Morte do ‘Coveiro’ pode ‘enterrar’ candidatura de Felipe dos Pneus em Santa Inês

Raelson (assessor e segurança preso), deputado Felipe dos Pneus e o ‘Coveiro’ (assassinado)

Uma confusão ocorrida no último sábado (12) na cidade de Santa Inês que culminou na prisão do assessor e segurança do deputado estadual Felipe dos Pneus (Republicanos), o policial militar licenciado Raelson Galdino, e mais dois integrantes da equipe do parlamentar, os irmãos Amorim e Grandão, ainda repercute negativamente no município e pode destruir os sonhos do político que almeja ser prefeito.

Isso por que os três presos estão envolvidos no sequestro, tortura, assassinato e ocultação do cadáver de um homem identificado como Antônio ‘Coveiro’ que foi acusado de roubar um celular antes de ser dado como desaparecido. Ocorre que testemunhas relataram à Policia Civil, que investiga o caso, que o ‘Coveiro’ foi morto a tiros e o corpo dele foi levado pelos três, mas um dia depois foi encontrado.

Os crimes praticados podem enterrar de vez o sonho de Felipe dos Pneus em se eleger prefeito de Santa Inês pois, Raelson Galdino, acusado de ser o autor do homicídio, além de assessor e segurança, é amigo de infância do deputado que agora tem sua candidatura ameaçada após o trágico episódio. Principalmente após os relatos feitos pela viúva da vítima que acusa os ‘agora ex-integrantes da segurança armada do parlamentar’, de ameaça.

Confira abaixo o que disse o delegado responsável pelo caso e a viúva do Antônio ‘Coveiro’.

Confusão em Santa Inês envolve assessor e equipe do deputado Felipe dos Pneus

Raelson (assessor e segurança preso), deputado Felipe dos Pneus e o 'Coveiro' (desaparecido)
Raelson (assessor e segurança preso), deputado Felipe dos Pneus e o ‘Coveiro’ (desaparecido)

Uma confusão ocorrida no último sábado (12) na cidade de Santa Inês culminou na prisão de um assessor e mais dois integrantes da equipe do deputado estadual Felipe dos Pneus (Republicanos).

O que teria acontecido, segundo relatos não oficiais, é que o assessor e segurança do parlamentar, o policial militar licenciado Raelson Galdino teria presenciado uma briga, por conta de um celular, entre um familiar do deputado e um homem conhecido na região apenas como “Coveiro’.

Raelson então se envolveu na briga e o Coveiro teria ameaçado sacar uma arma quando foi atingido por três disparos pelo segurança de Felipe dos Pneus e supostamente indo a óbito.

Ainda segundo informações não confirmadas oficialmente pela Polícia, mas por testemunhas que teriam presenciado toda a situação, Raelson e mais dois integrantes da equipe do deputado teriam colocado o corpo em um veículo que colidiu e foi abordado logo em seguida por uma guarnição da Polícia Militar efetuando a prisão dos três. Porém, não se sabe o que aconteceu com o suposto ‘morto’, até então. Portanto o “Coveiro” segue desaparecido.

Diante dos fatos, a assessoria do deputado Felipe dos Pneus se pronunciou informando que o parlamentar só tomou conhecimento do caso muitas horas depois e que imediatamente tomou as devidas providências, inclusive afirmando que não compactua com esse tipo de comportamento e negando falsas acusações de que o próprio deputado estaria presente no local da confusão.

Ao Blog, nos foi informado de que ainda na manhã desta segunda-feira (14), a polícia prestará um comunicado oficial sobre os desdobramentos do caso e o que de fato aconteceu no sábado em Santa Inês que acabou em prisão e suposto ‘homicídio’.

Com relação ao segurança, o PM Raelson Galdino, que encontra-se preso, Felipe dos Pneus disse: “Lamentável ele estar envolvido. Pedi o desligamento dele. Agora estamos esperando o posicionamento da polícia.”

Ainda de acordo com a assessoria do deputado, as outras duas pessoas presas, que não tiveram os nomes divulgados, foram também desligadas da equipe.

