Prefeita de Paço do Lumiar é recebida pelo presidente do TCE-MA

Conselheiro Raimundo Nonato de Carvalho Lago Júnior e a prefeita Paula Azevedo

A prefeita em exercício de Paço do Lumiar, Paula Azevedo (SD), tem mostrado que é bastante influente. Nesta segunda-feira (20), ela realizou uma visita de cortesia ao Presidente do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA), o conselheiro Raimundo Nonato de Carvalho Lago Júnior. A gestora que foi recebida no gabinete da presidência, agradeceu a interlocução com o Tribunal, reafirmando a disposição da Prefeitura em manter a mesma relação institucional.

A gente sabe da importância do Tribunal de Contas, que é um órgão público, cujas atribuições são fiscalização contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial. Por isso, quero deixar claro que a Prefeitura de Paço do Lumiar está à disposição do Tribunal, principalmente para receber orientações. Também quero fazer um registro e destacar a excelente administração do conselheiro Raimundo Lago Júnior. Nós sempre acompanhamos e temos visto a evolução do Tribunal no último ano”, pontuou Paula.

O Presidente do TCE-MA, agradeceu a visita e disse que o órgão está disponível para ajudar. “O diálogo construtivo entre o TCE e seus fiscalizados é de importância primordial para que possamos assegurar a qualidade das políticas e dos gastos públicos. Nesse sentido, o Tribunal de Contas maranhense está sempre de portas abertas“, destacou Raimundo Lago Júnior.

Paula estava acompanhada do Procurador Geral do Município, Adolfo Fonseca e pelo Secretário Municipal de Planejamento e Articulação Governamental, Jameson Malheiros.

Não é a primeira vez que Paula Azevedo mostra influência. A gestora já participou de atos ao lado do Governador Flávio Dino, já foi recebida na Assembleia Legislativa pelo Presidente Othelino Neto (PCdoB), além de ser prestigiada em Brasília, onde foi recebida pela bancada maranhense no Congresso Nacional.

E assim Paula Azevedo continua trabalhando em busca de parcerias para melhorar a vida do povo de Paço do Lumiar.

A população agradece!

Prefeitura de Paço do Lumiar promove mutirão de limpeza na Praia Olho de Porco

Foto: Diego Chaves

Preservar o meio ambiente. Foi com esse intuito que a Prefeitura de Paço do Lumiar, na grande São Luís, promoveu nesta sexta-feira (17), um mutirão de limpeza na Praia Olho de Porco, nas proximidades do Araçagy. A ação foi realizada por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMAP) em parceria com as demais secretarias do município. A Prefeita em exercício, Paula Azevedo (SD), coordenou a ação de limpeza.

Mais de 300 voluntários se dividiram em equipes para limpar a praia, separando as diferentes categorias de lixo. Dentre os resíduos coletados destacam-se: pontas de cigarros, embalagens de alimentos, pedaços de plásticos e de isopor, garrafas PET, canudinhos e sacolas plásticas, que são resíduos relacionados às atividades de alimentação e recreação realizadas à beira-mar.

Durante a ação, equipes de agentes de limpeza urbana da Prefeitura de Paço do Lumiar fizeram a remoção manual e mecanizada dos resíduos mais pesados ou cujo manejo pudesse oferecer riscos aos voluntários, como objetos perfurocortantes. “É muito importante ter a participação de toda a sociedade na preservação da natureza. A gente espera que os banhistas e empreendedores tenham mais consciência de que descartar os resíduos de forma irregular só prejudica à eles mesmos”, disse a Engenharia Ambiental e Secretária de Meio Ambiente de Paço do Lumiar, Ágata Macedo.

A Prefeita em exercício de Paço do Lumiar, Paula Azevedo, ressaltou que a ação marca o início do programa mensal de conscientização de banhistas e empreendedores para por fim ao descarte irregular de resíduos sólidos. “Nossa intenção é promover mutirões de limpeza regularmente. Mas contamos com o apoio dos banhistas, pois o lixo também é de responsabilidade de quem o produz. Desta forma, vamos juntos, garantir a preservação do nosso meio ambiente”, finalizou Paula.

