Governo amplia atendimento ambulatorial na Unidade Sorrir da Praia Grande

Foto Reprodução: Portal da Saúde

O Governo do Estado realizou, durante toda a semana, atendimentos ambulatoriais extras na Unidade de Especialidades Odontológicas do Maranhão (Sorrir) da Praia Grande, destinados a pacientes que estão aguardando assistência na área da Saúde Bucal. Os atendimentos extras fazem parte do Programa Avança Mais Saúde e serão realizados por meio do Sorrir Móvel enquanto houver demanda. A unidade móvel fica responsável pela triagem e encaminhamento do usuário para a assistência necessária.

As especialidades mais procuradas são Endodontia, Clínica Geral, Estomatologia, Dentística, Odontopediatria, Periodontia e Ortodontia. Para dar apoio diagnóstico aos serviços realizados, são ofertados exames laboratoriais, radiologia panorâmica (digitalizada) e radiologia periapical.

O objetivo da iniciativa é dar celeridade aos atendimentos que precisam ser realizados pela unidade odontológica. A ampliação do número de pessoas atendidas no ambulatório mostrou-se necessária, uma vez que o serviço odontológico na rede particular é caro para muitas pessoas, e por conta da pandemia tornou-se ainda mais inacessível para o cidadão”, disse o diretor geral da Unidade Sorrir Praia Grande, Fabrício Saraiva.

Com os atendimentos ambulatoriais extras, são acrescidas 20 consultas a mais por dia, permitindo que usuários do SUS que estão no aguardo tenham acesso ao atendimento de que necessitam. Semanalmente, o Sorrir da Praia Grande disponibiliza uma média de 200 pacientes a mais, número que aumenta para até 240 aos fins de semana com os atendimentos feitos pela unidade móvel.

Para ser atendido no Sorrir, o paciente precisa antes passar pela unidade básica de saúde mais próxima de sua residência. Em posse do encaminhamento, ele faz o agendamento via unidades do Viva (Beira Mar, Golden Shopping, Shopping da Ilha, Pátio Norte Shopping, Viva BR – Distrito Industrial ou Terminal São Cristóvão). Com a consulta agendada, é definido o dia e o horário que o indivíduo deve se direcionar até o Sorrir.

De acordo com a dentista especialista em ortodontia e clínica geral, Ludimila Veloso, cada pessoa é submetida a triagem onde é averiguado o histórico de todos os sintomas. “Depois de saber como anda a saúde do paciente, fazemos a avaliação odontológica, dente a dente, observando as possíveis queixas do paciente. Identificada a necessidade, fazemos as orientações de higiene bucal, bem como o encaminhamento, a fim de que o atendimento tenha continuidade dentro da sede do Sorrir”, explicou.

Andrea Couto, de 22 anos, foi uma das primeiras atendidas na triagem para consultas ambulatoriais. “Eu já havia feito o procedimento de periodontia e limpeza dos dentes. Não cheguei a esperar muito. Não é fácil encontrar um local onde podemos fazer consultas ou tratamentos como o de canal, por exemplo, e de forma gratuita. Com certeza é uma iniciativa que vai ajudar muitas pessoas”, comentou.

Dona Durvalina Mendes, de 78 anos, passou por todo o processo de triagem e agora já recebe acompanhamento interno na sede do Sorrir. “Foi tudo ótimo. Foi feito tudo como eu esperava. A qualidade do atendimento é muito boa, os profissionais todos muito atenciosos, e já estou com o encaminhamento para outros serviços que precisarei fazer aqui mesmo. Nota 10!”, compartilhou.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>