O Blog está acompanhando tudo de perto e ainda hoje terá mais informações…

PDT e DEM apoiam Valdevino Cabral em Santa Inês

Valdevino Cabral em Santa Inês

O pré-candidato a prefeito de Santa Inês, pelo PL, Valdevino Cabral, anunciou ontem aliança com importantes nomes e partidos políticos. Além dos deputados federais Josimar de Maranhãozinho e Juscelino Filho, Cabral conta com  o apoio da atual prefeita Vianey Bringel e o marido Roberth Bringel.

Confira a nota do pré-candidato a seguir.

Foto Divulgação
Foto Divulgação

Des Federal suspende decisão do TCU e torna Valdivino Cabral elegível

Valdivino Cabral ao lado do deputado Josimar Maranhãozinho
Valdivino Cabral ao lado do deputado Josimar Maranhãozinho

O ex-prefeito e pré-candidato às eleições deste ano em Santa Inês, Valdivino Cabral Filho, está elegível. Foi o que decidiu o Desembargador Federal Carlos Augusto Pires Brandão autorizando sua participação no pleito deste ano acatando as alegações de sua defesa e suspendendo os efeitos de decisão contrária do Tribunal de Contas da União (TCU).

Confira o trecho da decisão a seguir.

Decisão Federal
Decisão Federal

Cuidado! Nove cidades do Maranhão já tem casos confirmados de coronavírus

Foto Reprodução

De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado na noite desta terça-feira (7) pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), em nove municípios maranhenses já há casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19).

Um total de 230 casos foram confirmados em todo o Maranhão sendo que a incidência maior é na Região Metropolitana: são 203 casos em São Luís, 10 em São José de Ribamar e 6 em Paço do Lumiar. Na Raposa ainda não há registros.

As outras cidades com casos confirmados são Imperatriz, Açailândia, Cajapió, Timon, Santa Inês e São Benedito do Rio Preto.

Ao todo, 11 pessoas já morreram vítimas da doença no Maranhão.

Confira aqui o boletim completo da SES.

Deputada Andreia Rezende entrega ambulância nos 53 anos de Santa Inês

Deputada Andreia Martins Rezende

A deputada estadual Andreia Martins Rezende (DEM), esteve presente,neste fim de semana, nas festividades dos 53 anos de emancipação política do município de Santa Inês.

A festa, que acontece na cidade desde a última sexta-feira (13) e se estendeu pelo sábado (14), teve uma vasta programação que passou por hasteamento de bandeira, missa, shows , inaugurações de poço artesiano, Centro de Reabilitação e entrega de ambulâncias, uma delas, fruto de indicação da deputada para fortalecer o sistema de saúde municipal.

Deputada Andreia Martins Rezende ao lado da prefeita Vianey Bringel

Estou muito feliz em participar desta linda comemoração, em receber o carinho de todos, desse povo querido que é o povo de Santa Inês. Fiz questão de comparecer e entregar às mãos da prefeita Vianey , essa ambulância que, tenho certeza, só vai melhorar o serviço de saúde”, declarou a deputada.

Marcaram presença na festividade, o vice-governador, Carlos Brandrão (PRB), o deputado federal Juscelino Filho (DEM), o deputado estadual Felipe dos Pneus (PRTB), a prefeita do município, Vianey Bringel e o ex-prefeito e suplente de senador, Roberth Bringel e o ex-deputado estadual, Stenio Rezende.

Tragédia! Carro que transportava paciente cai em açude e mata 4 pessoas no Maranhão

Foto Reprodução

Um acidente fatal ocorrido no município de São João do Caru, provocou a morte de quatro pessoas nesta quinta-feira (5).

O acidente foi com uma equipe de saúde que transportava um paciente para a cidade de Santa Inês.

As vítimas fatais foram a técnica de enfermagem Domingas, o motorista Odir, o paciente e acompanhante que não tiveram os nomes ainda divulgados.

O veículo caiu num açude ontem à noite e somente na manhã de hoje é que foi encontrado.