Paula Azevedo anuncia programação de Aniversário de Paço do Lumiar

Prefeita Paula Azevedo

O município de Paço do Lumiar, na grande São Luís, já se prepara para comemorar 59 anos. A Prefeita em exercício, Paula Azevedo (SD), anunciou a programação oficial que inclui shows, apresentações culturais e ação social. A festa promete ser a maior dos últimos anos.

É com grande alegria que anunciamos a programação de Aniversário de Paço do Lumiar. Vamos comemorar os 59 anos da nossa cidade reunindo a população para festejar o que o nosso município vem conquistando. Os avanços são muitos e outros investimentos estão por vir”, finalizou Paula, que vai anunciar ações de governo durante as comemorações do aniversário da cidade.

Abaixo a programação.

Foto Divulgação

Paula Azevedo lidera corrida eleitoral em Paço do Lumiar

Prefeita Paula Azevedo

É o que aponta o mais recente levantamento, feito pelo Instituto Factum Pesquisas nos dias 18 e 19 de dezembro. De acordo com os números, que ouviu 446 entrevistados e tem margem de erro para cima ou para baixo, se a eleição fosse hoje, Paula Azevedo seria eleita com 22% das intenções de votos.

Em segundo lugar aparece o pré-candidato Inaldo Pereira, com 17% da preferência do eleitorado luminense.

Em terceiro lugar ficaria a pré-candidata Karla Maria, com 16% das intenções.

Em último lugar, com apenas 7% das intenções de votos, aparece o advogado Fred Campos.

Foto Reprodução

Ainda de acordo com os números divulgados, 20% do eleitor de Paço do Lumiar ainda não decidiu em quem pretende votar para prefeito e outros 19% afirmam que votarão nulo ou em branco.

Fonte: MARAMAIS

Núbia Dutra e ex-secretários são denunciados por fraude em Paço do Lumiar

Núbia Dutra

O Ministério Público do Maranhão ofereceu Denúncia, no dia 6 de novembro, contra agentes públicos de Paço do Lumiar e um empresário devido a irregularidades no processo de licitação que contratou a empresa Almeida Comércio e Serviços Ltda, para a prestação de serviços de locação mensal de veículos. O contrato, no valor de R$ 6.405.600, envolveu o fornecimento de 16 caminhões, 16 máquinas e uma carreta.

Foram denunciados Núbia Dutra e Fortunato Macedo Filho, ex-secretários municipais de Administração e Finanças de Paço do Lumiar, Dyego de Moraes Silva e Marianna Rebecka Guimarães Bezerra, ex-pregoeiros municipais de Paço do Lumiar, e Welker Carlos Rolim, sócio-majoritário da empresa Almeida Comércio e Serviços Ltda.

Autora da denúncia, a titular da 1ª Promotoria de Justiça de Paço do Lumiar, Gabriela Brandão da Costa Tavernard, afirmou que a licitação questionada teve apenas o objetivo de dar a aparência de legalidade das despesas efetuadas com a contratação da empresa, haja vista não ser proprietária dos veículos e maquinários locados, conforme demonstrado no banco de dados do Detran, e também constatado em seu Balanço Patrimonial de Ativo Permanente.

Entre as irregularidades identificadas, inicialmente em representação do Ministério Público de Contas e, em seguida, em análise da Assessoria Técnica da Procuradoria Geral de Justiça, estão a ausência da pesquisa de mercado na realização do processo licitatório; a não publicação do aviso de licitação no Diário Oficial do Estado ou em jornal de grande circulação; e indícios de que a empresa subcontratou terceiros para a realização dos serviços, o que é vedado pelo edital.

Além disso, foi constatado que a empresa Almeida Comércio e Serviços Ltda. não é proprietária de nenhum caminhão; não tem capacidade operacional (já que o balanço patrimonial aponta o ativo permanente no valor de R$ 521.048,97, considerado baixo caso fosse proprietária de todos os veículos e máquinas contratados); e tem endereço no mesmo local em que funciona um posto de gasolina.

Tais constatações servem para reforçar a presença de conluio das partes (contratante e contratado) e o favorecimento da empresa, na medida em que vencedora em diversas licitações no Município, que resultaram em contratações com valores vultosos”, constatou Gabriela Tavernard.

PARTICIPAÇÃO DOS DENUNCIADOS

No Inquérito Civil que baseou a Denúncia, a 1ª Promotoria de Justiça de Paço do Lumiar apontou a participação de cada um dos denunciados no esquema.

