Em carta aberta, vice prefeito Joaquim da Proago renuncia em Açailândia

Joaquim da Proago

“Venho, por meio deste instrumento, comunicar ao Poder Legislativo Municipal de Açailândia minha RENÚNCIA ao cargo de Vice-Prefeito, eleito democraticamente para a gestão 2021-2024, o que faço por motivo de ordem pessoal, em caráter irrevogável e irretratável, com fundamento no artigo 13, inciso XIV, da Lei Orgânica Municipal.

Tenho ciência de que essa decisão trará insatisfação de grande parte das pessoas que acreditaram em nosso projeto de transformação e crescimento da cidade de Açailândia. Todavia, minha permanência no cargo de vice-prefeito transmite a imagem de que nosso projeto foi abraçado pelo gestor municipal e que está em execução. O que não é verdade.

Muitos se uniram com o mesmo objetivo, acreditaram, contribuíram e participaram ativamente em seu nascedouro. Não tenho palavras para agradecer tamanha confiança. Levamos nossa esperança para a população, que também acreditou, nos levando à vitória nas urnas.

E, agora, sinto-me no dever de comunicar ao povo açailandense que não terei como honrar com os compromissos assumidos para o desenvolvimento da nossa cidade. Como vice-prefeito, minha voz não está sendo ouvida, não tenho participação no planejamento, escolhas ou decisões da gestão municipal, contrariando todo o projeto assumido pelo chefe do executivo.

Este se comprometera a fazer uma gestão participativa, com escolha de pessoas capacitadas e técnicas para cada setor, abrindo mão de conchavos políticos em prol de uma verdadeira evolução administrativa.”

Joaquim da Proago

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>