Três novos secretários de Estado são empossados

Novos secretários foram empossados pelo governador Flávio Dino

O governador Flávio Dino empossou três novos secretários de Estado, em solenidade no Palácio dos Leões, na manhã desta terça, 10. Lawrence Melo Pereira é um dos nomes que agora se somam à equipe de governo, delegado que assume a presidência da Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB). Com a mudança, o atual, José Artur Cabral Marques, vai comandar a presidência da Companhia Maranhense de Gás (Gasmar). Ainda, na Secretaria de Estado da Mulher (Semu), assume a ex-deputada federal Terezinha Fernandes, em substituição a Laurinda Pinto.

Os gestores se integram à equipe com a missão de dar continuidade aos programas de Governo, fortalecendo as ações estratégicas e políticas públicas, pontuou o governador Flávio Dino. “Agradecemos aos antigos secretários pela colaboração e parabenizamos os que vêm somar à equipe. Com estas mudanças estamos ampliando o nosso governo e renovando as forças para que a gestão permaneça cumprindo seu papel”, reiterou.

É uma honra esse convite e um grande desafio por suceder um técnico competente e que muito realizou à frente desta pasta. Reafirmamos o compromisso com as demandas, vamos atuar com um olhar mais voltado para o social, dando continuidade ao exitoso trabalho desempenhado pela gestão anterior e ampliando as ações da pasta”, enfatizou Lawrence Pereira, que passa a presidir a MOB.

Um grande desafio cumprido para estruturar a MOB, que em três anos resultou em um órgão de orçamento de mais de R$ 100 milhões ao ano com captação de vários recursos federais; diversos projetos de mobilidade urbana e transporte; e ações na regulação de gás e saneamento, pontuou Artur Cabral, durante sua fala, fazendo breve resumo de sua atuação à frente da MOB.

Estou orgulhoso do trabalho realizado e fico lisonjeado com este convite do governador. Agradeço ao governador por esta nova missão que foi confiada a mim, na Gasmar”, reiterou Cabral. A nova titular da Semu, Terezinha Fernandes, iniciou sua fala elogiando a antiga gestora. “É uma mulher igual a mim, sonhadora e guerreira, que promoveu um relevante projeto à frente desta secretaria. É uma tarefa desafiadora, mas estimulante. Vamos somar à equipe do governador e trabalhar para inserir ainda mais a mulher, promovendo mais políticas de igualdade”, enfatizou.

O potencial de gestão dos novos secretários foi pontuado pelo governador, que reforçou o empenho dos antigos titulares das pastas e destacou ser este um processo em curso desde o início de sua gestão, com fins ao aprimoramento e qualificação das ações do Governo. O governador assinou o Termo de Posse, seguido dos secretários empossados.

A cerimônia contou com presença do vice-governador Carlos Brandão; do secretário de Estado de Comunicação e Articulação Política (Secap), Márcio Jerry; ex-titular da Semu, Laurinda Pinto e demais secretários de Estado; do presidente do PT, Augusto Lobato e vereador petista Honorato Fernandes; e da ex-diretora presidente da Gasmar, Telma Thomé.

Hospital de Traumatologia e Ortopedia é entregue à população de São Luís

Governador Flávio Dino e secretário Carlos Lula inauguram HTO

O governador Flávio Dino entregou nesta terça-feira (9), em São Luís, o Hospital de Traumatologia e Ortopedia (HTO), uma unidade inédita no Estado capaz de atender casos de alta complexidade. Com o novo prédio, a rede pública estadual na capital passa das atuais 80 cirurgias por mês para 400. Ou seja, a capacidade é multiplicada por cinco, o que vai desafogar a fila por cirurgias. Em 2014, eram apenas 30 cirurgias por mês.

O novo hospital fica no Jardim Eldorado. Ele vai atender pacientes tanto da Grande Ilha como de outros municípios. Flávio lembrou que a inauguração do hospital representa um marco para a Saúde maranhense. E que foi preciso vencer resistências para que o HTO fosse entregue à população.

Não perdemos nunca a alegria de fazer o bem. Esse é o milagre desse governo, o milagre da multiplicação das oportunidades, da luta obstinada pela igualdade, de não ter medo de nada e nem de ninguém”, disse o governador durante a entrega do hospital.

Não importa quem foi poderoso ontem ou se esse alguém se acha dono da riqueza e do poder. Aqui não temos medo.”

O governador ressaltou que “temos que lutar sempre, e lutando as coisas têm outro sabor”. Ao afirmar que já foram concluídas mais de 500 obras desde 2015, Flávio acrescentou que “poucas inaugurações me emocionaram tanto quanto esta, porque é fruto da luta”.