A ex-secretária de Administração e Finanças de Paço do Lumiar, Núbia Feitosa Dutra, foi quem autorizou, à época, a abertura do processo licitatório (Pregão presencial nº 38/2018); adjudicou e homologou o objeto do certame em favor da empresa Almeida Comércio e Serviços Ltda, além de ter assinado outro contrato com o mesmo objeto em data diferente e que embasou os processos de pagamento.

Fortunato Macêdo Filho, que também exerceu o cargo de secretário de Administração e Finanças, assinou a Ata de Registro de Preços, o contrato celebrado entre as partes e as ordens de pagamento ao longo de sua execução, figurando como ordenador de despesa.

Diego Moraes Silva, na qualidade de pregoeiro, elaborou o edital do Pregão Presencial nº 007/2018, apesar de não deter competência para tanto, não adotando a modalidade de pregão eletrônico, injustificadamente. Já a denunciada Marianna Rebecka Guimarães Bezerra, igualmente pregoeira, conduziu os trabalhos da sessão pública do pregão, habilitando a licitante vencedora, em que pesem todas as irregularidades já demonstradas linhas atrás.

Representante legal da empresa Almeida Comércio e Serviços Ltda, Welker Carlos Rolim, concorreu para a prática do crime que lhe é imputado, na qualidade de beneficiário.

De fato, sem os atos praticados pelos denunciados, que abrangem desde a fase preparatória até a conclusão do certame, com celebração dos contratos, assinatura da ata de registro de preço e ordens de pagamento, a fraude do certame não se consubstanciaria, nem o prejuízo ao erário”, comentou a promotora de Justiça.

Paço do Lumiar: Paula Azevedo antecipa salário de dezembro e fecha o ano de 2019 como exemplo de gestora

Foto Divulgação
Foto Divulgação

A Prefeita em exercício de Paço do Lumiar, Paula Azevedo (SD) resolveu adiantar mais uma vez o pagamento do salário dos servidores para hoje, sábado (21). A gestora que tem sido destaque entre os prefeitos, pondera que a medida é uma forma de demonstrar o seu respeito à categoria, além de ser uma forma de injetar dinheiro na economia do município durante as festas de final de ano.

Desde que assumiu o comando do município em agosto, Paula tem determinado a antecipação dos salários dos servidores, injetando por mês na economia da cidade aproximadamente R$ 3 milhões de reais, o que contribui para a geração de renda e emprego no município de Paço do Lumiar.

O salário dos servidores é prioridade e, por isso, desde que assumi o comando do município tenho determinado que o pagamento seja antecipado. Valorizar o funcionário tem sido uma de nossas prioridades e vai continuar sendo em 2020”, disse Paula Azevedo.

*Destaque entre os Prefeitos*

Um levantamento feito pela Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), apontou que a Prefeitura de Paço do Lumiar, na região metropolitana de São Luís, está entre os dois terços das administrações municipais do Maranhão que pagaram salários dos servidores em dia.

Paço do Lumiar foi o primeiro município da grande ilha a pagar a segunda parcela do décimo terceiro. O pagamento dos 2.800 servidores da prefeitura injetou mais de R$ 3, 6 milhões na economia da cidade e municípios em seus limites. O depósito foi feito no último dia 10 de dezembro, ou seja, dez dias antes do prazo final, que terminou ontem, 20 de dezembro.

Com muita responsabilidade, o município de Paço do Lumiar vem conquistando o equilíbrio fiscal e tem cumprido à risca a agenda de pagamentos dos servidores, inclusive antecipando os salários.

É, pelo visto Paula Azevedo é a grande responsável por colocar o município de Paço do Lumiar nos eixos.

Paço do Lumiar: Paula Azevedo antecipa pagamento do 13° salário e aquece economia do município

Foto Divulgação
Foto Divulgação

Com dinheiro na conta. Foi assim que amanheceu os servidores do município de Paço do Lumiar. O décimo terceiro salário dos servidores foi antecipado para hoje, terça-feira (10). A informação foi confirmada pela Prefeita em exercício, Paula Azevedo, por meio de suas redes sociais.

