Covid-19: Hospital São Domingos já tem 220 pacientes que foram recuperados

Hospital São Domingos em São Luís

Duzentos e vinte pacientes já foram recuperados da Covid-19 no Hospital São Domingos, desde o início da pandemia em São Luís. Essa vitória é resultado do empenho dos profissionais que estão na linha de frente da assistência aos pacientes e foi publicada na edição do dia 6 de maio do Boletim Diário, publicação que contém dados sobre os casos da doença atendidos na instituição de saúde.

A edição do Boletim Diário do dia 6 de maio mostra ainda outros números animadores: 412 pacientes com suspeita ou confirmados tiveram alta hospitalar. Mesmo após a alta, alguns casos continuam sendo acompanhados pela equipe de tele monitoramento do hospital, um serviço implantado para prestar assistência aos pacientes mesmo após irem para casa. A alta acontece por melhora do quadro clínico, mas com a continuidade do cuidado continua em suas residências.

Além do tele monitoramento, o São Domingos mantém o TeleDúvidas Covid-19 (3216-8700), serviço gratuito por meio do qual a população pode tirar dúvidas sobre o novo coronavírus e obter informações institucionais sobre o hospital. O funcionamento é das 7h às 19h, diariamente.

Estrutura

Com uma estrutura de 184 leitos clínicos e 56 de UTI exclusivos para pacientes com Covid-19, o Hospital São Domingos conta também com equipe especializada e serviços exclusivos para assistência aos pacientes com suspeita ou confirmados com o novo coronavírus desde a Emergência até a internação. Os pacientes que procuram o HSD com outros sintomas são atendidos em ala totalmente separada.

Além da plena assistência aos pacientes, o Hospital São Domingos tem intensificado o cuidado com seus colaboradores e a equipe assistencial garantindo a eles a estrutura e os equipamentos de proteção necessários à prevenção do novo coronavírus. O hospital também montou o Comitê de Crise, que se reúne diariamente para avaliação do cenário de atendimento e tomada de decisões administrativas e assistenciais em relação ao trabalho de prevenção e combate ao novo coronavírus.

Carta Aberta do Corregedor-geral da Justiça, des. Marcelo Carvalho Silva

Desembargador Marcelo Carvalho Silva

Estamos a poucos dias do encerramento de nossa gestão à frente da Corregedoria Geral da Justiça. Nesses quase dois anos e quatro meses de trabalho, pudemos vivenciar inúmeras alegrias com a efetivação de projetos e alcance de metas traçadas, todas minunciosamente detalhadas em nossos relatórios de gestão, presentes no portal do Poder Judiciário maranhense, na internet.

Experimentamos também, é verdade, algumas poucas decepções, as mais sentidas relacionadas à impossibilidade material que ainda temos de, como Tribunal de médio porte e sediado num dos Estados mais pobres da Federação, carecermos de recursos financeiros para a rápida implementação de uma Justiça mais digital, menos burocrática e de maior alcance aos jurisdicionados.

Nunca é demais lembrar que passo importantíssimo foi dado nesse particular. Virtualizamos, com muita boa vontade e criatividade, principalmente da parte de inúmeros magistrados e servidores que “vestiram a camisa” do projeto Digitalizar já, aproximadamente 60.000 processos físicos, o que trouxe mais celeridade e favoreceu uma melhor organização das unidades jurisdicionais.

A pandemia que ora enfrentamos decorrente da Covid-19 acelerou a mudança de era da Justiça que já enxergávamos no horizonte, tendo como principais características o ambiente do processo judicial eletrônico e o trabalho remoto, de magistrados, servidores e demais operadores do direito. Nossa imensa produtividade, já identificada nesse período, mostra que estamos no caminho certo.

Não posso deixar de destacar também os avanços conquistados na gestão dos serviços extrajudiciais, com destaque para o aumento substancial na arrecadação de emolumentos, o que representou expressivo incremento ao nosso FERJ.

O trabalho está ai, para julgamento público. O tempo dirá se acertamos ou não nas nossas escolhas, afinal, ele, o tempo, é o senhor da razão. O momento, no entanto, é de agradecimento.

