CAXIAS: atendimento do SUS é suspenso em clínica por perseguição do prefeito

Prefeito Léo Coutinho deixa pacientes na mão...
Prefeito Léo Coutinho deixa pacientes na mão…

A situação da Saúde Pública de Caxias é cada vez mais grave. Desde 2014 que a Maternidade Municipal Carmosina Coutinho ganhou destaque nacional e virou assunto polêmico no Estado por conta dos mais de 200 óbitos de recém-nascidos registrados no local. Mas agora, a coisa complicou ainda mais em outra unidade de Saúde daquele município.

Depois de 25 anos funcionando em Caxias, a Uni Clínica Santa Terezinha pôs uma faixa bem grande em sua fachada anunciando a suspensão de atendimento pelo SUS (Sistema Único de Saúde). O dono da clínica, o fisioterapeuta Ermando Filho, decidiu pela medida drástica alegando perseguição por parte do prefeito de Caxias, Léo Coutinho (PSB).

Com isso, mais uma vez os mais prejudicados serão os moradores da cidade e região que dependem única e exclusivamente do serviço público de Saúde do Município, principalmente aqueles que necessitam de acompanhamento fisioterapêutico, vítimas de problemas neurológicos, acidentes ou doenças que comprometam a locomoção.

Entenda o caso

O proprietário da Clínica Santa Teresinha, Ermando Filho, explicou numa rádio local sobre o descredenciamento da empresa junto a Secretaria de Saúde do Município. “O contrato está vigente e eles cancelaram deixando claro que seria por conta do meu parentesco com o vereador Fábio Gentil”, disse Ermando afirmando que ouviu isso tanto do prefeito Léo Coutinho como do deputado estadual Humberto Coutinho. “Alegaram que não iriam alimentar o Fábio Gentil”.

Ermando mostrou revolta com a situação e se pôs à disposição contra os desmandos em Caxias. “Ao contrário do que alegaram para descredenciar nossa Clínica, nunca havia participado de eventos políticos seja de parentes ou não. Agora, irei comandar uma campanha do Alerta Vermelho na Saúde de Caxias”, concluiu o empresário e fisioterapeuta.

QUE VERGONHA PREFEITO LÉO COUTINHO!

Um comentário em “CAXIAS: atendimento do SUS é suspenso em clínica por perseguição do prefeito”

  1. 6 anos atrás  

    […] A situação calamitosa da Saúde Pública em Caxias não pára por aí. Na semana passada a Uni Clínica Santa Terezinha pôs uma faixa bem grande em sua fachada anunciando a suspensão de atendimento pelo SUS (Sistema Único de Saúde). O dono da clínica, o fisioterapeuta Ermando Filho, decidiu pela medida drástica alegando perseguição por parte do prefeito de Caxias, Léo Coutinho. (Reveja) […]

Deixar um comentário

HTML tags:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>