, conquistas para a advocacia e enaltecendo que o trabalho de cada um foi essencial para o fortalecimento e evolução da Seccional.

“Eu sempre digo que a Ordem é uma Casa em constante construção. Cada um dos que aqui passou, deu sua contribuição, seja com a fundação, um tijolo, um pedaço de acabamento, reformas… Cooperando assim com a advocacia e lutando pela defesa das prerrogativas. É muito trabalho prestado. Em breve, eu estarei como membro honorário vitalício e com muita alegria, muito bem ombreado ao lado de grandes nomes que souberam construir o legado desta instituição representativa e forte para a sociedade civil do nosso estado. A OAB vai muito além dos muros corporativos. É uma instituição cidadã em defesa da sociedade. É uma instituição cidadã em defesa do Estado Democrático de Direito. É uma instituição cidadã em defesa dos primários valores que devem permear a nossa sociedade e o conviver político-democrático”, discursou Diaz.

Representando os três grandes homenageados da manhã, estiveram presentes os familiares de cada advogado. Ao lado de Thiago Diaz, eles fizeram o descerramento das placas de inauguração e discursaram sobre a trajetória dos profissionais, principalmente em relação às conquistas feitas em favor da advocacia.

“Gostaria de agradecer ao presidente Thiago Diaz e à toda a Diretoria da Ordem por essa homenagem. Meu avô foi um grande desbravador da advocacia durante muitos anos. Foi o advogado mais antigo que ainda estava em exercício aqui no estado. Por isso, nós ficamos muito felizes com essa homenagem, principalmente por ver o seu legado reconhecido”, discursou Rafaela Albuquerque, neta do homenageado Pompílio de Albuquerque.

Após a fala de cada familiar, o presidente vitalício José Carlos Sousa e Silva expressou a importância do evento para o reconhecimento do trabalho feito pela OAB. “Estou muito feliz de estar presente nesse acontecimento histórico. Parabéns ao presidente Thiago Diaz por esse evento tão importante. O advogado é realmente indispensável à administração da Justiça. Está reconhecido universalmente. Por isso, eu digo: este evento reproduz o reconhecimento da grandeza da OAB no Brasil e, especialmente, no Maranhão. Todos os ex-presidentes merecem aplausos em respeito e admiração”, pontuou.

Ao final da solenidade, os presentes foram convidados a conhecer os novos espaços. Todas as medidas de segurança contra o coronavírus foram respeitadas.

Área de Convivência da Advocacia Pedro Leonel Pinto De Carvalho

O primeiro ambiente inaugurado foi a Área de Convivência da Advocacia, que leva o nome do advogado Pedro Leonel Pinto de Carvalho, falecido no mês de julho de 2019, aos 82 anos. Ele foi um profissional presente, advogado renomado e com forte atuação no Maranhão. Era reconhecido como um dos melhores causídicos do estado e considerado por muitos como um dos maiores processualistas do Brasil.

Nesse espaço, a advocacia encontrará um lugar mais acolhedor, aconchegante e equipado com mobílias confortáveis, servindo como um local de fuga da rotina estressante de trabalho. Nela, você poderá descansar, distrair, conversar e conhecer melhor seus colegas de profissão.

Escritório Compartilhado Pompílio de Albuquerque

O Escritório Compartilhado Pompílio de Albuquerque homenageia um advogado que muito trabalhou em prol da advocacia e da sociedade maranhense. Ele foi conselheiro seccional da OAB Maranhão, professor doutor do departamento de Economia, chefe de departamento, diretor da faculdade de Ciências Econômicas, Superintendente Administrativo e pró-reitor administrativo da UFMA.

Esse espaço é importante para atender advogadas e advogados em início de carreira, que ainda não tiveram a oportunidade de montar sua estrutura de trabalho. Os escritórios também são ideais aos profissionais que desejam consultar e receber documentos, elaborar petições ou até mesmo digitalizar processos.