Tecnologia e redução da fila

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, disse que o hospital era um pedido antigo dos médicos no estado. Ele previu que, em um ano, a fila de espera por cirurgias vai estar consideravelmente menor. Hoje, são cerca de 2 mil pessoas no aguardo.

O HTO tem capacidade para 4,8 mil cirurgias por ano, mas “a fila vai ganhando novos componentes a cada dia”, principalmente por causa dos acidentes de moto, frisou o secretário.

De acordo com o diretor clínico do HTO, Newton Gripp, a unidade está pronta e completamente equipada para atender todos os casos complexos: “Temos 100% de capacidade aqui. Ninguém mais precisa sair do Maranhão para tratar qualquer doença ortopédica”.

O médico Damião Guedes, especialista em reconstrução e alongamento ósseo, diz que o HTO também vai formar e qualificar profissionais. “É uma unidade de referência para pacientes e profissionais. Aqui ficou como uma ilha de excelência, quem está dentro está festejando e quem está fora está querendo entrar”, diz.

Flávio Dino ressaltou que os mais de 300 profissionais do novo hospital são os verdadeiros responsáveis pela importância da unidade. “Mãos e coração: disso é feito um bom hospital. E eu tenho certeza de que o HTO será um excelente hospital porque está em excelentes mãos desses profissionais.”

Consultas

Carlos Lula ressaltou que o Hospital de Traumatologia e Ortopedia vai receber casos encaminhados de outras unidades, como as UPAs e o Socorrão. Ou seja, o paciente não deve buscar atendimento diretamente no HTO, e sim ser encaminhado para lá.

“Eu sou a primeira paciente do hospital novo! Cheguei aqui foi cedo”, contou a lavradora Raimunda Vaz Cardoso, 54 anos, que vai constantemente de Miranda do Norte a São Luís para consultar os dois joelhos, que precisam ser operados.

A cirurgia é 30 mil reais na rede particular. Eu disse ‘doutor, não tenho condição de pagar essa cirurgia’. Aí a assistente social me encaminhou para o Hospital Geral, onde me consultei com o doutor Newton Gripp, que me trouxe para cá [HTO].”

Deputado Josimar e Detinha prestigiam aniversário de 30 anos de Zé Doca

Aniversário de 30 anos da cidade de Zé Doca
Aniversário de 30 anos da cidade de Zé Doca

O deputado estadual Josimar de Maranhãozinho (PR), e a esposa, a presidente do PR Mulher no Maranhão Detinha estiveram ontem (4) prestigiando as comemorações de aniversário de 30 anos de Zé Doca, juntamente com a prefeita do município Josinha Cunha.

Na oportunidade o governador do estado Flávio Dino acompanhado dos secretários de Estado de Segurança Pública Jeferson Portela, secretário de Infraestrutura Clayton Noleto e o chefe da Casa Civil Marcelo Tavares também vieram à Zé Doca atendendo a um convite da prefeita, do deputado e da presidente do PR Mulher. Vários prefeitos e vereadores e lideranças ligados ao grupo político de Maranhãozinho também fizeram questão de comparecer.

Como parte da programação a prefeitura entregou o Centro de Especialidades de Saúde Edla de Almeida Costa, completamente modernizado e prestando serviços em várias áreas. O Hospital e Maternidade Dr. Isaias de Jesus Cavalcante Pereira reformado e reestruturado, além do ginásio poliesportivo Valber de Souza Costa, na oportunidade um bolo de 22 metros foi servido a população que aplaudiu os investimentos da prefeitura.

Em parceria com o governo do estado o município recebeu a nova Delegacia que faz parte da política de reestruturação da rede física das unidades em todo o estado e na Regional de Zé Doca vai atender mais de 10 municípios com o que há de mais moderno em termos de estrutura, sendo referência para o planejamento da segurança de toda a região oeste maranhense, uma viatura nova também foi entregue.

Na ocasião o novo delegado do município Jader Alves tomou posse. Várias vias da sede de Zé Doca e de povoados serão melhoradas com serviços de recapeamento e pavimentação asfáltica, que tiveram início ontem com a assinatura da ordem para a execução do programa Mais Asfalto que o governador assinou juntamente com a prefeita. Flávio Dino entregou ainda um ônibus escolar, uma motoniveladora e 06 kits esportivos.

O deputado Josimar afirmou que, com parcerias as coisas acontecem e elogiou a administração da prefeita Josinha. “Josinha tem feito um grande trabalho á frente da prefeitura de Zé Doca, aqui também agradeço a parceria do governador Flávio Dino e dos prefeitos aliados ao nosso grupo político e dizer que sempre estaremos ao lado do povo e faremos de Zé Doca um espelho administrativo.”

