Morre o radialista e repórter policial Gil Gomes

Gil Gomes

O jornalista e apresentador Gil Gomes morreu nesta terça-feira (16), em São Paulo, aos 78 anos, em decorrência de um câncer.

O ex-repórter do “Aqui e Agora” estava em casa, quando foi encontrado desacordado e levado às pressas ao Hospital São Paulo, que confirmou a morte. A instituição não informou qual o tipo de câncer que acometeu o jornalista.

Gil Gomes sofria de Parkinson e passava a maior parte do tempo recluso em casa. Em entrevista ao UOL em 2016, ele falou sobre a doença e como se preparava para voltar à televisão pela TV Ultrafarma, canal UHF que pertencia à rede de farmácias, após mais de 10 anos longe da telinha: “Estou com Parkinson. Eu tremo. Parecia impossível voltar”.

Cândido Gil Gomes Jr. nasceu na Mooca, bairro histórico de São Paulo, em 1940. Ele ficou mais conhecido no “Aqui Agora”, programa policial sucesso de audiência no SBT na década de 90.

Na atração policial, o jornalista se destacou pelo gestual e sua voz inconfundível.

Ao UOL, ele falou sobre as mudanças na linguagem dos telejornais após o sucesso programa. Em sua opinião, esse era um reflexo das adaptações que se fizeram necessárias após o “Aqui Agora”.

Não só no Jornal Nacional [que mudou], mas a televisão em geral. Não estou falando do ‘Aqui Agora’ do Gil Gomes, mas do programa mesmo. Teve uma mudança. Os repórteres já aparecem sem gravata, não ficam paradinhos. Já faz tempo que isso começou a acontecer”, disse.

Gomes, que pensou em ser médico, começou a careira como locutor esportivo da Rádio Progesso. Foi na Rádio Marconi que ele passou a cobrir reportagens policiais. Na televisão, além do SBT, teve passagens por Record, Gazeta e RedeTV!.

Fonte: UOL

Um comentário em “Morre o radialista e repórter policial Gil Gomes”

  1. Marina Reis

    2 anos atrás  

    Fechado!!! Haverá nova eleição no Maranhão. Quem pensa que o ex-presidente Sarney dorme está enganado…e a estratégia foi tão bem arquitetada que Roseana será praticamente a candidata única. O bigodudo alicerçou tão bem que ele deixará Flávio Dino e Maura Jorge hoje inelegíveis para não interferir na continuação do projeto político da ex-Governadora Roseana, visto que Maura tomou a liderança da oposição podendo ser uma arquival de peso, o que não agradou a branca.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>