Corregedoria redistribui comarcas do Estado em 11 polos judiciais

O Judiciário de 1º de Grau do Estado do Maranhão passa a ter 11 Polos Judiciais, para melhor distribuição e organização dos serviços administrativos pela Corregedoria Geral da Justiça (CGJ-MA). O corregedor-geral, desembargador Marcelo Carvalho Silva, atualizou as regras por meio do Provimento n.º 43/2018, que estabelece como novas sedes dos polos judiciais as comarcas de Bacabal; Balsas; Chapadinha; Imperatriz; Itapecuru-Mirim; Pinheiro; Barra do Corda; Santa Inês; São João dos Patos; Timon; e o termo judiciário de São Luís.

Para a nova divisão dos polos, o corregedor considerou a necessidade de direcionamento da atuação dos juízes auxiliares da CGJ, quanto à fiscalização, orientação e acompanhamento dos serviços judiciais e extrajudiciais nas comarcas do Estado.

A medida considerou ainda requerimentos de juízes de comarcas do interior, durante reuniões realizadas com os membros da Mesa Diretora do Poder Judiciário, quando relataram dificuldades em razão da distância entre as comarcas e as sedes dos polos aos quais pertenciam. “A mudança vai facilitar a organização dos serviços e diminuir a distância para o deslocamento dos magistrados e servidores quando precisarem comparecer à sede do polo”, explica o corregedor-geral da Justiça, desembargador Marcelo Carvalho Silva.

Para a juíza coordenadora de Planejamento Estratégico da CGJ, Kariny Reis, a mudança cria novos polos e redistribui as comarcas do Estado, buscando também facilitar a participação dos servidores e magistrados em eventos e reuniões realizadas nas sedes dos polos. “A nova disposição das comarcas em 11 polos atende a uma reivindicação dos juízes e objetiva facilitar a organização dos serviços e projetos da Corregedoria”, frisou.

As comarcas passam a integrar os seguintes polos:

I – Polo de Bacabal: Bacabal, Codó, Coroatá, Igarapé Grande, Lago da Pedra, Olho d’Água das Cunhãs, Paulo Ramos, Pedreiras, Poção de Pedras, São Luiz Gonzaga do Maranhão, São Mateus, Timbiras, Vitorino Freire;

II – Polo de Balsas: Balsas, Alto Parnaíba, Carolina, Loreto, Riachão, São Raimundo das Mangabeiras, Tasso Fragoso;

III – Polo de Chapadinha: Araioses, Brejo, Buriti, Chapadinha, Magalhães de Almeida, Santa Quitéria, São Bernardo, Tutóia, Urbano Santos;

IV – Polo de Imperatriz: Açailândia, Amarante do Maranhão, Arame, Estreito, Grajaú, Imperatriz, Itinga do Maranhão, João Lisboa, Montes Altos, Porto Franco, São Pedro da Água Branca, Senador La Roque;

V – Polo de Itapecuru Mirim: Anajatuba, Arari, Barreirinhas, Cantanhede, Humberto de Campos, Icatu, Itapecuru Mirim, Morros, Rosário, Santa Rita, Vargem Grande;

VI – Polo de Pinheiro: Alcântara, Bacuri, Bequimão, Cândido Mendes, Carutapera, Cedral, Cururupu, Governador Nunes Freire, Guimarães, Maracaçumé, Mirinzal, Pinheiro, Santa Helena, São Bento, São João Batista, São Vicente Férrer, Turiaçu;

VII – Polo de Barra do Corda: Barra do Corda, Colinas, Dom Pedro, Esperantinópolis, Governador Eugênio Barros, Joselândia, Presidente Dutra, Santo Antônio dos Lopes, São Domingos do Maranhão, Sucupira do Norte, Tuntum;

VIII – Polo de Santa Inês: Bom Jardim, Buriticupu, Matinha, Monção, Olinda Nova do Maranhão, Penalva, Pindaré-Mirim, Pio XII, Santa Inês, Santa Luzia, Santa Luzia do Paruá, Viana, Vitória do Mearim, Zé Doca;

IX – Polo de São João dos Patos: Barão de Grajaú, Buriti Bravo, Mirador, Paraibano, Passagem Franca, Pastos Bons, São Domingos do Azeitão, São Francisco do Maranhão, São João dos Patos;

X – Polo de São Luís: Paço do Lumiar, Raposa, São José de Ribamar, São Luís;

XI – Polo de Timon: Caxias, Coelho Neto, Matões, Parnarama, Timon.

