Com 34 seguidores no Twitter, Roseana critica Bolsonaro e se solidariza à Dilma

Roseana Sarney, ex-governadora

A ex-governadora do Maranhão, Roseana Sarney, se posicionou contra os comentários feitos pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, que colocou em dúvida a tortura sofrida pela ex-presidente Dilma Rousseff durante a ditadura militar (1964-1985).

Os caras se vitimizam o tempo todo: ‘fui perseguido’. Teve um fato aí – esqueci o nome da pessoa, mas é só procurar na internet, vai achar com facilidade – que a Dilma foi torturada e que fraturaram a mandíbula dela. Eu disse: ‘traz o raio-x pra gente ver o calo ósseo’. E isso que eu não sou médico, hein. Até hoje estou aguardando o raio-x“, disse Bolsonaro.

Novata no Twitter, Roseana criticou a fala do presidente e se solidarizou a Dilma. Confira a seguir.

Um comentário em “Com 34 seguidores no Twitter, Roseana critica Bolsonaro e se solidariza à Dilma”

  1. Anderson Marques

    10 meses atrás  

    Tem certeza que esse é o Twitter dela? porque tem um monte de contas com o nome dela e nenhuma é verificada

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>