A presidente do PR Mulher Detinha enfatizou a importância das conquistas no aniversário de 30 anos da cidade. “Zé Doca recebe obras de infraestrutura com o asfalto, investimentos no esporte, na saúde, na educação e na segurança pública, setores importantes para o desenvolvimento da cidade, o povo está de parabéns.”

Finalizando as comemorações muita festa na Praça do Comércio com várias atrações locais como Chicão dos Teclados, Beijo de Menina e Cláudia Rodrigues. Entre as atrações nacionais Márcia Felipe e a dupla sertaneja Zé Neto e Cristiano. Milhares de pessoas lotaram a praça em clima de comemoração. As autoridades agradeceram a presença de todos e se comprometeram em realizar muito mais nos próximos anos.

Aniversário de 30 anos da cidade de Zé Doca

IFMA é inaugurado oficialmente em São José de Ribamar

O ministro da Educação, Mendonça Filho,, participou da solenidade de entrega do campus IFMA em São José de Ribamar
O ministro da Educação, Mendonça Filho,, participou da solenidade de entrega do campus IFMA em São José de Ribamar

Com a inauguração oficial do campus do Instituto Federal do Maranhão (IFMA) em São José de Ribamar, a cidade se consolida como um dos polos de Educação do Estado. A entrega foi feita nesta segunda-feira (2) pele ministro da Educação, Mendonça Filho, e contou com a participação do governador Flávio Dino.

O IFMA de São José de Ribamar já vinha abrigando atividades desde março. A cidade também vem recebendo desde 2015 investimentos do Governo do Estado na educação, como é o caso da instalação de uma unidade plena do Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia (IEMA) e a reforma do Centro de Educação Integral Cidade de São José de Ribamar (Caic).

Temos aqui instalado em São José de Ribamar um dos maiores parques educacionais de todo o estado. Temos o Instituto Federal, o Instituto Estadual, temos uma escola de tempo integral, temos os Liceus ribamarenses e toda a vasta rede de educação infantil e ensino fundamental”, disse o governador.

Isso é de fato o caminho do desenvolvimento verdadeiro, que não é feito de supostas grandiosas obras. Às vezes essas obras exigem uma maturação longa e demoram a ser compreendidas. A maior obra de qualquer sociedade que se pretende civilizada é abrir as avenidas de oportunidade e de sonhos para sua juventude. É assim no mundo inteiro e é assim hoje no Maranhão”, acrescentou.

O ministro da Educação afirmou que tem com o Estado “várias parcerias no campo da educação técnica e apoio na educação básica. Até o final do ano voltarei ao Maranhão para entregar um navio-escola para a Universidade Federal do Maranhão”.

De acordo com o secretário estadual da Educação, Felipe Camarão, a entrega do IFMA “vem se somar a todas as ações que o Governo do Estado vem desenvolvendo na área da educação básica e na educação tecnológica”.

Temos um diálogo permanente com o Ministério. Nós temos priorizado a educação, e o apoio federal é fundamental para que isso aconteça. Compreendemos que com essa ação conjunta entre os vários governos podemos melhorar a educação”, disse Flávio Dino.

IFMA

A sede definitiva do Campus São José de Ribamar do IFMA tem 4.421 metros quadrados de área construída e dispõe de nove salas de aula, sete laboratórios, sala de multimeios, biblioteca, setor administrativo, lanchonete e área de vivência e tem capacidade de atendimento de até 1.200 alunos de forma presencial.

Atualmente, o Campus da rede federal já atende 910 alunos e oferece cinco cursos técnicos de nível médio: Administração, Eletroeletrônica, Informática para Internet, Programação de Jogos Digitais e Redes de Computadores.

O Campus São José de Ribamar também oferta cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC), e já capacitou cerca de 320 trabalhadores em cursos técnicos. Recentemente também passou a oferecer educação à distância, com abertura de 50 vagas do curso de Informática.

Luciano Genésio participa de entrega de tratores para agricultura familiar

Luciano Genésio, prefeito de Pinheiro e deputado federal Weverton Rocha

Agricultores e prefeitos de todas as regiões do estado receberam na última quinta-feira (28) importantes incentivos do Governo do Maranhão para a agricultura familiar. O governador Flávio Dino entregou 21 patrulhas agrícolas, títulos de terra que beneficiarão 158 famílias e recursos de chamadas públicas para incrementos de cadeias da juçara, coco babaçu, entre outros. São investimentos que somam R$ 8 milhões para a produção familiar local.