Em primeiro lugar, gostaria de agradecer ao apoio incondicional que tivemos dos Desembargadores José Joaquim Figueiredo dos Anjos e Lourival de Jesus Serejo Sousa, respectivamente presidente e vice-presidente do TJMA. Amigos de todas as horas, não pouparam esforços para ajudar na implementação dos projetos institucionais desta CGJ. Estendo, por oportuno os agradecimentos a toda equipe de trabalho do Tribunal de Justiça, em especial aos diretores, Mário Lobão, Paulo Rocha, Amudsen, Celerita Dinorah e os demais que, atenciosamente não se furtaram ao trabalho de forma coordenada com esta Corregedoria.

Aos nossos juízes e juízas e todos os servidores e servidoras de todas as Comarcas do Estado, muitas das quais tive a felicidade de visitar e conhecer sua realidade, o meu mais sincero e profundo agradecimento! Guerreiros da Justiça, demonstram diariamente que, não obstante as dificuldades, não se furtam ao seu compromisso de atender aos jurisdicionados da melhor maneira possível.

Aos nossos delegatários, titulares e interinos, o meu muito obrigado! Sua atividade é essencial para o atendimento das mais diversas demandas da população, que busca sempre por segurança e confiabilidade na realização d’e seus negócios.

Agradeço também aos meus pares, desembargadores e desembargadoras do egrégio Tribunal de Justiça do Maranhão, pela confiança em mim depositada e apoio às ações desta CGJ.

Finalizo esses agradecimentos dirigindo-me à minha equipe de juízes Raimundo Bogéa, Francisca Galiza, Jaqueline Caracas, Stela Muniz, Kariny Reis, Marcelo Moreira, João Francisco Gonçalves e Diva Mendes; a todos os servidores e servidoras desta Corregedoria Geral da Justiça, assim como aos terceirizados da empresa Gestor, que nunca se furtaram ao trabalho e foram incansáveis no cumprimento de suas responsabilidades.

Ao Des. Paulo Sérgio Velten Pereira, Corregedor-Geral da Justiça eleito e a toda a sua equipe, desejo muito sucesso no biênio que se inicia no dia 24 de abril próximo. Ficaremos na torcida por uma gestão profícua e exitosa.

Finalizo essa carta com as sábias palavras do Padre Fábio de Melo. “Há os que são bons em parecerem bons. Mas não faz sentido. Ter necessidade de expor a bondade que faz é indício de fragilidade na intenção. O bem que fazemos pertence somente a quem o recebe”.

Abraços fraternos!

Marcelo Carvalho Silva

Prefeitura de São Luís prorroga prazo de validade para cartões de gratuidade do transporte urbano

Foto Reprodução

Em mais uma ação de prevenção ao avanço da pandemia do novo coronavírus, a Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), prorroga até 30 de maio de 2020, o prazo de validade dos cartões dos usuários do benefício de gratuidade do serviço de transporte público da capital que, porventura, estiverem vencidos ou com prazo de vencimento próximo. A medida obedece às diretrizes decretadas pelo prefeito Edivaldo Holanda Junior no sentido de evitar que as pessoas, em especial os idosos, tenham de sair de suas casas neste período de isolamento social.

Com a determinação, os cartões poderão continuar sendo utilizados no sistema de transporte da capital. “Vale destacar que a iniciativa, que estende, automaticamente, até 30 de maio de 2020 a validade dos cartões vencidos ou com vencimento ainda para este mês, tem como objetivo garantir a quarentena dos usuários sem forçá-los a se deslocarem de suas casas para a renovação do benefício”, ressaltou o secretário da SMTT, Israel Pethros.

As medidas de redução na prestação de vários serviços municipais adotadas pela Prefeitura, através de decreto do prefeito Edivaldo consistem em ações essenciais que visam o isolamento social no município. Tais medidas decorrem de uma preocupação da gestão municipal para com a saúde e a vida dos moradores da capital e está em sintonia as orientações dos órgãos de saúde.

Desse modo, em conformidade com decreto em vigor, desde o dia 23, definindo outras medidas para o enfrentamento da pandemia decorrente do Covid-19 e do aumento do número de casos do H1N1, a Prefeitura de São Luís entende que quanto menos pessoas circularem nas ruas, em meio a grandes aglomerações e nas repartições, menor é o risco de contaminação e mais rapidamente essa crise sanitária que todo o mundo está enfrentando passará.