Pai de vereadora é assassinado em Santa Inês

Foto Reprodução

Foi assassinado a tiros no início da manhã deste sábado, no Residencial Sol Nascente, zona urbana de Santa Inês, onde tinha um comércio, o pai da vereadora (PTB) Carla Sousa (Carla Tatiana Silva Sousa) que está no segundo mandato, Antonio Alves de Sousa, de 53 anos. Tonico, como era conhecido, teria sido emboscado por dois homens encapuzados que o atacaram quando ele abria o Mix do Tonico. Os tiros acertaram-lhe principalmente a cabeça o que fez com que ele não tivesse tido tempo de reagir indo a óbito no local.

Os elementos chegaram de moto e desceram e foram logo atirando, e em seguida empreenderam fuga. O local do comércio de Tonico fica a poucos quarteirões do Complexo de Segurança Pública de Santa Inês, onde estão localizadas a 7ª Delegacia Regional e a 2ª CIA da Polícia Militar, o que demonstra a ousadia dos assassinos. O corpo de Tonico ainda foi levado para o Hospital Municipal Tomaz Martins, mas não havia mais nada a fazer, e foi liberado para a família providenciar os preparativos para o velório em local ainda não definido, pelo menos, até o presente momento.

Pela forma com que o crime foi cometido, tudo leva a crer que se trata de um crime de encomenda, uma “execução” por motivos que cabe à Polícia Civil investigar. Tonico, dizem, emprestava dinheiro a juros e militava bastante na política local, tendo tido muita influência na eleição dos dois mandatos de sua filha Carla Sousa à Câmara de Santa Inês. Mais informações a qualquer momento aqui pelo site do AGORA.

As informações são do jornal Agora Santa Inês, via Blog do John Cutrim

PF deflagra Operação ‘Via Perditiones’ e mira policiais, fiscais da Sefaz e madeireiros

Foto Reprodução

A Polícia Federal, em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal, deflagrou nesta quinta-feira (8) a Operação Via Perditiones, com o objetivo de combater o transporte ilegal de madeira serrada pelas rodovias BR 316 e BR 222, no Estado do Maranhão.

São alvo das ações, além de empresários e madeireiros, policiais rodoviários federais e fiscais da Secretaria de Estado da Fazenda do Maranhão (Sefaz).

Participam da ação aproximadamente 150 servidores entre policiais federais, policiais rodoviários federais integrantes da Corregedoria Geral da PRF, bem como servidores do IBAMA. Por determinação do Juízo da 8° Vara Federal, estão sendo afastados de suas funções 16 servidores públicos. Também são cumpridos quatro mandados de prisão preventiva, dois mandados de prisão temporária, envolvendo empresários e caminhoneiros do ramo madeireiro, além de 18 notificações de medida cautelar diversa da prisão, 22 mandados de busca e apreensão, bem como 20 intimações.

As investigações apontam que servidores públicos atuavam nos municípios de Santa Inês e de Araguanã, para permitir a circulação irregular de caminhões carregados de madeira sem a devida documentação. Há elementos indicadores no sentido de que esses servidores agiam nas imediações do posto fiscal Estaca Zero, em Santa Inês, para autorizar a passagem dos caminhões sem a devida fiscalização rodoviária e fazendária, deixando de verificar o documento de origem florestal e as respectivas notas fiscais dos carregamentos de madeira.

Os investigados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de pertencimento à organização criminosa, corrupção ativa, corrupção passiva, tráfico de influência, violação do sigilo funcional e receptação qualificada.

O nome da operação, ‘Via Perditiones’, é uma referência ao desvio de conduta perpetrado por alguns servidores públicos em detrimento ao esperado cumprimento de suas funções.