O prefeito de Pinheiro Luciano Genésio, que vem buscando várias ações junto ao governo do estado e sempre articulando para que benefícios possam chegar para a população pinheirense, esteve presente na solenidade. Sempre ao lado do prefeito, Dra. Thaiza Hortegal relata que essa articulação do Luciano trará benefícios para os pinheirenses. “O Luciano é um gestor que sempre busca ações para Pinheiro tanto com o governador Flávio Dino, quanto em Brasília com os deputados federais e assim ele tá se mostrando um prefeito que se preocupa em trazer benefícios e ações para os cidadãos da nossa cidade”, relata Thaiza.

Governador Flávio Dino entre autoridades políticas

O prefeito Luciano destacou a importância desse equipamento para agricultura para a cidade de Pinheiro. “É uma conquista e tanto para município, haja a vista que essa patrulha mecanizada beneficiará o homem do campo que depende da agricultura familiar para sobreviver. Estamos felizes por essa parceria com o governador Flávio Dino que trará ainda mais benefícios para a cidade de Pinheiro”, concluiu o prefeito de Pinheiro.

Estiveram na cerimônia o deputado federal Weverton Rocha, a primeira-dama de Pinheiro Dra. Thaiza Hortegal, entre outras autoridades.

Artigo: Alteridade e vida

Carlos Lula, Secretário de Estado de Saúde

Por Carlos Lula

Alteridade é a capacidade de se colocar no lugar do outro na relação interpessoal, considerando as diferenças entre os indivíduos e suas particularidades enquanto seres humanos. Exemplos práticos de alteridade são cada vez mais raros na sociedade do individualismo e da falta de coletividade. Essa falta de preocupação com o bem-estar do outro tem provocado consequências negativas por todo o mundo, e é essa alteridade que nos faz, especialmente no mês de setembro, ampliar as discussões com foco na prevenção ao suicídio.

Sabemos que muitas vezes os obstáculos parecem intransponíveis, mas o mundo nem sempre é justo e a perfeição que a sociedade nos impõe nos pressiona de modo que chega a ser angustiante. A depressão é uma doença muitas vezes silenciosa que atinge nossos amigos, familiares, vizinhos e conhecidos e é a principal causa do suicídio. O que se passa por dentro de nós e as lutas diárias particulares podem nos oprimir e resultar em consequências graves. Uma alternativa parece ser lutar contra as imposições do mundo e buscar motivações e sentido na vida, igualmente particulares.

O tema é ainda mais complexo por se tratar da consequência de uma motivação pessoal, o que não exclui a nossa responsabilidade enquanto gestores públicos e sociedade civil pelos dados alarmantes. O mais recente relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), realizado em 2016, indica que a cada 40 segundos uma pessoa comete suicídio, o que resulta em uma média de 800 mil suicídios por ano no mundo. No Brasil, são 32 suicídios por dia e, no Maranhão, 269 casos foram registrados em 2016.

Ainda segundo a OMS, 9 em cada 10 casos podem ser evitados através da compreensão, da conscientização, de informações sobre o assunto e da oferta de um tratamento adequado. Transtornos mentais, decorrentes do abuso de substâncias psicoativas ou depressão, esquizofrenia, transtorno de ansiedade e personalidade; questões sociodemográficas, com indivíduos de estratos econômicos extremos, residentes em áreas urbanas, desempregados, aposentados, em isolamento social, solteiros ou separados; problemas psicológicos; e condições clínicas incapacitantes são alguns fatores de risco para o suicídio.

É considerando esse contexto, que o poder público estadual tem investido em serviços e ações de prevenção ao suicídio. Especialmente durante a campanha do Setembro Amarelo, o Governo do Estado intensificou as palestras sobre o assunto, com o intuito de esclarecer a sociedade e divulgar os serviços oferecidos. Além das ações de prevenção nas escolas e comunidades, com palestras e oficinas, o governo oferece atendimento individual e grupos terapêuticos especializados na prevenção do suicídio, e ainda grupo de apoio às pessoas que apresentem alguma vulnerabilidade ligada ao suicídio.

Somados a essas atividades, estão os serviços dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS). Equipes dos CAPS são responsáveis pelo cuidado de pessoas que sofrem de algum transtorno psíquico. Esses profissionais lidam constantemente com indivíduos em situação de crise, quando é considerado alto o risco de suicídio. No Centro de Atenção Psicossocial de Álcool e Drogas (CAPS AD), as atenções são voltadas para o combate ao uso de substâncias psicoativas, que também podem levar ao suicídio.

