Luciano esclarece afastamento e atribui operação da PF a denúncias infundadas da oposição

Prefeito Luciano Genésio

Depois de passar 37 dias afastado da prefeitura de Pinheiro, Luciano Genésio (PP) concedeu hoje (22) sua primeira entrevista. Segundo o prefeito, nesse momento em que ficou afastado da prefeitura, preferiu ficar calado, afinal ele estava condenado pela mídia e pela boca da oposição.

De acordo Genésio, ele tinha a certeza que iria voltar ao comando de sua cidade, mas não queria isso através de uma liminar, e sim através de um pedido de reconsideração. Com isso, através de um pedido feito pelos seus advogados, feito ao desembargador que determinou seu afastamento, a justiça o reconduziu para a prefeitura de Pinheiro pelo mesmo desembargador que o afastou.

Luciano Genésio contou da emoção que foi voltar para Pinheiro após o período do afastamento. “A minha vida política não permitia que eu voltasse para minha cidade sendo afastado do cargo, e sim voltar como prefeito. Então, eu tinha prometido ao meu Deus, que assim que chegasse na cidade meu primeiro gestor seria de agradecimento a Ele, e a povo de pinheiro, que viu o trabalho que a gente realizou, como muito amor e muito carinho nos últimos anos”, disse o prefeito.

O prefeito também agradeceu a vice-prefeita Ana Paula, onde nesses 35 dias de sua gestão, não fez perder o seu estilo de governar, fazendo de suas decisões, as mesmas decisões que ele teria tomado se estivesse sentado na cadeira de prefeito.

Ainda durante entrevista, o prefeito de Luciano Genésio fez ampla defesa das acusações feitas pela Polícia Federal, que durante as investigações do processo que resultou na operação da instituição em seu mandato, teria sido acusado de desviar R$ 38 milhões. Genésio deu detalhes dos contratos e os valores que cada empresa recebeu, apontado dados da prestação de serviço e a aplicação do dinheiro público aplicado de maneira correta pela sua gestão.

O prefeito afirma que a operação realizada pela Polícia Federal é resultado de denúncias infundadas da oposição, que desde que perderam as eleições, tentam a qualquer custo desestabilizar sua gestão.

Luciano Genésio afirma que durante o seu afastamento, um documento falso chegou ser elaborado, onde daria seu retorno a prefeitura de forma antecipada, tentando atrapalhar com processo do seu retorno. Luciano atribuiu a elaboração do documento ao ex-deputado federal Victor Mendes, onde foi constato através de um levantamento de IP que, o computador utilizado para fazer o documento, era do ex-deputado. De acordo com o prefeito, foi feito uma denúncia a Polícia Federal para que investigue o caso.

Por fim, Luciano Genésio afirmou que, durante toda essa semana, irá realizar diversas reuniões com seu secretariado, onde após o carnaval deverá lançar um plano de gestão para os próximos 100 dias, com diversas obras para população Pinheiro. “Será um dos maiores planos de gestão que a população de Pinheiro já viu nos últimos anos”, afirmou o prefeito.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>