Famem distribuirá álcool em gel para municípios maranhenses

Foto Divulgação

A Federação dos Municípios do Estado do Maranhão dá início neste sábado, 21, à distribuição de álcool em gel para todas as prefeituras. A distribuição será supervisionada pelo Comitê de Crise instalado por iniciativa do presidente Erlanio Xavier para atender às demandas dos gestores que enfrentam vários flagelos como enchentes e ameaça da pandemia do coronavírus e epidemia de H1N1. O comitê é formado por seis prefeitos, profissionais da área da saúde, e diretores da Famem.

Esta foi uma maneira que encontramos de atender à grande demanda deste momento de união e força dos gestores. Neste primeiro momento, este material será fundamental para essa batalha que é de todos os maranhenses, brasileiros e do mundo inteiro. É preciso que estejamos coesos na luta para conter o avanço do coronavírus. Estamos fazendo a nossa parte”, ressalta o presidente.

O material será distribuído em pelo menos três polos no estado. Além de São Luís, funcionarão outros dois polos no estado. Mais de 1,5 mil caixas de álcool em gel serão distribuídas neste primeiro momento. Um segundo lote será dá distribuído na próxima semana.

Os critérios de distribuição do material estão sendo discutidos pelo comitê. Mas é consenso que todos municípios menores irão receber quantidades compatíveis com o público atendido. O álcool em gel, em falta no mercado brasileiro, vai abastecer unidades de saúde dos municípios e agentes de saúde e de endemias que estão na linha de frente do combate ao Covid-19.

Em pelo menos 18 municípios do Maranhão, segundo boletim da Secretaria de Estado da Saúde emitido na quinta-feira, 19, existem pessoas que estão sob suspeitas de ter mantido contato com o Covid-19. Depois de São Luís, Imperatriz, Caixas e Santa Inês são os que possuem maior número de pessoas suspeitas.

Juntamente com os gestores de saúde dos municípios, a Famem estará promovendo uma campanha de orientação e estímulo a hábitos de higiene como forma mais eficaz de combater a pandemia de coronavírus no estado. O comitê estuda distribuir a partir da próxima semana kits de higiene para reforçar o combate ao Covid-19.

Maranhão declara situação de calamidade e suspende circulação de ônibus interestadual

Governador Flávio Dino

O governador Flávio Dino editou decreto, nesta quinta-feira (19), declarando situação de calamidade no Maranhão por causa dos casos confirmados de H1N1, dos casos suspeitos do novo coronavírus (Covid-19) e das chuvas intensas em diversos municípios.

O decreto facilita a adoção de medidas de prevenção e combate às doenças e de apoio aos municípios atingidos pelas chuvas.

Entre as medidas previstas está a suspensão por 15 dias do trânsito interestadual de ônibus ou similares em todo o território estadual, a partir das 9h deste sábado (21).

Tendo em vista ampliação de casos em outros Estados, e reforçando medidas de proteção, vamos suspender, a partir de sábado, o transporte interestadual de passageiros via ônibus e similares. Lembro que, a princípio, aeroportos estão sujeitos à decisão federal”, anunciou o governador Flávio Dino.

A medida não é válida para regiões integradas ou metropolitanas que abranjam outro estado, como é o caso da rota Timon (MA) – Teresina (PI), que muitos maranhenses realizam diariamente para exercer suas funções profissionais.

Temos cidades fronteiriças, como Timon, em que as pessoas moram em Timon e trabalham em Teresina, e todo dia fazem esse trajeto interestadual. Então não podemos ter um fechamento absoluto de divisas, porque isso cria embaraços intransponíveis na vida das pessoas”, assegurou Flávio Dino.

Barreira sanitária

Enquanto a circulação de ônibus não é suspensa, equipes da Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado da Saúde (SES) examinam passageiros que chegam de estados onde há contaminação comunitária, como Rio de Janeiro, São Paulo e Santa Catarina.

A medida teve início nesta quinta-feira (19). A ideia é criar uma barreira sanitária na rodoviária da capital.

Estamos fazendo aferição de temperatura de todos com termômetro digital, para não haver contaminação com o passageiro”, explica Edmilson Diniz, superintendente de Vigilância Sanitária da SES.

Quem apresentar sintomas recebe orientações para isolamento domiciliar ou busca por um posto de saúde, além de máscaras de proteção para evitar a disseminação do vírus.

Os passageiros aprovaram a iniciativa. “Essa medida de prevenção leva segurança para a população, principalmente em locais como a rodoviária, onde o fluxo é muito intenso”, avalia o professor Lailson Flores, de Teresina, que veio para São Luís a trabalho.