Salas de Atendimento Nerval Lebre Santiago Filho

As salas de atendimento Nerval Lebre Santiago Filho homenageiam um profissional atuante e que muito contribuiu para a advocacia maranhense, para a OAB Maranhão e para a sociedade. Ele foi membro corregedor do tribunal de ética e disciplina (TED) e auditor fiscal estadual.

Ao todo, são cinco salas de atendimento, compostas por mesa, computador, acesso à internet e impressora. São ideais para os profissionais que precisam de um lugar para atender seus clientes e trabalhar com seus processos.

Readequação da Galeria de Presidentes

A readequação da Galeria de Presidentes, agora no Hall de entrada da OAB, é um reconhecimento ao trabalho desenvolvido por esses abnegados defensores dos direitos e garantias fundamentais prestados à advocacia e à sociedade maranhense. Com essa nova forma de exposição, todas as pessoas que chegarem à OAB poderão conhecer aqueles que fizeram parte da história dos 88 anos da Ordem Maranhense.

BRANDÃO PERCEBEU QUE PARA FLÁVIO DINO ELE É APENAS “VICE”…

Carlos Brandão e Flávio Dino

Depois da terceira derrota para o senador Weverton Rocha (PDT), com a reeleição do prefeito de Igarapé Grande, Erlânio Xavier (PDT), para a presidência da Famem, aliados de Carlos Brandão (Republicanos) têm questionado se o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), é realmente aliado do vice-governador.

Brandão praticamente não tem espaço no Governo Flávio Dino, não tem liberdade e mecanismo para agir em busca de angariar aliados e apoios políticos. O vice-governador não tem sequer uma secretaria na gestão comunista para chamar de “sua”.

No entanto, para os verdadeiros aliados de Dino, como o deputado federal Márcio Jerry (PCdoB), por exemplo, o tratamento é totalmente diferenciado. O governador mais uma vez presenteia o aliado com uma secretaria extremamente forte, para que Jerry possa viabilizar sua reeleição na Câmara Federal em 2022, assim como lhe ajudou bastante em 2018.

Enquanto que Brandão, tendo Flávio Dino como “aliado”, tem apenas acumulado derrotas para o seu oponente, dentro do grupo do comunista, na briga pelo Palácio dos Leões em 2022.

Pena para Brandão que Dino não segue o exemplo do prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos), que não quer um vice meramente figurante e/ou decorativo, tanto que a sua vice, a professora Esmênia Miranda, é a atual secretária de Educação da capital maranhense.

Sendo assim, é bom Carlos Brandão começar rapidamente a cobrar do governador uma postura de um verdadeiro aliado ou é melhor esquecer o Palácio dos Leões e se preparar para o Tribunal de Contas do Estado do Maranhão.

É aguardar e conferir, afinal já passou da hora de Brandão ter aliados de verdade e em todos os segmentos, pois já deve ter percebido que o jogo é bastante bruto para 2022.

Do Blog do Jorge Aragão

Auxílio Emergencial poderá ter prorrogação e novo valor

Foto Reprodução

Em um cenário pouco animador, onde a pandemia parece não dar trégua com o aumento diário do número de contágio por Covid-19, bem como o número de óbitos, tem deixando muitos deputados federais e senadores preocupados. Diante desta preocupação os mesmos estão buscando pressionar o governo para que o auxílio emergencial possa retornar em 2021.

O Governo, principalmente o presidente Bolsonaro continua com o mesmo posicionamento de que prorrogar o auxílio emergencial seria um erro, mesmo que a população esteja clamando pelo benefício, bem como pela pressão por parte dos parlamentares.

Apoio parlamentar

Parte da ala parlamentar está buscando a convocação para uma sessão extraordinária do Congresso Nacional, para que possa ser debatido a possibilidade de prorrogação do auxílio emergencial em 2021.

