TRISTEZA E DOR: possível erro médico quase mata criança em Chapadinha

Daniel ficou com o corpo completamente deformado
Daniel ficou com o corpo completamente deformado

É delicado o estado de saúde do menino Daniel da Silva Bastos de apenas 8 anos de idade. Ele é morador de Chapadinha e encontra-se completamente deformado depois de tomar duas medicações prescritas por uma suposta médica identificada como Cleomara Sirqueira Caldas no posto de Saúde do bairro Areal.

Receituário
Receituário

O menino apresentava dor de cabeça e febre e para ele foi receitado Paracetamol e Ibuprofeno. O detalhe é que no carimbo da médica acima citada constava o nome do médico cubano Juan Carlos Cabeza Rojas. Por isso há suspeita de que a mesma seja apenas uma enfermeira.

A mãe do garoto, Adriana da Silva, recebeu os medicamentos no posto e voltou com o filho para casa. Apesar usar a medicação, Daniel teve febre alta e no corpo dele apareceram bolhas vermelhas e feridas. O menino então, foi internado no HAPA onde passou dois dias sendo transferido em seguida para o Hospital da Criança em São Luís em estado grave.

De acordo com profissionais da medicina, uma reação alérgica pode evoluir dessa forma com formação de bolhas provocada possivelmente pelo AAS (ÁCIDO ACETILSALICÍLICO).

A criança está em recuperação desde o mês passado mas pode ficar cega e perder o pênis, além das inúmeras cicatrizes pelo corpo.

Os pais de Daniel registraram um Boletim de Ocorrência contra os dois médicos que atenderam a vítima. O advogado da família disse que vai ajuizar uma ação contra o município para que forneça medicamentos e ajuda financeira para o garoto.

“Vou buscar todas as maneiras para que os responsáveis pelo ocorrido sejam penalizados”, disse o criminalista Lourival Soares.

O Secretário de Saúde de Chapadinha, Allan Monteles, não se manifestou ainda sobre o caso.

A denúncia foi feita pela família de Daniel ao Blog do Foguinho.

6 comentários em “TRISTEZA E DOR: possível erro médico quase mata criança em Chapadinha”

  1. carlos

    6 anos atrás  

    Quem prescreveu e não conduziu adequadamente essa grave alergia tem que responder por seus atos

  2. Irma pire pires

    6 anos atrás  

    São incapazes medicos desumanos merecem penalidade máxima.

  3. Fabiene

    6 anos atrás  

    Gente…não sei a real…mas do pouco q conheço. ..acredito q essas duas medicações nao chega a causar tal reacao…acredito q esteja acontecendo uma coincidência devido o uso da medicacao…acho melhor investigar esse caso.

  4. Fabricia

    6 anos atrás  

    Ate onde eu sei…paracetamol e ibuprofeno nao possui acido acetilsalicitico em suas composições

  5. Manoel

    6 anos atrás  

    Até onde sei, paracetamos e ibufrofeno são medicamentos para uso em Humanos. São produzidos para gente fazer uso. Nenhum médico irá prescrever um remédio pra deixar uma criança no estado em que esta criança ficou. Sempre, no acolhimento e questionado se a criança ou o adulto tem algum tipo de alergia. Não existe testes pra saber se alguém tem ou não alergias e não tem como se prever se alguém vai desenvolver com uso do remédio prescrito. Quem não tem conhecimento no que fala, melhor calar.

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>