Com isso, mais de 2 milhões de reais serão injetados na economia local. A intenção da Prefeita interina é aquecer a economia da cidade.

Mais uma vez estamos cumprindo o que determina a legislação. O salário do servidor é sagrado e é um dos principais compromissos que nós temos desde quando assumimos a prefeitura. Nós mantivemos o salário em dia, em alguns casos até antecipamos o pagamento e agora, estamos pagando o 13º antecipado. O servidor de Paço do Lumiar merece esse reconhecimento”, disse Paula Azevedo.

CGU aponta desvio de quase R$ 21 milhões em Paço do Lumiar e Anajatuba

Prefeito Sidney Pereira

A CGU (Controladoria Geral da União) detectou desvios de quase R$ 21 milhões nas prefeituras de Paço do Lumiar e de Anajatuba, entre 2017 e 2018, nas gestões de Domingos Dutra e Sidney Pereira, ambos do PCdoB.

Para chegar ao montante, foram fiscalizados os recursos do Governo Federal destinados aos dois municípios pelo Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação), Pnae (Programa Nacional de Alimentação Escolar) e Pnate (Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar), da área da Educação; e ATB (Atenção Básica em Saúde) e ESF (Estratégia de Saúde da Família), no âmbito da Saúde.

Apenas em Paço do Lumiar, segundo a CGU, o dano ao erário ultrapassa R$ 17 milhões. Em Anajatuba, chega a quase R$ 3,5 milhões.

De acordo com os relatórios de fiscalização, obtidos pelo ATUAL7, a maior parte das falhas na execução dos programas federais pelas gestões comunistas ocorreu na área da Educação, relacionada à impropriedades, ilegalidades e irregularidades em processos licitatórios.

Além da simulação de licitações, na área da Saúde, foram encontradas despesas inelegíveis, pagamentos indevidos, problemas na estrutura e funcionamento de UBS (Unidades Básicas de Saúde) e descumprimento de carga horária e acúmulo indevido de cargos.

O ATUAL7 aguarda posicionamento das prefeituras de Paço do Lumiar —temporariamente sob administração de Paula da Pindoba— e de Anajatuba a respeito do assunto.

Os resultados das fiscalizações, incluindo as recomendações propostas para estancar o dano ao erário, serão apresentados pela Superintendência da CGU no Maranhão, nesta segunda-feira 9, data em que é comemorado o Dia Internacional Contra a Corrupção.

Fonte: ATUAL 7

Paço do Lumiar: MP aciona Dutra e Núbia por irregularidades em licitação

Prefeito Domingos Dutra ao lado da esposa Núbia

A 1ª Promotoria de Justiça de Paço do Lumiar ingressou com uma Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa contra o prefeito Domingos Dutra, secretários e ex-secretários municipais, servidores da administração municipal e uma empresa envolvida em contratos firmados com o Município após um processo licitatório considerado ilegal.

Figuram na ação a ex-secretária municipal de Administração e Finanças, Neusilene Núbia Feitosa Dutra; o ex-secretário municipal de Educação, Fábio Rondon Pereira Campos; o titular da pasta de Desenvolvimento Social, Nauber Braga Meneses; e os ex-secretários municipais de Saúde, Raimundo Nonato Martins Cutrim e Sílvia Maria Costa Amorim

Também foram acionados os servidores Leciana da Conceição Figueirêdo Pinto, Ana Cláudia Passos de Sousa Belfort e Marcus Vinícius Pereira Bastos, além da empresa L & V Comercial Ltda. e o empresário Francisco Eduardo Noronha Lobato.

Ao analisar o processo licitatório do pregão presencial n° 010/2017, o Ministério Público do Maranhão apontou uma série de irregularidades. O pregão, que tinha como objeto a contratação de empresa para fornecimento de pneus, câmaras de ar e protetores levou à assinatura de três contratos com as secretarias municipais de Educação (R$ 186,6 mil), de Desenvolvimento Social (R$ 60.824,00) e de Saúde (R$ 157.644,00).

Entre os problemas apontados pela Assessoria Técnica da Procuradoria Geral de Justiça está a falta de estudo técnico com os quantitativos a serem adquiridos pelas secretarias e a periodicidade do atendimento. O termo de referência utilizado não traz informações como o quantitativo de veículos, a especificação de seus portes ou a previsão de rodagem de cada um. Há referência apenas a respeito da quantidade de pneus, câmaras de ar e protetores para máquinas pesadas.