Alguns senadores já estão assinando o requerimento que pretende realizar a convocação, sendo eles os senadores Alessandro Vieira (Cidadania-SE), Zenaide maia (Pros-RN) e Rodrigo Cunha (PSDB-AL), aos quais já assinaram o requerimento em apoio a sessão extraordinária.

Vale lembrar que de acordo com a Constituição Federal é permitido a convocação extraordinária por parte da maioria dos membros das duas Casas Legislativas em situações de urgência ou ainda de interesse público relevante.

Para eles, o tema sobre a prorrogação do Auxílio Emergencial é inevitável, principalmente no cenário atual onde o número de contágio e morte continua crescendo cada vez mais.

Os senadores e deputados querem que seja retomado o pagamento de R$ 600 (R$ 1.200 para as mulheres chefes de família). Os parlamentares também querem a interrupção do recesso para que a pauta seja colocada em votação e seja aprovado o mais rápido possível.

Apoio parlamentar

Parte da ala parlamentar está buscando a convocação para uma sessão extraordinária do Congresso Nacional, para que possa ser debatido a possibilidade de prorrogação do auxílio emergencial em 2021.

Alguns senadores já estão assinando o requerimento que pretende realizar a convocação, sendo eles os senadores Alessandro Vieira (Cidadania-SE), Zenaide maia (Pros-RN) e Rodrigo Cunha (PSDB-AL), aos quais já assinaram o requerimento em apoio a sessão extraordinária.

Vale lembrar que de acordo com a Constituição Federal é permitido a convocação extraordinária por parte da maioria dos membros das duas Casas Legislativas em situações de urgência ou ainda de interesse público relevante.

Para eles, o tema sobre a prorrogação do Auxílio Emergencial é inevitável, principalmente no cenário atual onde o número de contágio e morte continua crescendo cada vez mais.

Os senadores e deputados querem que seja retomado o pagamento de R$ 600 (R$ 1.200 para as mulheres chefes de família). Os parlamentares também querem a interrupção do recesso para que a pauta seja colocada em votação e seja aprovado o mais rápido possível.

Posicionamento do Governo

Mesmo com um cenário desanimador devido aos números da pandemia, o presidente Jair Bolsonaro voltou a declarar que prorrogar o auxílio emergencial não é uma opção viável, principalmente se levarmos em conta os gastos do governo com programas de contenção a pandemia que em 2020 chegou a R$ 700 bilhões.

Segundo o presidente, em outras declarações, cada parcela paga pelo auxílio emergencial representa uma nova divida do governo, onde, continuar com o pagamento poderia quebrar o país.

O Ministro da Economia, Paulo Guedes, também já falou sobre o tema, onde segundo o mesmo, não é viável o pagamento do auxílio emergencial, pois o país não tem recursos para pagamento de tal medida, além de que o mesmo estouraria o teto de gastos públicos.

Contudo, se levarmos em conta as declarações de Paulo Guedes no final do ano passado, o ministro já havia informado que prorrogar o auxílio emergencial não faz parte do plano do governo, porém, diante de uma segunda onda, a prorrogação do benefício seria uma certeza.

Novo valor

Se o governo vier a ceder uma nova prorrogação do auxílio emergencial, pode ser provável que os pagamentos como foram antes de R$ 600 e R$ 300 não aconteçam, mas sim que os pagamentos sejam semelhantes ao que é pago pelo Bolsa Família, ou seja, R$ 193.

Fonte: Jornal Contábil

Justiça Esportiva julga processo que pode rebaixar Moto Club

O Tribunal de Justiça Desportivo do Maranhão julga nesta sexta-feira (15), o processo que pode levar o Moto Club ao rebaixamento por uso irregular de um jogador no Campeonato Maranhense 2020.

Assista ao vivo acima.