É fundamental conversar sobre suicídio e expandir as discussões para que as pessoas possam se sentir livres para falar, sem serem julgadas e silenciadas pela sociedade. Por isso, é importante praticar a alteridade. Muitas pessoas, por medo ou desconhecimento, não falam sobre o assunto. Nesse contexto, compreender o outro é fundamental para identificar sinais de um comportamento suicida. Para isso, a sociedade precisa estar aberta ao diálogo e motivada a cuidar do próximo.

As estatísticas nesse caso (ainda preocupantes) não são apenas números, são pessoas que perdemos a cada dia que passa. Nosso trabalho diário na saúde é pela vida dos maranhenses, de cada um. E nada mais é tão precioso quanto a vida, por esse motivo somos todos convocados para essa luta! A quem precisa, estendemos as nossas mãos. Desejamos contar com vocês e espero que contem conosco.

Quatro Escolas Dignas são inauguradas em São Luís no Dia do Estudante

Governador Flávio Dino ao lado do Secretário de Educação, Felipe Camarão

Festa, música, alegria e escolas dignas marcaram as comemorações do Dia do Estudante durante toda a manhã desta sexta-feira (11). O governador Flávio Dino entregou a conclusão das obras de quatro unidades escolares que foram completamente revitalizadas em São Luís, como parte do maior programa educacional da história do Maranhão, o Escola Digna. O Governo do Maranhão investiu R$ 3,9 milhões na recuperação destas escolas beneficiando 1.309 alunos, além de professores e servidores.

Foram completamente recuperadas as seguintes escolas: o Centro de Ensino Sete de Setembro, no bairro da Maiobinha; o Centro de Ensino de Educação Especial Padre João Mohana e o Centro de Educação Integral Maria Mônica Vale, ambos no Vinhais; e o Centro de Educação Integral Almirante Tamandaré, no IV Conjunto do bairro Cohab-Anil.

Professores e alunos do Centro de Ensino de Educação Especial Padre João Mohana recepcionaram a comitiva do Governo com emoção. Eles apresentaram músicas tipicamente maranhenses. A escola faz um importante trabalho com crianças e adolescentes com Transtorno do Espectro do Autismo, além de outras síndromes e transtornos que trazem a deficiência intelectual associada. A escola foi completamente reestruturada e ampliada para dar mais conforto a alunos, pais e professores. Atualmente, a escola atende 120 alunos, de 3 a 17 anos.

Com a ampliação da estrutura, o Centro de Ensino de Educação Especial Padre João Mohana passará a oferecer também o Atendimento Educacional Especializado, o que contribuirá com o processo de inclusão dos estudantes nas escolas de ensino regular. Na ocasião, o governador Flávio Dino assinou decreto que garante gratificação a ser paga aos servidores integrantes do subgrupo magistério da educação básica que atuam no atendimento a alunos de classes especiais, em salas de recursos multifuncionais, exclusivamente nos centros de ensino de educação especial e no núcleo de educação especial da rede estadual.

Escolas de tempo integral

Ainda no Dia do Estudante, o Governo do Estado entregou a revitalização de duas escolas que já funcionam no sistema de tempo integral, conhecido como Educa Mais. No Vinhais, foi entregue o Centro de Educação Integral Maria Mônica Vale, que foi ampliado e adaptado para dar mais conforto a estudantes e professores. A escola atende cerca de 430 alunos, com ensino médio em tempo integral e 240 alunos do ensino médio regular e da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

No IV Conjunto do bairro Cohab-Anil, o Governo do Estado entregou à comunidade escolar o Centro de Educação Integral Almirante Tamandaré, totalmente reformado e ampliado. A unidade escolar estava há cerca de dez anos sem receber reforma. A escola conta com uma estrutura de 14 salas de aula, 4 laboratórios, 3 salas temáticas, auditório, dentre outros espaços recuperados. Ela recebeu climatização das salas, uma reivindicação antiga de professores e alunos. Na unidade também funciona o projeto Xadrez nas Escolas, que tem forte engajamento dos estudantes.

Durante o Dia do Estudante, o Governo do Estado também entregou a revitalização do Centro de Ensino Sete de Sete de Setembro, no bairro da Maiobinha. A inauguração foi marcada por um café da manhã em homenagem aos estudantes.

A escola Sete de Setembro recebeu investimento de R$ 160 mil para realização de serviços de recuperação das instalações elétricas e hidráulicas, troca de louças dos banheiros, reforma do telhado, pintura geral, troca de ventiladores, portas e trincos, além de limpeza geral dentre outros reparos.

