BOM DIA RAPOSA: Talita Laci volta a ser prefeita da cidade

Talita sendo aclamada
Talita sendo aclamada

Mais um capitulo da novela “RAPOSA”, e desta vez favorável a segunda colocada no pleito a comunista Talita Laci.

Em uma decisão ainda não muito bem esclarecida onde o Des. Eulálio Figueredo anulou a

decisão do companheiro de corte Des. Guerreiro Junior, este que anulou a decisão da companheira Des. Alice Rocha, esta que colocou Talita no poder que já ta voltando hoje e que corre o risco de sair na terça. Carambas, é ou não é uma crise que está instaurada no TRE?

A coisa não está muito boa, é urgente e necessário que a corte resolva de vez essa situação sob o risco de acontecer de fato uma calamidade nos serviços essenciais da cidade, e com isso a população comece a pagar um preço muito alto devido a instabilidade de poder existente no município.

Quem está certo? Alice, Guerreiro ou Eulálio?  Vai aqui outras perguntas que gostaria que alguém me responder-se:

Pode um juiz de mesmo nível, instância e grau hierárquico desfazer o que um outro juiz fez assim tão bruscamente?

Poderia a  Des Alice mudar sozinha a jurisprudência secular do tribunal que sempre assegurou o direito a recorrer no cargo?

E as provas nas quais o juiz Osmar se baseou para cassar o prefeito são tão sólidas assim a justificar tao drástica medida?

Com a palavra os senhores do Judiciário. Veja a decisão do Des. Eulálio Figueiredo

10708430_713009302112575_2056288715_n

EXPOEMA: "Roça" da banda Calypso parte II

10703587_786644698059656_5247519312645420586_nDepois da “roça” ou melhor do show de ontem(13) da banda Calypso na expoema, é quase certo que desta vez o guitarrista chimbinha decrete o fim da banda.

Com pouco mais de 300 pagantes (e isso contando com os vendedores de bombom, churrasquinho e maçã do amor), a banda apresentou-se no palco da expoema sem a menor empolgação e com a cantora Joelma visivelmente preocupada e triste.

Acostumados a colocarem dez mil pessoas nos lugares que chegavam, a banda Calypso já deu o que tinha que dar. Na sexta-feira na cidade de Imperatriz a roça foi até maior ao ponto de nem acontecer o show.

A banda já está sendo apelidada de “coveira”, pois o produtor que a contrata pede para morrer no outro dia.

Veja a foto de um repórter cinematográfico “oculto”

358459b22a8e3ce0642e17fb2efd45e6
Um casal apaixonado e um vendedor de cerveja “Puto da Vida”

Andrea Murad escapa de levar bolacha de seu ex-marido China

 

Carol Fernandes e China
Carol Fernandes e China

A jovem Carol Fernandes, sobrinha do deputado estadual Manoel Ribeiro  denunciou na tarde de hoje (13),um caso de agressão física que partiu do seu noivo, o ex-jogador da Seleção Brasileira de Handebol, Winglitton Rocha Barros, mais conhecido como China.

Carol, que demonstrava uma aparência de indignação e tristeza, disse que no último sábado, dia 6, foi espancada por China, que é um dos coordenadores de campanha da sua ex-mulher, candidata Andrea Murad, e ex-genro do secretário Ricardo Murad (Saúde).

Segundo ela, os dois estavam em um bar na Praia da Litorânea quando iniciou a discussão. O motivo teria sido ciúmes do ex-jogador. Eles saíram da praia e começaram a discutir dentro carro.

No caminho, China começou a agredir a noiva com vários tapas. “Ele começou a me dar diversos tapas na cara e depois apertou bem forte meu queixo. Até hoje meu maxilar dói muito”, relatou a vítima.

Carol Fernandes registra a imagem da agressão
Carol Fernandes registra a imagem da agressão

As agressões foram parar no comitê central de campanha de Andrea Murad. China parou o carro no comitê e continuou agredindo noiva. Os vigilantes, que fazem a segurança no local, presenciaram todas as cenas agressivas.

A vítima relatou que ficou apavorada, quando o ex-genro de Ricardo Murad chamou um dos seguranças do comitê para entrar no carro e eles foram a caminho da sua casa, no bairro do Olho D’água. Chegando lá, Carol Fernandes pediu a ajuda do segurança, que foi intimidado e ameaçado de perder o emprego por China. “Ele intimidou o segurança, dizendo que seria demitido no outro dia. E depois mandou ele ir andando para o comitê”,contou a vítima.