Chuvas

As chuvas se intensificaram no Maranhão neste mês de março, o que levou ao aumento do nível dos rios.

Por isso, o decreto determinou a suspensão das férias dos integrantes do Corpo de Bombeiros.

Vacinação contra H1N1

O Maranhão antecipou a vacinação contra H1N1 para crianças de seis meses até seis anos e para idosos com mais de 60 anos. O início será na segunda-feira (23), nos postos de saúde dos municípios.

A meta é vacinar, pelo menos, 90% de cada um dos grupos prioritários contra influenza.

A vacina da rede pública previne contra três tipos de vírus Influenza, sendo dois do tipo A (H1N1 e H3N2) e um do tipo B.

Osmar Filho institui procedimentos para prevenir Coronavírus na Câmara de São Luís

Vereador Osmar Filho, presidente da Câmara Municipal de São Luís

O presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Osmar Filho (PDT), assinou resolução administrativa, nesta terça-feira (17), adotando regras e procedimentos de prevenção, no âmbito do Palácio Pedro Neiva de Santana, contra o Novo Coronavírus – COVID-19.

As medidas, com prazo de vigência de 30 dias, contados a partir da assinatura do documento, vão desde a diminuição do número de sessões ordinárias, realizadas segunda-feira, terça-feira e quarta-feira; até a restrição do acesso do público à galeria do Plenário; não realização de visitas institucionais e de eventos relacionados, ou não, com a atividade parlamentar; além da liberação de servidores e colaboradores com idade acima de 60 anos, por exemplo.

Vale destacar que os setores administrativos da CMSL irão se adequar as restrições, mas continuarão funcionando normalmente.

A exemplo do que já ocorreu em outras Casas Legislativas, adotamos medidas para proteger a saúde dos vereadores, funcionários e o público. Infelizmente, estamos vivendo está realidade e temos que enfrenta-la com responsabilidade, seguindo as recomendações das autoridades da área da saúde”, afirmou Osmar Filho.

De acordo com a resolução, apenas terão acesso às dependências da Câmara parlamentares, servidores, terceirizados, profissionais de veículos de imprensa, assessores de entidades e órgãos públicos, representantes de instituições de âmbito nacional, empregados que prestam serviço na Casa, todos previamente credenciados, salvo prévia autorização da Presidência.

As sessões plenárias serão reduzidas para apenas uma por semana, a se realizar nas terças-feiras, às 9h. Em caso de extrema necessidade, ou por recomendações das autoridades da saúde, as sessões poderão ser suspensas na sua totalidade.

Fica suspensa realização de eventos coletivos não-diretamente relacionados às atividades legislativas do Plenário e das Comissões. Ficam abrangidas pela suspensão sessões solenes, eventos de lideranças partidárias e de Frentes Parlamentares, visitação institucional e outros programas patrocinados pela Casa. Está suspenso o acesso do público à galeria

A sessão ordinária, vale destacar, continuará, neste período, sendo transmitida no canal da Câmara no YouTube e no programa Câmara em Destaque, na Rádio Educadora 560.

Os parlamentares, servidores e demais colaboradores que estiveram em locais onde houve infecção por COVID-19, constantes na lista do Ministério da Saúde, ou que apresentem febre ou sintomas respiratórios, serão afastados administrativamente por até 14 dias a contar do regresso dessas localidades, sem sofrer prejuízo financeiro.

A pessoa abrangida por esta hipótese deverá comunicar imediatamente tal circunstância, com a respectiva comprovação à Presidência, no caso de vereador, e chefia dos Setores e Departamento de Pessoal, no caso de servidor.

Fica suspensa a concessão de passagens aéreas ou terrestres, bem como de diárias, a parlamentares e servidores.

Funcionários e colaboradores com idade superior a 60 anos, bem como portadores de doenças constantes que podem causar complicações, deverão ficar em casa até segunda ordem, sem prejuízo financeiro.

O Setor de Infraestrutura da Câmara aumentará a frequência de limpeza dos banheiros, corrimãos, maçanetas, bancadas e válvulas de descarga, seguindo o protocolo editado pela ANVISA; e providenciará a aquisição e instalação de mais dispensadores de álcool em gel, conforme a disponibilidade dos fornecedores.