Mais 107 novos policiais e bombeiros militares são nomeados no Maranhão

Foto Reprodução

O governador Flávio Dino nomeou 107 novos bombeiros e policiais militares. O ato, assinado na tarde desta quarta-feira (2), determina “nomear, nos termos do artigo 26 da Lei 6.513, de 30 de novembro de 1995, para integrar a Polícia Militar do Estado do Maranhão e Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Maranhão, os candidatos”.

Desde 2015, o Governo do Maranhão vem investindo na Segurança Pública. Pela primeira vez, o Estado tem mais de 12 mil policiais trabalhando. Também desde o primeiro ano da atual gestão, foram nomeados cerca de 3 mil policiais.

Os investimentos vêm dando resultado. O número de homicídios na Grande São Luís, por exemplo, caiu 34,3% entre janeiro de julho deste ano na comparação com o mesmo período de 2014.

Nos primeiros sete meses de 2017, foram 330 casos registrados, contra 502 em igual período de 2014. Além disso, o número de homicídios vem caindo ano a ano. Levando em conta o período entre janeiro e julho, em 2014 foram 502; em 2015, caíram para 447; em 2016, foram para 414; já em 2017, caíram ainda mais, indo para 330.

O trabalho tem sido intenso para que os índices de violência continuem a diminuir progressivamente, instituindo a cultura de paz que o governo Flávio Dino persegue, afirma o secretário de Estado da Segurança Pública (SSP-MA), Jefferson Portela.

“A gestão do governador Flávio Dino tem tido essa área como uma das prioridades e estamos empreendendo todos os esforços para garantir que o cidadão possa ir e vir sem medo. Os resultados que temos obtido são fruto de ações parceiras entre todos os agentes da Segurança Pública, e do investimento constante que o governador Flávio Dino tem feito”, enfatizou o titular da SSP-MA.

Em entrevista, Astro não nega intenção de disputar Prefeitura de São Luís

Astro de Ogum, presidente da Câmara Municipal de São Luís

De menino de rua, criado sem pai e nem mãe e que passou fome, a uma figura política importante em São Luís. Seu nome é Generval Martiniano Moreira Leite, mas certamente você o conhece apenas como Astro de Ogum. Eleito em cinco oportunidades seguidas vereador da capital maranhense, tornou-se presidente da Câmara Municipal e tem o trabalho reconhecido por seus pares e pelo povo por quebrar tabus, intolerância e preconceitos.

Em entrevista ao jornal O Imparcial, Astro de Ogum (PR) demonstra estar disposto a mudanças e explicita todo seu desejo em se tornar o próximo prefeito de São Luís.

Confira a entrevista completa abaixo.

Qual é o fenômeno da trajetória do homem Gerneval, que se tornou essa figura política Astro de Ogum?

É uma dádiva de Deus tudo o que acontece na minha vida. Não me considero uma pessoa incomum. Me considero uma pessoa comum dentro da realidade. Acho que é isso que me constrói. Eu respeito primeiro a Deus e depois a humanidade.

Antes de ser político, como o senhor via a relação dos poderosos com a população?

Sempre achei uma diferença essencial muito forte. A avaliação que eu faço agora já é um pouco diferente. Hoje, acho que os governos estão se aproximando mais da população. Eles estão vendo que essa fórmula de gabinete não funciona mais. Hoje, o povo vai às ruas e fala alto. A coisa foi mudando.

Por isso que sua gestão quer ser marcada por trazer o povo para perto da Câmara?

Eu vim das minorias. Eu fui menino de rua. Fui criado sem pai nem mãe. Eu sei o que é fome, o que é dificuldade, o que é falta de moradia. Eu não fui criado em berço de ouro. Hoje eu busco exatamente não fugir da minha origem, não deixar que pode me envaideça, ou me transforme diante daquele povo que mudou a minha vida. Então, a minha obrigação com o povo que mudou a minha vida é tentar, pelo menos, retribuir uma recíproca verdadeira. Aqui quebrei tabus, intolerância e preconceitos. Eu fui eleito por unanimidade duas vezes aqui nesta Casa a qual agradeço a Deus e aos pares. Aqui na Casa eu não conheço oposição contra mim.

Hoje, especula-se um novo mandato seu. Como seria isso?

Eu sempre pautei minha vida com conjunturas. Primeiro, vou olhar como estão as coisas porque a gente tem outras coisas para frente. Eu não gosto de me perpetuar em poder. Acho que perpetuação de poder é a maior burrice que pode ter. Isso aqui é transitório. Eu olho muito por esse aspecto. Tenho ainda um ano e meio de presidência e dois anos como vereador normal, então há muita coisa para se pensar. E no que depender da conjuntura e o que Deus determinar, assim será.

Então, o próximo passo do Astro seria pensar na disputa pela Prefeitura de São Luís?