Carol Fernandes falou ainda que a confusão na porta da sua casa foi bem maior. Segundo ela, o ex-jogador foi ficando ainda mais transtornado. “Ele começou a me agredir ainda mais na porta de casa e estava complemente desequilibrado”.

Ela contou que China ainda ameaçou a rasgar o vestido e deixá-la nua na porta de casa. E que só não aconteceu isso, porque sua mãe apareceu e terminou com a confusão. “Minha mãe apareceu e ficou horrorizada com o que presenciou. Ela mandou que ele fosse embora”.

A vítima disse que durante a confusão falava que ia denunciar o ex-jogador na Delegacia da Mulher, mas ele muito confiante dizia: “Vai lá denunciar, que eu só faço ligar para delegada e dizer que sou genro de Ricardo Murad. Quero ver se vai aconteceu alguma coisa comigo”.

Carol Fernandes falou que vai tomar as devidas providências. E que vai pedir “medidas protetivas”.

Em tempo: É preciso combater à violência contra a mulher. Seja o ex-genro de Ricardo Murad ou quem quer que seja, violência contra a Mulher é crime. E no nosso país, a única lei que ainda funciona e é rigorosa é a da Maria da Penha. Portanto, denuncie

Imperatriz: show da Banda Calypso dá "roça" e é cancelado

 calypsohor020814Na noite dessa sexta (12), o show da turnê de divulgação do novo CD da Banda Calypso, em Imperatriz, foi cancelado. Segundo o contratante do evento, o público abaixo do esperado foi o que ocasionou o cancelamento. Aconteceu, apenas, a apresentação de abertura, com os animados meninos do Tadim de Noís.

Na pista, centenas de pessoas ficaram à espera da Banda Calypso. Logo após os pouco mais de noventa minutos de swingueira, os fãs gritavam, insistentemente, a frase: “Joelma, cadê você? Eu vim aqui só pra te ver!”. Após cerca de meia hora que a banda de abertura saiu, algumas pessoas lançaram latas de cerveja no palco, em demonstração de revolta pelo atraso na apresentação da banda principal.

O contratante do show, autointitulado Roberto produções, relatou que os 800 ingressos das pessoas pagantes serão compensados em outro show, que acontecerá em dezembro deste ano.

“Não teve o show por falta de público. Vamos devolver o ingresso, para a troca de um show, que acontecerá dia 19 de dezembro com banda Calcinha Preta e Banda Calypso. Quem comprou o ingresso é só trocar pelo outro”, explicou o promotor do evento, destacando que a falta do público é motivada pela quantidade de shows que estão acontecendo na cidade.

Hoje a “roça”, ou melhor, o show será em São Luís na Expoema no Parque Independência, talvez aqui na capital a banda possa colocar 20 gatos pingados a mais. SIMPLES ASSIM.

Com informações do Imirante.com

TCE desaprova contas de ex-prefeito de Água Doce do Maranhão

Ex-prefeito José Eliomar tem contas reprovadas
Ex-prefeito José Eliomar tem contas reprovadas

O Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE/MA), desaprovou, em Sessão Plenária realizada nesta quarta-feira, 10/09, as contas do ex-prefeito de Água Doce do Maranhão, José Eliomar da Costa Dias, relativas ao exercício financeiro de 2005.

Entre as principais irregularidades identificadas pelo TCE na prestação de contas de José Dias estão: valores transferidos ao município pela União não escriturados na contabilidade da prefeitura e sem comprovação da finalidade em que foram aplicados; contratação de serviços sem realização de processo licitatório; dispensas indevidas de licitação; encaminhamento ao TCE fora do prazo dos Relatórios Resumidos de Execução Orçamentária RREO) e do Relatório de Gestão Fiscal (RGF), entre outras.

Pelo conjunto das irregularidades, José Eliomar da Costa Dias, foi condenado a devolver aos cofres públicos R$ 145.626,70, além do pagamento de multas que totalizam R$ 32.162,00.