Deverão ser evitadas aglomerações de pessoas, sobretudo em ambientes onde não exista ventilação adequada.

A Secretaria Administrativa, por força dessa resolução, fica autorizada a adotar medidas administrativas necessárias ao cumprimento do ato, inclusive a respeito de redução temporária de quantitativo de servidores e demais medidas de natureza administrativa que sirvam no combate à disseminação do COVID-19.

SES descarta cinco casos suspeitos de coronavírus no MA e apresenta medidas

Secretário Carlos Lula

A Secretaria de Estado de Saúde, emitiu nota nesta quinta-feira (12) , descartando os cinco casos suspeitos do novo coronavírus no Maranhão, portanto não há, até o momento, nenhum da doença no Estado. Confira a nota abaixo.

Foto Divulgação

Sobre as medidas de prevenção e assistência relativas ao novo coronavírus (COVID-19), o Governo do Maranhão informa que:

1. Existe um Plano Estadual de Contingência do Novo Coronavírus (COVID-19), orientado por protocolos do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde, que está em execução pela rede de saúde no Maranhão;

2. Estamos ampliando leitos de enfermaria e UTI no Hospital Carlos Macieira para atendimento dos casos graves, que vierem a necessitar de internação em área isolada;

3. Estará disponível, a partir da próxima segunda-feira (dia 16), o Centro de Testagem na Policlínica Diamante para exames laboratoriais de pessoas que apresentem sintomas com ou sem febre e tenham viajado para áreas de risco ou mantido contato com pessoa com diagnóstico confirmado para coronavírus (COVID-19);

4. O Governo do Maranhão determina que os servidores públicos estaduais que apresentem sintomas de resfriado, gripe ou similares mantenham-se em casa, até o desaparecimento dos sinais. As chefias imediatas transmitirão orientações mais detalhadas aos servidores. A mesma orientação é válida para as comunidades escolares;

5. A Secretaria de Saúde irá disponibilizar no site e nas redes sociais orientações sobre protocolos, a fim de tirar dúvidas da população. Em breve, um número de telefone será divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde para prestar o mesmo serviço;

6. Em razão do perigo de contágio, as viagens para áreas de risco, que não sejam emergenciais, devem ser evitadas;

7. Orientamos a população para manter hábitos de higiene como lavar as mãos com água e sabão, uso de álcool em gel, evitar contato com pessoas resfriadas ou gripadas e manter ambientes sempre arejados;

8. Reiteramos que, até o momento, não temos nenhum caso de coronavírus confirmado no Maranhão. Não há motivo para pânico ou alarmismos. Contudo, precisamos de atitudes coletivas de prevenção e responsabilidade, pois com a ajuda de todos vamos ultrapassar mais essa crise nacional.

Governo do Maranhão monitora dois casos suspeitos de coronavírus

Carlos Lula, Secretário de Saúde do Maranhão

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) inseriu mais um caso suspeito de novo coronavírus. Neste momento, dois casos suspeitos são monitorados no Maranhão.

O novo caso suspeito é referente a uma paciente de 28 anos, residente em São Luís, atendida em hospital particular, na sexta-feira (6), com quadro de tosse, febre baixa e dor na garganta. Os exames laboratoriais apresentaram resultados com parâmetros normais. A jovem esteve em países europeus (Portugal e Espanha) e regressou ao Brasil no dia 26 de fevereiro.

Nesta sexta-feira (6), a SES também divulgou outro caso suspeito. Uma mulher idosa, residente em São Luís, também retornou de viagem por países europeus (Itália, França e Espanha). De acordo com o monitoramento diário, o caso suspeito apresentou leve desconforto respiratório, coriza e permanece afebril. O hemograma acusou parâmetros normais.

Considerando que ambas as pacientes não apresentaram sinais de gravidade no quadro clínico, que necessitasse de internação, foram liberadas para isolamento e monitoramento domiciliar, realizado pela equipe do CIEVS Estadual e Vigilância Epidemiológica Municipal, conforme o Plano Estadual de Contingência do Novo Coronavírus (COVID-19).

Atualmente, de acordo com novos critérios de classificação de caso suspeito de COVID-19 do Ministério da Saúde, todas as pessoas que chegarem ao Brasil de países da América do Norte, Europa e Ásia, e tiverem sintomas como febre, coriza, tosse, falta de ar poderão ser considerados casos suspeitos de COVID-19.

Fonte: Portal do Governo