Curiosamente, consta do processo um memorando da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento com as indicações de quantitativos necessários, mas a pasta não assinou contrato para o fornecimento dos produtos.

Também foi verificado que foram emitidos dois editais com a mesma numeração 010/2017, assinados por pregoeiros distintos. O primeiro, de 2 de janeiro, foi assinado por Márcio Gheysan da Silva Sousa. O segundo, assinado por Leciana da Conceição Figueiredo Pinto, é datado de 13 de março de 2017, revogando a primeira portaria. No entanto, nenhum dos dois agentes tinham competência para assinar editais.

Há problemas, ainda, com a publicidade do certame. Não consta do processo a publicação de cópias do edital e do seu aviso no endereço eletrônico da Prefeitura de Paço do Lumiar ou do Tribunal de Contas da União (TCU). Além disso, a íntegra do processo licitatório e os comprovantes de pagamento deveriam estar publicados na internet, de acordo com a Lei de Acesso à Informação (12.527/2011).

Também foi questionada a escolha da modalidade pregão presencial para a realização da licitação sem qualquer justificativa. De acordo com o TCU, é obrigatória a adoção de pregão eletrônico pela administração pública, salvo por absoluta impossibilidade.

Assinaturas 

O Termo de Adjudicação do procedimento contém o nome da pregoeira Leciana Pinto, mas não está assinado, “de modo que não é possível atestar sua autenticidade”, observa, na ação, a promotora de justiça Gabriela Brandão da Costa Tavernard.

Além disso, o processo licitatório é encerrado com um parecer emitido pelo então Controlador Geral do Município, em 20 de junho de 2017. Não consta, no entanto, parecer jurídico conclusivo sobre a licitação. Nos contratos não constaram as indicações de representantes da administração para acompanhar e fiscalizar a sua execução.

Questões relativas a assinaturas também reforçam os indícios de que o processo licitatório foi montado. O nome de Sâmila Emanuelle Diniz Siqueira, que exerceu o cargo comissionado de coordenadora na Secretaria Municipal de Planejamento e Articulação, por exemplo, consta no Termo de Referência e em outros despachos do processo administrativo. A assinatura disposta, no entanto, é de Ana Cláudia Sousa Belfort.

Ouvida pelo MPMA, Sâmila Siqueira afirmou ter trabalhado na Prefeitura de Paço do Lumiar até março de 2017, quando pediu exoneração e mudou-se para o estado do Ceará. Posteriormente, ela teria recebido mensagens de Núbia Dutra para que comparecesse à Secretaria e assinasse documentos que seriam entregues à Promotoria de Justiça. A ex-servidora negou-se a assinar os documentos, mesmo diante da pressão da ex-secretária e da proposta para que a documentação fosse encaminhada por e-mail.

Sâmila Siqueira negou ter elaborado o termo de referência que embasou o pregão presencial n° 010/2017 e os outros documentos existentes no processo de licitação em que consta o seu nome, com exceção de um, o qual ela afirma ter assinado sem saber exatamente do que se tratava. De acordo com a ex-servidora, ela era praticamente coagida a assinar documentos, sob pena de exoneração.

Ana Cláudia Belfort afirmou à 1ª Promotoria de Justiça de Paço do Lumiar que trabalhou na Secretaria Municipal de Administração, elaborando folha de pagamentos e preparando portarias de nomeação e exoneração de servidores, nunca tendo trabalhado na Comissão Permanente de Licitação (CPL), não ter conhecimento sobre licitação e nem ter elaborado termos de referência.

De acordo com a servidora, com a saída de Sâmila Siqueira da administração municipal, Núbia Dutra teria lhe passado alguns documentos para serem assinados, garantindo que estava tudo certo com eles. Ana Cláudia Belfort também afirmou que os servidores não podiam negar o cumprimento de ordens da então secretária, sob pena de exoneração.

Quanto ao termo de referência questionado, Ana Cláudia Belfort confirmou que a assinatura é sua, mas negou que tenha elaborado o documento. Ela afirma ter assinado o documento com data retroativa e que não teve acesso ao conteúdo pois lhe foi entregue apenas a última página. As rubricas existentes no restante do termo de referência, de acordo com a servidora, não são suas.