Bomba! filho do deputado Zé Vieira é preso por ameaçar de morte o próprio pai

Deputado Zé Vieira
Deputado Zé Vieira

O filho do deputado federal Zé Vieira (PROS), identificado como Joseildo Vieira Lins, o bolinha, foi preso na manhã desta sexta-feira (12), em Bacabal, acusado de ameaças de morte ao próprio pai e por porte ilegal de armas.

A equipe do delegado Luwding Conti, juntamente com o delegado regional Carlos Alessandro e agentes da policia civil, efetuaram a prisão do acusado em flagrante.

Zé Vieira que trabalha a candidatura de sua esposa, Patricia Vieira (PROS), a deputada estadual esteve na delegacia para prestar depoimentos e esclareceu o ocorrido a imprensa.

Aparentemente abalado, Zé Vieira disse ter conhecimento dos problemas que o filho passa devido ao alto consumo de drogas.

“Ele está passando um momento difícil na vida. Ele sumiu com um caminhão meu, além de ter me ameaçado, mas eu pedir a policia para não algema-lo e para não levar o processo adiante. É isso que um pai faz, eu não poderia fazer outra coisa há não ser isso”, disse o deputado Zé Vieira durante entrevista.

Zé Vieira disse ainda, que um pai não pode mexer com um filho. “Ele prometeu me matar, atirar em mim, mais eu o perdoou, eu já falei com meu filho mais velho, Francisquinho para leva-lo para São Luís, ele vai fazer tratamento em uma clinica lá”.

Além da prisão por ameaça e porte ilegal de arma, uma pistola 380, Bolinha colocou a arma em cima do motorista do pai e levou o carro, mais logo a policia recuperou.

De acordo com o deputado, o caso não será levado adiante.

MP exige regularização do transporte escolar em Coroatá

aaaO Ministério Público do Maranhão emitiu Recomendação, no dia 10 (quarta-feira), para o Município de Coroatá deixar de contratar ou utilizar veículos de carga na prestação do serviço de transporte escolar.

O documento prevê que somente seja liberada a circulação de veículos que tenham essa finalidade, após serem adequados ao Código de Trânsito Brasileiro e submetidos à inspeção e autorização do Detran.

A Prefeitura de Coroatá deverá exigir que todos os veículos de transporte escolar sejam vistoriados pelo Detran, sendo concedido prazo de 60 dias para que sejam juntados ao processo os laudos de vistoria.

Segundo o promotor de justiça Luís Samarone Batalha, autor da Recomendação, em Coroatá ainda é muito comum o uso de paus de arara, caminhonetes e caminhões adaptados para transportar alunos na carroceria.

A Promotoria de Justiça de Coroatá recebeu cópias de processos licitatórios para contratação de transporte escolar no Município em que é permitida a realização do serviço em caminhões e caminhonetes. De acordo com o promotor, a autorização contraria dispositivos legais, como resolução do Conselho Nacional do Trânsito (Contran) e o próprio Estatuto da Criança e do Adolescente.

ANULAÇÃO DE CONTRATOS

A Recomendação do Ministério Público também indica que a Prefeitura de Coroatá anule os contratos firmados com os prestadores que não apresentem autorização emitida pelo Detran, após o prazo de 60 dias; e que, em até 120 dias, inicie e finalize licitação para contratar novos prestadores do serviço de transporte escolar.

 

Alunos de Pedro do Rosário frequentam escolas de barro e palha

escolas em Pedro do Rosário de barro
escolas em Pedro do Rosário de barro

O município de Pedro do Rosário, cidade administrada por Irlan Serra (PTC), continua vivendo no atraso. Distante há 305 quilômetros da capital, a situação do município é de calamidade. O descaso na educação é predominante. Escolas da rede pública municipal ainda é há moda antiga de barro, palha, sem saneamento básico. Dezenas de crianças estão tendo que abandonar as salas de aulas, devido a precariedade. A falta de infraestrutura, é a principal reclamação da população. Pais revoltados, estão insatisfeitos com a situação de ver os filhos sem poder ter um ensino de qualidade.

Descaso na educação em Pedro do Rosário
Descaso na educação em Pedro do Rosário

TSE multa presidenta da Petrobras em R$ 53 mil

Presidenta da Petrobras, Graça FosterPresidenta da Petrobras, Graça Foster
Presidenta da Petrobras, Graça Foster

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu ontem (11) multar em R$ 53 mil a presidenta da Petrobras, Graça Foster, por conduta vedada a agente público.