Bolsonaro sobre colapso em Manaus: “Nós fizemos nossa parte”

Presidente Jair Bolsonaro

O colapso no sistema de saúde no Estado do Amazonas foi comentado hoje pelo presidente Jair Bolsonaro. Ele disse a seguinte frase ao deixar o Palácio da Alvorada nesta sexta-feira (15):

“Problemas. A gente está sempre fazendo o que tem que fazer. Problema em Manaus. Terrível, o problema em Manaus. Agora, agora, nós fizemos a nossa parte. Recursos, meios. Hoje, as Forças Armadas ‘deslocou’ para lá um hospital de campanha. O ministro da Saúde esteve lá segunda-feira e providenciou oxigênio”, afirmou o presidente que ainda voltou a defender tratamento com remédios cuja eficácia não é confirmada cientificamente.

Nos hospitais do Amazonas faltam insumos, oxigênio e as internações e os enterros em decorrência da Covid-19 bateram recordes. Pacientes estão sendo transferidos para outros Estados, entre eles o Maranhão.

SAIU o edital do CONCURSO da POLÍCIA FEDERAL; Confira!

Foto Divulgação

O edital do Concurso público da Polícia Federal foi publicado pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção de Promoção de Eventos – CEBRASPE. São 1.500 vagas para provimento imediato e ainda 500 vagas para formação do cadastro de reserva. Os salários podem chegar até R$ 23.692,74.

O certame é composto por provas objetiva e discursiva, além de teste de aptidão física, avaliação médica e psicológica, dentre outras. As provas objetiva e discursiva estão previstas para a data de 21 de março de 2021.

As inscrições podem ser feitas no período entre 22 de janeiro e 09 de fevereiro de 2021, no endereço eletrônico https://www.cebraspe.org.br/concursos/pf_21. Os valores das taxas de candidatura variam, sendo de R$ 180,00 para os cargos de Agente, Escrivão e Papiloscopista e R$ 250,00 para Delegado. O pagamento deve ser efetuado até 03 de março de 2021.

Transferência de pacientes de Manaus para São Luís foi articulada pelo Governo Federal

Hospital Universitário Presidente Dutra em São Luís

A transferência de pacientes diagnosticados com Covid-19, em estado clínico considerado moderado, de Manaus para São Luís, foi articulada pelo Governo Federal.

O Governo do Estado do Maranhão está prestando apenas apoio com ambulâncias e equipes médicas e de profissionais da saúde a todos os doentes que ficarão internados no Hospital Universitário Presidente Dutra, no Centro da capital.

O titular do Blog conversou com o Secretário Estadual de Saúde, Carlos Lula, que desmistificou o ato de transferência de pacientes do Amazonas, que tem gerado polêmica por conta do fator de transmissão do vírus.

Segundo o secretário, todos os cuidados e medidas estão sendo tomadas. Os pacientes estão sendo transportados por aeronaves disponibilizadas pelo Ministério da Saúde e encaminhados diretamente ao HUUFMA.

VÍDEO: Incêndio atinge carregador de navios em terminal da Vale

Um incêndio atingiu um carregador de navios (shiploader) de um dos berços de atracação do Terminal Marítimo de Ponta da Madeira (TPM) por volta das 2 horas desta quinta-feira. A instalação é a principal unidade da Vale para a exportação de minério de ferro e está localizada ao lado do Porto de Itaqui, nas proximidades da cidade de São Luís, às margens da Baía de São Marcos, no Maranhão.

Em nota enviada à Redação na tarde desta quinta-feira, a Vale informou que não houve vítimas e nem danos ambientais. Ainda de acordo com a mineradora, suas brigadas de incêndio foram acionadas logo que o fogo foi percebido e o incêndio foi contido. O incidente não chegou a interromper as operações da unidade.

As causas do incêndio estão sendo apuradas e o local passará por avaliação, informou a mineradora.

Um outro berço do terminal já está interditado devido a uma recente colisão. Mas os outros três berços da unidade continuam operando normalmente.

Fonte: A TRIBUNA