Não nego que penso na prefeitura. Não vou negar até porque o trabalho que tenho me respalda a isso, principalmente com esse povo humilde de São Luís. Não vou negar que penso nisso. Sou vereador em cinco mandatos. Cada vez mais votado. Sou o único político aqui da Câmara do ano 2000 para cá. Só resta eu. Do ano 2000, sou o último dos moicanos. A gente vê que o povo avança comigo. E isso eu sou muito grato a esta população maravilhosa.

O senhor entende que o Poder Executivo entende a prioridade da população?

Esse entendimento do Executivo é muito complexo, porque a gente da Câmara não está lá dentro do alto clero. O vereador é porta-voz da população. Passamos essa mensagem para o Executivo e aí é complicado, porque o Executivo sempre está dizendo não. A casa do povo mesmo, que eu considero, é a Câmara Municipal. Não estou querendo menosprezar as outras casas, mas onde o povo tem mais contato é com o vereador. O prefeito Edivaldo está no segundo mandato, e a gente sempre busca um entendimento com ele ou pelo menos estamos aguardando um entendimento melhor do Executivo, não para tirar proveitos, mas sim para fazer nossa obrigação.

A relação institucional com a prefeitura é uma relação sadia ou poderia ser melhor?

Eu não sou demagogo. Acho que deveria estar melhor. O Legislativo, para mim, ainda é o coração da população. Acho que a pessoa que está num poder desse e já passou por esta casa aqui tem mais consciência. O vereador é o porta-voz do povo. Acho que falta um pouco mais de entendimento. Espero que agora, com a parceria do governador com a prefeitura, que as coisas caminhem mais ainda e realmente mude a situação.

Como está a sua relação com o governador Flávio Dino?

Eu via o Flávio com outro olhar. Com o tempo, eu fui mudando, vendo que ele é uma pessoa popular. A gente vê pelos últimos Carnavais. Ele estava lá na passarela, desceu do camarote e não era ano eletivo. Ele gosta de estar com o povo e isso me faz bem. Hoje vai os meus aplausos para ele.

Ele consegue se reeleger? Como administrador, o senhor o considera competente?

A gente não pode subestimar ninguém. A gente está vendo tanta surpresa acontecendo. O Flávio está bem. Tem visão. Ele é uma pessoa preparada em tudo. E, na parte administrativa, acho que ele está também preparado. Tenho hoje o respeito pelo Flávio Dino sem demagogia. Não é uma relação de amizade, mas tenho respeito por ele.

Haverá uma ampla discussão sobre o Plano Diretor?

Com certeza com a iniciativa privada e sociedade civil. Essa participação tem que ser recíproca. É uma coisa muito decisiva para o desenvolvimento da nossa cidade.

Depois da licitação do transporte, o serviço melhorou?

Acho que sim. Só não gostei muito, porque ficaram as mesmas empresas. Deu uma melhorada, mas precisamos do transporte alternativo, porque o ônibus deixa o passageiro no terminal, não o deixa em casa. Então, temos que ter um transporte complementar. É complicado. Nós temos aí o Uber chegando, e eu tive falando para os taxistas, na semana passada, para adequar um pouquinho o preço, porque senão vão ficar para trás. Eu não sou contra o Uber, sou contra da maneira clandestina do trabalho. A gente tem que, pelo menos, identificar com quem você está andando. Tem que ter uma identificação, uma placa. Não sou contra o que a população quer.

Como está andamento do projeto do vereador Paulo Victor para regulamentar o Uber?

O processo está aí, agora tem que ver que lá na Câmara dos Deputados está tramitando a questão do Uber. Logicamente, deve ser aprovado, mas pela legalidade e com as ressalvas das placas. O taxista não é regulamentado? Por que o Uber não vai ser regulamentado também? Quer dizer que uma empresa americana chega aqui, invade, faz tudo o que quer e fica por isso mesmo?

O Uber não cria emprego?

Não acho que o Uber cria emprego. Ele desafoga. Ele é uma espécie de álibi financeiro. Ele ajuda o dono do veÍculo a pagar a prestação dele, a gasolina. É um paliativo agradável e ajuda muito, mas sendo legalizado.

Essa discussão já vai entrar em pauta na Câmara no segundo semestre?

Sim, mas o primeiro pai-nosso agora será votar as contas de todos os ex-prefeitos. Fiz um TAC com a Promotoria Pública e, então, nós vamos votar. São coisas que têm que vir à tona e serem votadas. A essência da Câmara e fiscalizar o erário público do Executivo Municipal.

O senhor acha que essa votação e a questão do transporte serão os temas mais polêmicos?