Por maioria de votos, os ministros entenderam que uma propaganda sobre a gasolina comercializada pela empresa foi veiculada de forma irregular. Segundo a lei eleitoral, durante o período das eleições, são proibidas inserções institucionais de produtos que não têm concorrência.

No entendimento dos ministros, o anúncio promoveu a empresa, fato proibido durante o período eleitoral. A peça foi veiculada no dia 16 de julho, em uma emissora de televisão. A ação foi proposta pela coligação Muda Brasil, do candidato Aécio Neves (PSDB).

Na semana passada, o TSE multou a presidenta da Petrobras em R$ 212 mil por outra veiculação irregular de propaganda.

 

Ex-prefeito de Buritirana é acusado de favorecer parentes com empréstimos avaliados em R$ 1,59 milhão

 ex-prefeito de Buritirana, José Willian de Almeida, O titular da Promotoria de Justiça da Comarca de Senador La Rocque, Carlos Augusto Barbosa, ajuizou, em 2 de setembro, Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa contra o ex-prefeito de Buritirana, José Willian de Almeida,
ex-prefeito de Buritirana José Willian de Almeida

O titular da Promotoria de Justiça da Comarca de Senador La Rocque, Carlos Augusto Barbosa, ajuizou, em 2 de setembro, Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa contra o ex-prefeito de Buritirana, José Willian de Almeida, em consequência da concessão ilegal de 56 empréstimos consignados, em nome do Município, favorecendo servidores e parentes.

Os empréstimos, no valor total de R$ 1,59 milhão, foram concedidos por meio de contrato firmado pela Prefeitura de Buritirana com a instituição bancária Banex S/A Crédito, Financiamento e Investimento, no mês de setembro de 2006.

Por meio do Inquérito Civil nº 04/2012, o representante do Ministério Público do Maranhão (MPMA) constatou que, sob a gestão de Almeida (no período de janeiro de 2005 a dezembro de 2012), a Prefeitura de Burititana concedeu empréstimos a estas pessoas, depositando valores nas respectivas contas bancárias. Entretanto, o ex-gestor se apropriou dos descontos, não os repassando ao banco.

Além de não ter repassado os descontos ao Banex, o ex-prefeito fraudou contracheques e termos de posse, beneficiando parentes e pessoas alheias ao quadro funcional do Município. Os documentos falsificaram informações sobre os proventos efetivamente recebidos, possibilitando a contratação de empréstimos acima dos valores permitidos pelas condições contratuais.

Entre os beneficiados por José Willian, estavam sua mãe, seu irmão, suas três irmãs, sua cunhada e o então seu chefe de gabinete. Um exemplo é o de sua irmã, Raquel Leôncio de Almeida, que, com real remuneração de R$ 1,5 mil, pôde contrair empréstimo de R$ 20 mil.

PARTICIPAÇÃO DIRETA

“Observando a folha de pagamento do Município de junho de 2006, verificamos que, entre as 56 pessoas beneficiadas, 24 delas sequer eram servidores municipais. Elas não foram localizadas nos endereços declarados e muitos logradouros eram inexistentes”, relata o promotor de justiça, na ação.

De acordo com representante do MPMA, durante as investigações o ex-prefeito admitiu que os dossiês dos empréstimos com documentos pessoais, contracheques e termos de posse foram produzidos pelo Setor de Pessoal do Município. O ex-prefeito participava da montagem dos processos direta e pessoalmente, informando inclusive a margem consignável de cada empréstimo.

PEDIDOS

Na ação, o MPMA requer que o Poder Judiciário decrete, liminarmente, a indisponibilidade de bens do ex-prefeito para possibilitar o ressarcimento do dano ao Município.

O Ministério Público também solicita a condenação de José Willian de Almeida ao ressarcimento integral do dano; à perda dos bens ou valores acrescidos ilicitamente ao patrimônio; à perda da função pública; à suspensão de seus direitos políticos por um período que pode variar de cinco a oito anos e ao pagamento de multa que pode chegar até o dobro do valor do dano.

Outro pedido do MPMA é que o ex-prefeito seja condenado à proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios incentivos fiscais e/ou creditícios, direta ou indiretamente, pelo prazo de cinco anos.

O município de Buritirana está localizado a 676 km de São Luís.