VÍDEO-BOMBA: ‘burro, miserável, vou te matar’, diz Coronel a um Cabo da PM

Coronel Peixoto ameaça Cabo da PM
Coronel Peixoto ameaça Cabo da PM

O Blog recebeu um vídeo de um grupo de policiais militares que estão revoltados com a atitude truculenta por parte de um Coronel aposentado da PM identificado como Peixoto.

O fato ocorreu na última sexta-feira (5) quando uma guarnição da capital que reforçava o carnaval de Chapadinha abordava um veículo, onde o condutor estava embriagado e o carro sem documentação. Nesse momento apareceu o Coronel Peixoto.

A confusão começou quando a guarnição não reconheceu o oficial e ele irritado partiu para cima de um Cabo o chamando de burro, bandido, miserável, ofendendo-o e mandando o mesmo estudar para ganhar o mesmo salário que ele ganha como coronel. Além das ofensas e palavras de baixo calão o Coronel Peixoto ainda ameaçou de morte o Cabo. (veja no vídeo abaixo)

A vítima então foi até a delegacia registrar um BO por ameaça no momento em que o Coronel foi ao quartel armado atrás do PM. O oficial então foi até o DP armado e no resumo da ‘ópera’ nada foi resolvido em prol do Cabo.

Fica claro nas imagens abaixo, o abuso de poder por parte do Coronel que simplesmente esculachou um policial sem nenhum motivo, cometendo crimes como ameaça, constrangimento e injúria.

Abaixo, veja a Nota de Esclarecimento à imprensa encaminhada pelo Coronel Peixoto:

O Coronel (RR), Wellington Peixoto Chagas, vem a publico esclarecer e retrata-se de um fato ocorrido na sexta-feira (05), na cidade de Chapadinha por volta das 03h da manhã, quando um conhecido seu passava por uma blitz da Companhia de Policiamento Rodoviário (CPRv) sendo abordado pela Lei Seca, onde teve seu veículo retido e para retira-lo precisaria de um pessoa habilitada, momento em que, o Coronel Peixoto ia passando pelo local e foi chamando pelo conhecido, para que pudesse intervir. No momento da abordagem houve um desatendimento entre o Coronel e o Cabo da PM que estava de serviço.

Diante do exposto, o Coronel Peixoto vem retrata-se pelo que foi dito ao militar de serviço, já que reconhece que se exaltou e, durante todo tempo que esteve no serviço ativo da PMMA, jamais passara por situação dessa natureza. E que, qualquer ser humano no momento de ira, toma atitudes impensáveis, e confessa que foi um fato isolado, portanto pede desculpas aos policiais da CPRV.

Chapadinha, MA 08 de fevereiro de 2016.
Wellington Peixoto Chagas
Coronel da Reserva Remunerada da Polícia Militar do Maranhão

17 comentários em “VÍDEO-BOMBA: ‘burro, miserável, vou te matar’, diz Coronel a um Cabo da PM”

  1. Andre Azevedo

    6 anos atrás  

    Muito cômodo nesse momento emitir uma nota com pedido de desculpa ao praça.
    Esse palhaço não só ofendeu a pessoa do Cabo PM, mas também o Estado. Portanto, deve ser penalizado por seus atos.

  2. Carlos Primo

    6 anos atrás  

    Essa conversa fiada de manifestar desculpas é realmente para boi de piranha pois esse Cel PM foi claro, conciso e se declarou Auto suficiente para dizer que todos os demais praças Cabos e Soldados da Nação são ignorantes e preguiçosos pois ele o exemplo de esforços hoje é Coronel PM e ganha $22.000.00 por mês, essa pessoa que se colocou as alturas teve que ser retirado do local com toda delicadeza levando para casa e demonstrando a todos que sua magnitude não foi capaz de reverter a Bela e Justa e Honrada postura desse Bravo Policial Militar, não podemos deixar de Honra-lo CB PM pela corajosa Ação em demonstrar a Sociedade Brasileira o seu Fiel compromisso em Busca da Justiça, é de pessoas assim compromissadas que a Nossa Nação precisa.

  3. Luiza

    6 anos atrás  

    É isso que ocorre quando se tem oficiais despreparados e que se acham o máximo mesmo de pijamas. Quanto a ganhar 22 mil reais é realmente injusto se o nível intelectual do coronel for igual ao seu equilíbrio emocional.
    Muitos estão acostumados a dirigir bêbados, andam armados e os policiais da ativa têm que fazer vista grossa para não passar por esse tipo de humilhação. A verdade é que não há nenhum fato novo.