Acredito também que o Plano Diretor é uma questão muito significativa. Fazendo essas coisas todas acontecerem, acho que marca uma gestão.

O senhor já começou as conversas sobre quem apoiar nas eleições de 2018?

Eu sempre fui uma pessoa com a posição no peito bem definida, mas eu tenho em mente hoje, mais ou menos, quem será meu candidato. Praticamente eu estou definido. Para a conjuntura ser completa, vou ter de conversar com meus amigos vereadores para saber quem quer seguir comigo. Cada um tem seu voto.

Como o senhor observa a vinda da ex-governadora Roseana Sarney para a disputa do governo?

Não tenho, ultimamente, falado com a Roseana. Mas, a eleição com a Roseana é uma e sem ela é outra. Temos Roberto Rocha e Maura Jorge que já se apresentaram e que não podemos subestimar. Acho que a Roseana vindo ela consegue aglutinar uma boa votação.

De: O Imparcial

Artigo: Cuidar das crianças

Foto Reprodução

Por Flávio Dino

Estamos fazendo um governo que vem enfrentando a crise econômica nacional, sem ficar de braços cruzados, pagando salários em dia e mantendo mais de 800 obras em todo o estado. O objetivo desse esforço, no entanto, é um só: cuidar das pessoas. Pois só com crescimento econômico e serviços públicos de qualidade, os cidadãos maranhenses podem viver em plenitude de direitos. Nessa missão, cuidar das crianças é um desafio duplo: temos de garantir a qualidade de vida a elas nos dias de hoje e as condições para que cresçam e sigam transformando o nosso Maranhão nos dias de amanhã.

Por isso, me causa especial alegria que o Governo do Maranhão seja parceiro da Unicef, o Fundo das Nações Unidas para a Infância. Esta semana vamos lançar juntos uma campanha de adesão dos municípios ao Selo Unicef. Trata-se de uma marca que a instituição pertencente à ONU irá atribuir às prefeituras que mais trabalharem em prol das crianças, garantindo seus direitos, com acompanhamento técnico.

Para ter acesso ao Selo, as Prefeituras devem apresentar ações de valorização da criança no atendimento à saúde e educação, visando reduzir a mortalidade infantil, aumentar a permanência dos alunos nas escolas e enfrentar o trabalho infantil e a exploração sexual.

Já na edição passada, no período 2013-2016, conseguimos importantes avanços em diferentes indicadores por todo o estado. Foi o caso de critérios como cobertura vacinal, realização de pré-natal e redução da distorção idade-série no ensino. Com isso, 15 prefeituras maranhenses foram agraciadas com o selo, como reconhecimento pelos seus esforços no cuidado das crianças. Nesta nova etapa que se inicia, esperamos que ainda mais municípios alcancem esse importante patamar institucional.

Da parte do Governo do Estado, temos também tomado muitas medidas em apoio às crianças. É o caso das Redes Criança e Ninar, compostas por UTI materna em São Luís, das maternidades estaduais, da Casa da Gestante de Imperatriz, e do Centro de Referência em Neurodesenvolvimento, Assistência e Reabilitação de Crianças. A próxima inovação será a inauguração, nas próximas semanas, da Casa de Apoio Ninar, que irá receber crianças com microcefalia para tratamento, além de abrigar familiares. Enfim, uma função digna à antiga Casa de Veraneio do Governador, mansão usada para festas e banquetes em governos passados.

E nossa principal parceria com as prefeituras nessa missão essencial, que é cuidar das crianças, tem sido o programa Escola Digna. Serão 200 novas escolas até o final do ano, inclusive substituindo “escolas de taipa”, que por décadas foram símbolo do abandono de nosso estado. Somente nesta semana, inauguramos 8 escolas, fruto dessa política obstinada de investir na educação dos nossos jovens e crianças.

A emoção nos olhos de mães, crianças e professores compensa todo o esforço de construção dessas obras, que estão mudando a realidade em muitos locais, inclusive em povoados distantes, jamais vistos pelo Governo. Esta semana, me emocionei com a professora Narcisa, do povoado Bacuri, em Peritoró, que gravou um depoimento na internet. Ela conta a mudança que ocorreu na sua vida e de seus alunos com a transformação da escola em que lecionava.

Estive lá e fico feliz de ver brotar esses locais de aprendizagem, que viram espaço de animação e de esperança para os alunos, para que, desde pequenos, possam sentir a presença do Estado e possam viver um direito, que é o ensino em condições dignas. Tenho convicção de que, nos próximos anos, o Selo Unicef e outras ações similares vão identificar os efeitos positivos desses investimentos.