PGJ apura se Dino Penha exigiu propina para liberar pagamento a empreiteira em São Bento

Prefeito Dino Penha

ATUAL 7 A PGJ (Procuradoria-Geral de Justiça) do Maranhão apura em procedimento investigatório criminal se o prefeito de São Bento, Carlos Dino Penha (PL), pediu propina para liberar o pagamento de uma empreiteira contratada pelo município.

O PIC, como é chamado internamente apuração em que há previsão de medidas restritivas de liberdade, foi instaurado em julho do ano passado pelo promotor Danilo José de Castro Ferreira, assessor especial da PGJ, órgão máximo do Ministério Público estadual.

A suposta propina teria sido cobrada à B dos Santos Construção e Locação, a Mix Gestão, vencedora de licitação para obras no matadouro municipal. Para a liberação do empenho de R$ 416 mil, teria sido exigida a devolução de 20% do valor devido à empresa.

Segundo a apuração, a negociata teria sido intermediada pelo vereador Igor Paiva (PSDB). Ambos já prestaram depoimento no bojo da investigação.

Procurado pelo ATUAL7, Dino Penha negou que tenha participado de qualquer esquema, e informou que sua assessoria jurídica encaminharia nota a respeito do assunto. Até o momento, porém, não houve o retorno prometido.

A reportagem não conseguiu o contato do vereador Igor Paiva.

Um comentário em “PGJ apura se Dino Penha exigiu propina para liberar pagamento a empreiteira em São Bento”

  1. Martha Hirsch

    4 meses atrás  

    É o Brasil…

    Pena que tem tanto ladrão…

    Além disso, podemos dizer o seguinte ao Sr. Sérgio Moro:
    o Petismo, lula, dilmAnta são um estilo estético de tudo quando é breguice, baranguice cultural, cafonice sindical infiltrada no pensamento e na filosofia petistas. E, para completar, sem dúvida nenhuma: o Kitsch político constante que impera dento do Partido dos Trabalhadores. O PT tem um mau gosto enoooorme! O PT é barango.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>