Ana Cláudia Belfort explicou, ainda, que vários dos documentos têm datas do período em que Sâmila Siqueira ainda era servidora do Município de Paço do Lumiar. Se esses documentos tivessem sido elaborados de fato nas datas consignadas, não haveria nenhum impedimento para que Sâmila Siqueira os assinasse.

Sobre a portaria n° 65/2017, assinada pelo prefeito Domingos Dutra, que a designava como substituta de Sâmila Siqueira, Ana Cláudia Belfort afirmou que o documento foi fabricado posteriormente. As duas ex-servidoras apresentaram cópias da portaria n° 65/2017 original, na qual não consta tal designação.

Os documentos de solicitação de cotações de preços, datados de 17 de janeiro de 2017, também têm problemas com assinaturas. Embora conste o nome de Simone da Silva Melo, são assinados pelo servidor Marcus Vinícius Pereira Bastos, ocupante do cargo comissionado de encarregado de patrimônio.

Questionado pelo Ministério Público, Marcus Vinícius Bastos negou ter trabalhado na CPL ou na elaboração de termos de referência e outros documentos relacionados à licitação. O servidor afirmou acreditar ter assinado os documentos depois da saída de Simone Melo da Prefeitura, mesmo sem a conhecer ou sequer saber o setor em que ela trabalhava.

Rapidez

Chama a atenção, também, a celeridade de todo o processo. O memorando da secretária de Planejamento aos secretários sobre o quantitativo de pneus, câmaras e protetores necessários é datado de 6 de janeiro de 2017 e foi respondido por todos os secretários em 9 de janeiro, mesma data em que o processo foi autuado e foi solicitada a elaboração do termo de referência. O documento teria sido elaborado no mesmo dia.

Em 17 de janeiro foram feitas as solicitações das cotações às empresas, apresentadas por todas no dia 20, com exceção da vencedora da licitação, que apresentou seus preços um dia antes. Também em 20 de janeiro as propostas foram encaminhadas à Secretaria de Planejamento. Três dias depois foi solicitada a dotação orçamentária, apresentada no mesmo dia.

Em 24 de janeiro o processo foi remetido à CPL e, na mesma data, encaminhado à Procuradoria Geral do Município, que elaborou seu parecer ainda no dia 24. Ainda na mesma data foi solicitada a abertura do processo licitatório, autorizada no dia seguinte por Núbia Dutra.

Após adiamentos, a sessão do pregão foi realizada em 4 de abril, foi adjudicado no dia seguinte e homologado em 6 de abril, sem parecer jurídico.

“As inconsistências do termo de referência, aliada à falta de parâmetros que justifiquem o quantitativo contratado e a necessidade do contratante, bem assim a fraude operada no processo licitatório, a partir da fabricação de documentos essenciais extemporaneamente, indicam direcionamento e favorecimento da empresa licitante sagrada vencedora”, analisa Gabriela Tavernard.

Pedidos

Na Ação, o Ministério Público do Maranhão requereu a condenação de Domingos Dutra, Neusilene Núbia Feitosa Dutra, Fábio Rondon Pereira Campos, Nauber Braga Meneses, Raimundo Nonato Martins Cutrim, Sílvia Maria Costa Amorim, Leciana da Conceição Figueirêdo Pinto, Ana Cláudia, Marcus Vinícius Pereira Bastos, Francisco Eduardo Noronha Lobato e da empresa L & V Comercial Ltda. por improbidade administrativa.

Entre as penalidades previstas estão o ressarcimento integral do dano, perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de cinco a oito anos, pagamento de multa de até duas vezes o valor do dano e proibição de contratar ou receber benefícios ou incentivos fiscais do Poder Público, pelo prazo de cinco anos.

Vídeo: Dutra é humilhado durante evento numa escola em Paço do Lumiar

“Tá fugindo? Vai ladrão!” Foi o que gritou a mãe de um aluno da rede municipal de ensino em Paço do Lumiar ao prefeito Domingos Dutra, durante um evento realizado na manhã desta sexta-feira (5) naquela cidade.

As imagens se espalharam pelas redes sociais e o vídeo gravado repercutiu negativamente ao político.

Assista acima.