  4. Leitor

    6 anos atrás  

    Parabéns ao cabo que não se deixou intimidar durante o exercício legal de sua função.
    Muito ” admirável ” a postura do coronel, que ao invés de apoiar o militar que está trabalhando em benefícios da sociedade, tirando de circulação um elemento que pode causar um sério dano a sociedade, agir de forma contrária a lei, tentando da aquela velha carteirada. Desacatar funcionário público durante o exercício legal das suas funções é crime.

  5. SEBASTIAO SANTOS

    6 anos atrás  

    SÓ PELA A ATIDUDE DESSE CORONEL, PODE-SE AVALIAR SEUS COMANDADOS,UM REPRESENTANTE DA LEI SEM ESCRÚPULOS,TOTALMENTE DEPLORÁVEL A ATITUDE DESSE QUE UM DIA COMANDOU UMA GRANDE TROPA,A PROVA DE QUE NÃO TEVE EM SEUS ESTUDOS O ENSINO
    DE MORAL E RESPEITO,PODE PROCURAR EM DOCUMENTOS E ENCONTRAR~ÃO ATOS DE DESVIOS DE CONDUTA DESSE QUE UM DIA DIZIA DEFENDER A ORDEM E O RESPEITO,O RESPEITO NÃO SE IMPÕE, SE CONQUISTA.

  6. Genaral Dureza

    6 anos atrás  

    O governador Flavio Dino, tem que tomar uma atitude séria e normativa a respeito dos seus oficiais, tanto da ativa como da reserva, outro dia foi um Ten. Cel Miguel Neto, em Bacabal que demonstrou total descontrole diante de um Cabo, agora esse esse Cel. de pijama, Wellington Peixoto Chagas, que vergonha!, esse ai tomou todas no carnaval, brigando logo com quem está trabalhando, pera ai, esse cara merece uma punição, ele desmoralizou a Instituição, se passa a mão na cabeça do coronel e deixar por isso mesmo, é o fim da picada. Isto vai provar que a Instituição Polícia Militar de Oficial, é só para forma oficias descontrolados e mandar pra casa vestir pijama.

  7. Lauro

    6 anos atrás  

    Enquanto isso um trabalhador ganha salário mínimo, cara desse vai pra reserva um salário de R$ 22.000,00, pode! Esse e o nosso Maranhão, já pensou que esse cara fez quando na ativa.

  8. Vicente

    6 anos atrás  

    Não sei pq a braveza …Não são os famosos irmão de fardas ..

  9. Luis

    6 anos atrás  

    Infelizmente não haverá nenhum tipo de punição,esse fanfarrão continuará fazendo o q bem quer,outra é a limitação que os praças possuem em dar voz de prisão ao magnífico”oficial”.

  10. Pedro Paulo

    6 anos atrás  

    Lamentável a atitude desse cidadão. Deveria ter sido preso em flagrante e conduzido ao quartel para a lavratura do APF, pois desacatou um militar em serviço, além de ameaçá-lo, o que também é grave. Se fosse o contrário o Cabo teria sido enquadrado nas duras penas do Código Penal Militar. O que se observa é o corporativismo burro ao apenas proteger ob ofensor e abandonar o militar que foi aviltado no cumprimento do dever. A Corregedoria deve assumir essa batata quente.

  11. Gian

    6 anos atrás  

    Precisa ter punição sim. Para dar exemplo a outros que se consideram semi deuses. Que acham que estão acima de todos. Um babaca esse coronelzinho de merda.

  12. Recruta Zero

    6 anos atrás  

    Que papelão deste coronel de pijama, isto é uma humilhação para a Instituição Polícia Militar, o governador tem que tomar uma posição punitiva para esse oficiais que extrapola nas suas atitudes comportamental, isto é inadmissível, isto não é comportamento de oficial que se preze, esse coronel de pijama tem que ser advertido, se possivel preso, para aprender a respeita quem cumpre seu dever. Se não tiver punição nesse caso, podem avacalhar. Governador use seu direito como chefe maior dessa Instituição, mande prender esse descontrolado.

  13. 6 anos atrás  

    Ele deveria ser preso em flagrante, com base no CPM, como não o foi deveria haver um IPM, elogo em seguida submete-lo ao julgo do tribunal especial militar para verificar se é digno do oficialato. Que ao meu ver não o é.

  14. carlos

    6 anos atrás  

    Ja pensou se fosse o contrário, será que uma nota de desculpas do cabo ele se livraria do xadrez. Cadê a justiça militar nessa hora, o coronel Peixoto tem que responder sim pois em caso de crime militar não cabe retratação, como tb deverá responder por prevaricação quem deixou de prende lo em flagrante delito pelo crime praticado.

  15. Eurico reis

    6 anos atrás  

    E esse país tem justiça?
    Quero ver!!

  16. Celso Silva

    6 anos atrás  

    Sem dúvida nenhuma que responderá a IPM junto a Auditoria Militar.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>